explicação

Quase 3 meses

Quase 3 meses sem vir aqui. Sem nem entrar no meu painel admin, pra ser bem sincera. Vergonha na cara? Me falta. Saudade? Tenho muita. Vou falar mais uma vez que logo logo volto a escrever regularmente por aqui? Sempre. Vou cumprir? Espero que sim.

Desistir de voltar pra cá? Jamais! Foto: Gabriel Olsen
Desistir de voltar pra cá? Jamais! Foto: Gabriel Olsen

Tenho vários posts pra terminar, tenho novidades pra contar (Lindezas acabou, pintei o cabelo, vou correr mais uma meia maratona, etc, etc)… só tem me faltado tempo para escrever com calma. Geralmente quando tenho tempo já estou meio de saco cheio e aí só quero desligar o computador e ir pra casa. Também estava sem computador em casa, então quando batia vontade de escrever durante o final de semana não tinha como fazer isso. E aí o tempo foi passando, o blog foi ficando abandonado e eu só fiquei dando pinta lá no Acordei Disposta (já conhece? Já segue no Instagram? Já assinou o canal?). Isso de criar conteúdo para Youtube é uma delícia, mas toma um tempo ENORME. Imaginava que fosse assim, mas agora que tô sentindo na pele fico ainda mais admirada com aqueles youtubers de games que soltam vídeo todo santo dia. Galera tem mais é que ganhar muito dinheiro com isso mesmo.

Eeeeeenfim, passei pra falar oi, pra dizer que tô com saudade de vocês (alguns me pediram até post, seus fofos!) e prometer mais uma vez que eu volto. Porque eu volto, disso tenho certeza. Só espero que seja logo. ;)

Aquela sensação de ter sido engolida

Sim, amiguinhos, essa é a minha sensação atual. Julho passou como um foguete, sem eu ter tempo ou disposição para fazer 20% do que eu queria. Entrei num ritmo alucinado de trabalho e, além da academia, mal consegui fazer alguma coisa além de sentar minha bunda aqui nessa cadeira e sair dela só depois das 21h, no mínimo. Sem tempo ou cabeça para pensar em blog, de ler ou assistir alguma coisa. Fui engolida pelo trabalho desenfreado e estou ilhada, sem saber de quase nada o que acontece no mundo.

Imagem: Disney
Imagem: Disney

 

Aí você me fala: “Mas Ana, você não saiu de agência justamente por causa disso?”. Pois é, saí. Mas também tem o lado: dessa vez, eu me permiti trabalhar esse tanto e estou trabalhando pra mim. Então é uma situação bem diferente de quando era em agência. Mas que tá puxado, tá. Eu tô aqui contando os dias para acalmar um pouco e tentar ter alguns dias de puro prazer. Na minha cabeça já tenho tudo planejado: uma viagem para o interior, uma tarde de sol lendo na beira da piscina do prédio, uma tarde inteira com meus pais, outra tarde papeando com amiga que não vejo há meses. Se isso vai mesmo acontecer num prazo tão curto quanto eu espero, não sei. Mas são planos. Hahaha. ;)

Enfim, esse é aquele post meio pedido de desculpas. Desde que o blog mudou de nome eu não dava uma sumida tão grande assim. Estou com o projeto dos 52 objetos parado, tenho coisas para resenhar, filmes para indicar, memórias para compartilhar. E é por isso que, mesmo atrasada, resolvi participar do BEDA (Blog Every Day August) que as meninas do Rotaroots propuzeram. Sim, você leu certo: blogarei todos os dias em Agosto. Já tô començando dois dias atrasada, mas prometo que esses dois posts vão ao ar durante o mês também. Tô arranjando sarna para me coçar, se eu não ando com tempo pra nada? Claro que tô. Tô preocupada de dar conta? Ô, cê não sabe o quanto! Mas sinto muita falta de escrever aqui, então tá aí uma linda desculpa pra me “obrigar” a isso.

Que agosto seja leve, amigos! É tudo o que quero. <3

PS: Sumi daqui, mas no Corre Mulherada! continuei postando. Inclusive, hoje tem post de reflexão por lá. ;)

BEDA-2015

Quando parei e mudei

Estava esperando tudo se organizar pelo menos um pouco para vir falar aqui sobre a mudança que tomou conta da minha vida, por minha escolha.

Há dois anos e meio me mudei para São Paulo com o Henrique, para um apartamento delicioso que era nosso. Tanto eu quanto o Henrique ficamos mais perto do trabalho. A gente achava que ia ter uma vida mais tranquila, menos corrida, com mais tempo para outras coisas além do escritório. Resultado: erramos a previsão. Morar mais perto deu abertura para que a gente se jogasse ainda mais no trabalho e deixássemos nos levar pela loucura que é nossa área. Sair depois do horário, virar noite, trabalhar de final de semana e feriado… não foi só depois que saímos de Santo André que essas coisas passaram a acontecer, mas foi quando tudo realmente começou a pesar e a cansar. Eu poderia falar bastante sobre o quão cansativa e desgastante é a vida dentro de uma agência de publicidade, o quão louco é esse mercado, o quão loucos são os donos que passam por cima de leis trabalhistas como se isso não fosse nada. Mas, né? Talvez isso seja assunto para um outro post.

1014035_391427427656504_1236301319_n

Conversamos muito e, ainda no primeiro semestre de 2013, traçamos uma mudança radical e alguns planos. Botamos em ação e, assim, nosso querido apartamento foi posto à venda. Demorou alguns meses, mas vendemos ele para uma família linda que tenho certeza que será super feliz morando ali. E o que vem agora?

Eu saí da agência, o Henrique saiu da produtora que tinha com um amigo. Voltamos para Santo André, nossa querida cidade. Alugamos um apartamento por aqui, vamos tirar um tempo para repensar o que queremos fazer da vida e, principalmente, o quanto vamos deixar o trabalho mandar nela. Vamos viajar um tanto também, porque ninguém é de ferro e a gente praticamente nunca se deu esse prazer.

A excitação com a vida nova se mistura um pouco com a tristeza de deixar a vida velha, eu confesso. Nossa vida não era ruim, muito longe disso. Era em um bairro delicioso, com a casa decorada do nosso jeitinho, com aquele gosto de conquista de ter a própria casa. Trabalhávamos com o que gostamos, mesmo que em um esquema meio absurdo que é ditado pelo mercado. Tínhamos amigos por perto, visitávamos sempre a família… mas a gente sempre pode querer mais, né? E se a vida apresentou essa oportunidade de parar um pouco, repensar e escolher o que vai ser dela daqui pra frente, a gente não podia deixar passar.

E essa é a razão do meu sumiço por aqui. Corri em novembro para deixar freelas e o trabalho na agência em ordem. Corri em dezembro para encontrar um bom apartamento em Santo André. Corri em janeiro para me mudar e com outras coisas que apareceram no meio do caminho. Uma correria danada, mas muito boa (pelo menos na maior parte).

Estou ansiosa e muito curiosa para saber como será esse meu 2014. Mal posso esperar pelas coisas todas que quero fazer, pelas surpresas que vão pintar no caminho… me desejem sorte. ;)