Andei lendo: A visita cruel do tempo | Jennifer Egan

avisitacrueldotempo

Já li alguns ganhadores de Prêmio Pulitzer e, ó: nunca fui muito fã. Geralmente os livros são um pouco pretensiosos ou cabeça demais pra mim, acabo achando chato e a leitura não flui. Mesmo assim, precisava de um livro que tivesse ganho o Pulitzer para riscar esse item do desafio literário. Na minha fila de leitura não tinha nenhum, então não fazia a menor ideia do que escolher. Aí veio Dona Lec Salvadora e me emprestou o Kindle dela, justamente para eu ler esse livro. Como ela já tinha lido esse e disse que era legal, achei que valia a tentativa.

O livro é todo narrado ou mostrado pelo ponto de vista de diferentes personagens, em diferentes épocas (rola de um mesmo personagem narrar mais de um capítulo, em épocas diferentes, meio vai e vem no tempo). Acho que foi esse o motivo do livro ter ganho o Prêmio, é uma forma bem diferente de narrativa e que faz a gente ir e voltar no tempo, conhecer cada ângulo de um acontecimento e perceber o quanto a vida de cada personagem está conectada, mesmo que eles nunca tenham se conhecido. Uma coisa muito doida.

Bennie Salazar é um executivo da música e é quem, em algum momento, conecta todos os outros personagens. Sasha, é sua assistente. Jules é cunhado de Bennie e passou um tempo preso por ter agredido uma estrela do cinema, mas agora tenta retomar sua carreira no jornalismo. Stephanie é irmã de Jules e ex-mulher de Bennie. Rhea, Jocelyn e Scotty são amigos de colégio de Bennie. Alguns outros personagens menores também aparecem (amigos de uns, filhos de outros, etc), mas não são tão importantes assim, é mais para explicar algum fato realmente importante ou o que aconteceu àquela personagem maior.

No final do livro, vemos o que acontece com alguns personagens em um futuro onde a sociedade mudou, depois de anos e anos de Guerra.

Achei muito interessante e foi rapidinho de ler. Com todo esse vai e vem no tempo, a mudança de personagens e histórias não me deixava largar o livro rápido. Sempre parava para ler um capítulo e quando via já tinha lido três ou quatro. X)

Preço: R$ 19,90 no Submarino.

Este livro me ajudou a cumprir os itens 12 e 18 do 2015 Reading Challenge.

Comentários via Facebook

9 comentários

  1. Isabele em | Sempre vem aqui e já comentou 12 vezes. ;) Responder

    O legal desses desafios é que eles nos fazem encontrar livros que sozinhos jamais encontraríamos. Eu comecei esse desafio mas acabei largando de mão.

    1. Ana Carolina em | Administrador/a do blog. Responder

      Olha, te dizer que tem alguns itens que estão super difíceis de riscar. Mas quero riscar tudo, nem que passe um pouquinho do tempo. Haha.

  2. Lívia em | Sempre vem aqui e já comentou 113 vezes. ;) Responder

    A sua resenha me fez lembrar do seriado Touch, conhece? Mostra como os acontecimentos podem estar todos interligados e tals. Eu gostava de ver, não lembro mais porque larguei.
    Acho que nunca li nenhum ganhador de Prêmio Pulitzer.
    Beijo, Carô!

    1. Ana Carolina em | Administrador/a do blog. Responder

      Não conheço não, vou procurar! Parece ser bem interessante.

  3. Déa em | Sempre vem aqui e já comentou 20 vezes. ;) Responder

    Foi o último presente que dei pro meu ex marido. Era um livro que eu queria ler muito, mas não rolava. Lendo esse post vi que já vai rolar ler :)

    1. Ana Carolina em | Administrador/a do blog. Responder

      Gostei, Déa. Espero que role ler sim!

  4. Amanda em | Sempre vem aqui e já comentou 19 vezes. ;) Responder

    Adoro seu blog!

Deixe o seu comentário