meg cabot

Andei lendo: Sorte ou Azar | Meg Cabot

sorte-azar-megcabot

Jeane é uma menina de 16 anos conhecida por seu azar. Quando ela está por perto algo estranho sempre acontece ou dá errado. Até por isso ela tem o apelido Jinx (azar, pé frio) desde que nasceu.

Ela se muda de uma cidade pequena para Nova York, onde vai morar com os tios. Os tios tem três filhos e uma au pair, uma casa enorme e estão dispostos a fazer com que Jinx tenha uma ótima vida na cidade. Zach é o vizinho legal e bonito, que fica amigo de Jinx logo de cara. Tory, a prima que tem a mesma idade que Jinx e que é apaixonada por Zach, está convencida de que é uma bruxa com poderes herdados de uma tata tata tataravó das meninas e acaba achando que Jinx também é. E aí a história começa a ficar agitada.

Tory e suas amigas que querem ser bruxas me lembraram MUITO aquele filme Jovens Bruxas, sabe? Tory é uma doida insuportável e Jinx é a boazinha meio songa monga de todo livro mulherzinha. Hahaha. Zach é super interessante, todo esperto e depois li em uma resenha da Pam que ela imaginava o personagem exatamente como o Chace Crawford e achei engraçado, foi exatamente assim que imaginei o menino o livro inteiro! Hahaha.

A história é super previsível, o enredo não tem grandes novidades… mas o livro é gostoso de ler e daqueles que a gente lê numa sentada só. Adoro Meg Cabot e livros assim, então gostei bastante. Não é o meu favorito dela, mas é divertido.

Preço: R$21 no Submarino

Andei lendo: Ídolo Teen | Meg Cabot

Adoro os livros da Meg Cabot e isso já não é novidade nenhuma por aqui, né? Acho ótimos pra quando você quer ler mas não quer nada que exija muito cérebro. HAHAHA. É a mais pura verdade. Livrinho bobinho, com personagens divertidinhos e história fácil. Gosto de ler quando tô com muita coisa no trabalho e na vida pessoal pra pensar e quero ler pra descansar um pouco.

Não sabia muito bem o que era a história quando pedi o livro no Trocando Livros (sempre ele!), mas dei sorte. Jenny é uma garota comum boazinha-meiguinha-amiguinha-inha-inha-inha que escreve para o jornal da escola como “Annie”, a conselheira de todos os alunos e que ninguém sabe quem é. Além disso ela não tem nada demais. Aluna boa/média, é da turma dos que ninguém liga na escola (nem muito popular, nem a bobona que todo mundo tira sarro)… ela não se destaca realmente em nada, só em fazer todo mundo se dar bem e se dar bem com todo mundo. Até que o diretor da escola pede que ajude o astro teen Luke Striker (gente, sério. O que que deu na dona Cabot pra ela botar esse nome na personagem? Só eu penso na marca de cigarros?) a se disfarçar como um comum aluno de colégio para ele poder fazer laboratório para seu próximo papel em Hollywood. A ideia é bem burrinha, né? A escola é pequena, o cara é o maior astro teen do momento e ele só usa um óculos como disfarce. Hahaha.

Claro que todo mundo descobre, mas com toda essa história o Luke mostra para a Jenny que ela tem que mudar algumas coisas na sua vida e no colégio e ta-da: a menina muda da água pro vinho.

O livro é bem divertidinho e gostei bastante da Jenny. Bem que podia ter mais alguma outra história com ela.

Andei lendo: O Arcano Nove – 2º livro da Coleção A Mediadora | Meg Cabot

Tchô falar: virei fã da Suze. Hahaha. Acho ela muito engraçada e que leva muito numa boa esse negócio de falar com espíritos (oi, tô lôca achando que a menina existe de verdade?).

Esse segundo livro é mais curtinho e um pouco menos envolvente que o primeiro, mas tão divertido quanto. Suze percebe que tá começando a gostar de Jesse (e, né? O cara é um fantasma), arranja um novo pretendente e consegue cair nas mãos de um assassino doido.

No meio disso ainda tem dois espíritos que pedem ajuda à ela: um garotinho querendo salvar seu gato e uma mulher que só chora e pede que ela passe um recado para um tal de Red. No final das contas o Red é alguém que eu nem imaginava que fosse, mas é bem legal.

Li o livro num dia só, agora tô morrendo de curiosidade pra ler o resto. E pelamordedeus, que capa feia é essa? Caramba.