adolescentes

Andei lendo: Teorema Katherine | John Green

O_TEOREMA_KATHERINE_1370641525PGosto muito do John Green. Acho que é porque comecei com o melhor livro dele, daí garrei amor. Esse foi o terceiro livro dele que li e, até agora, foi o “piorzinho”. Tá entre aspas porque ele não é ruim, só não é tão legal quando os outros dois que li.

O livro conta a história de Colin, um menino prodígio que se formou no colégio e acabou de levar um pé na bunda da sua namorada, a Katherine. Além de ser mega inteligente, o que é mais engraçado em Colin é sua obssessões por Katherines: até então ele só tinha namorado meninas com esses nome e levada pé na bunda de todas as 19. Coitado.

Colin tem um amigo meio amalucado chamado Hassan e os dois resolvem fazer uma roadtrip para aproveitar o verão (e fazer com que Colin não fique tão deprimido após o término com Katherine XIX) e acabam chegando à cidadezinha de Gutshot, no interior do Tennessee. Lá eles conhecem Lindsey e recebem uma proposta de trabalho e hospedagem da mãe dela. Eles aceitam, fazem o trabalho e no meio de tudo isso descobrem mais coisas sobre si mesmos do que esperavam.

Quando postei no Instagram que ia começar a ler este livro, muita gente reclamou dele e disse que não era tão bom, que o Colin era chato… não achei. Colin é meio tapado mesmo, mas é engraçadinho. Adorei o Hassan e a Lindsey também não é ruim. Só que achei a história toda meio previsível, desde o começo. Isso sim foi uma surpresa pra mim porque nos outros livros eu era sempre surpreendida por alguma reviravolta na história. Se o livro tem uma falha, é essa. Mas ó: mesmo previsível não é um livro ruim. Valeu muito a leitura.

Preço: R$22,90 no Submarino

Andei lendo: Crescendo – 2º livro da série Hush Hush | Becca Fitzpatrick

Ganhei o livro de aniversário em junho mas enrolei o quanto pude para ler porque sabia que ia ficar doida para ler o próximo e com o meu “regime” de livros não poderia comprá-lo. Hahha. Doida? Sou mesmo.

No primeiro livro fiquei apaixonada pelo Path e gostei da Nora também. Aí por isso sabia que ler essa sequência seria divertido e tinha uma espectativa super alta. Acabei me frustrando um pouco.

Nesse segundo livro, Nora e Path ficam separados boa parte do tempo. Tem muito ciúme, tentativa de assassinato… e drama. Drama, drama, drama. Sinceramente? Me lembrou aquele segundo livro de Crepúsculo, só que bem menos chato porque a personagem reclamona era a Nora e não aquela anta da Bella.

Aí quando você acha que tá tudo resolvido, bem uma surpresa gigante e BUM! O livro acaba.

Preciso dizer que tô chorando pra sair logo o terceiro livro e eu convencer alguém a me dar? :p

Andei lendo: Sangue Quente | Isaac Marion

Imagina isso: você vive em um futuro onde a civilização está dividida entre vivos, mortos e mortos-vivos. Aí você quer viver sua vida normalmente, só que não lembra nada do seu passado. Qual seu nome, o que fazia da vida ou porque está usando a roupa que está no seu corpo. Sabe por quê? Porque você é um zumbi. Simples assim.

R. não se lembra de nada, mas acha que seu nome começava com R e por isso diz que esse é seu nome. Ele vive no aeroporto junto com outros zumbis, tem um amigo (o M., outro que também só acha que seu nome começa com essa letra), uma esposa (haha!) e dois filhinhos. Sai para caçar na cidade e traz comida para a família. Uma vida de zumbi normal.

Até que um dia ele sai para caçar e come o cérebro de um jovem chamado Perry. No meio da “caçada” ele recebe uma enchurrada de lembranças do cara e, por isso, salva a namorada dele e a leva para o aeroporto com ele. Julie passa algum tempo com ele no aeroporto, mas claro que lá não é seguro para ela (uma viva cheia de carne é uma tentação para a turma dos zumbis). Outra coisa que é claro que acontece: R. se apaixona por Julie! :)

Gostei bastante do livro, especialmente porque a narrativa do R. é bem engraçadinha. Nunca tinha lido nada pelo ponto de vista do zumbi e foi bem diferente. Só não posso contar mais nada porque se não perde a graça para quem vai ler.