adolescentes

Andei lendo: Will & Will | John Green e David Levithan

willewill-john-green

Nunca tinha lido resenhas sobre esse livro, mas por ser metade escrito por John Green, sempre quis ler. Eu achava que o livro seria sobre um casal adolescente com os dois meninos chamados Will e ó: estava bem errada. Hahaha.

Will Grayson tem 18 anos, mora em Chicago e é um adolescente super comum: nem bonito nem feio, nem alto nem baixo, nem popular nem desprezado pelos colegas. A única coisa diferente sobre ele foi ter escrito uma carta para o jornal da escola defendendo seu melhor amigo, Tiny Cooper, quando ele foi banido do time da escola por ser gay. Will acredita que ficando calado e não se importando com nada conseguirá ter uma vida calma e sem grandes decepções. Isso vale para as garotas, nunca se envolve com elas e evita assim ter o coração partido.

O outro Will Grayson também tem 18 anos, mas não mora em Chicago (e sim em uma cidade perto) mas é um adolescente bem problemático: tem pouquíssimos amigos, não se abre com ninguém, tem depressão (e toma remédios para isso) e tem problemas financeiros. A única felicidade na vida de Will é seu relacionamento virtual com Isaac, um garoto de outra cidade por quem ele é totalmente apaixonado e com quem conversa muito pela internet (mas nunca sequer pelo telefone).

Não vou contar como a história dos dois Wills se encontra porque estragaria boa parte da surpresa para vocês, mas tenho que falar um pouco sobre os outros personagens. Tiny é um cara gigantesco, cheio de vida e quem realmente traz ação para a vida do primeiro Will. Ele escreve um musical sobre sua vida e consegue montar uma super produção com os recursos da escola. Fora que ele é todo apaixonado por tudo quanto é cara que dá bola para ele e vive começando e terminando namoros, bem adolescente mesmo. Ele e o primeiro Will foram meus personagens favoritos.

O livro é super leve e rapidinho de ler, ri muito com as falas do primeiro Will (parte do livro escrita pelo John Green). O outro Will Grayson é um tanto chatinho demais para o meu gosto e o fato dele narrar toda a história sem usar letras maiúsculas é um pouco irritante. Além disso, nenhum outro personagem dessa parte do livro me conquistou. Sinceramente, não acho que tentaria ler algo somente do David Levithan.

Se John Green lançasse um livro continuando a história do seu núcleo, com certeza eu leria.

Preço: R$19,90 no Submarino.

Este livro me ajudou a cumprir os itens 8 e 16 do 2015 Reading Challenge.

BEDA-2015

Andei lendo: Perdão, Leonard Peacock | Matthew Quick

leonard-peacock

Leonard Peacock é um adolescente que mora sozinho, já que seu pai fugiu do país porque estava sendo procurado pelo governo e sua mãe foi morar em Nova Iorque para trabalhar como estilista. Ele passa os dias completamente sozinho, já que não tem amigos na escola. A única relação verdadeira que tem é com Walter, um idoso que mora perto, com quem passa os dias assistindo à filmes antigos e com Herr Silverman, seu professor sobre o Holocausto. É uma vida totalmente solitária.

O livro começa na manhã do aniversário de 18 anos, com Leonard decidido a usar uma arma nazista herdada pelo pai para matar seu ex-melhor amigo, Asher Beal, e se suicidar em seguida. Ele toma o café, corta seu cabelo e separa quatro presentes que entregará ao longo do dia para pessoas importantes em sua vida. Tudo isso sempre pensando em sua mãe, que nem se lembra de seu aniversário e para quem acredita que sua morte será um alívio.

Leonard vai contando um pouco de sua história e de como tudo o levou até aquele momento e decisão. São coisas separadas que o marcaram e o transformaram para sempre. Tudo poderia ter sido completamente diferente somente pelo fato dele ter alguém em quem confiar e com quem contar. Vai dando uma angústia enorme, uma tristeza, definitivamente não é uma história leve.

No geral, achei o livro todo uma tristeza só. A falta de atenção, carinho e proximidade na vida de Leonard foi me deixando cada vez pior conforme o livro foi avançando, dava vontade de encontrar o menino e dar uma abraço, sabe? Isso provavelmente quer dizer que o livro é bom, né? Realmente me envolvi com a história, fiquei torcendo pelo personagem. Gostei.

Preço: R$20,90 no Submarino

Este livro me ajudou a cumprir o item 41 do 2015 Reading Challenge.

Andei lendo: Fazendo meu Filme 1 | Paula Pimenta

fazendomeufilme

Morria de curiosidade de ler alguma coisa da Paula Pimenta e não pensei duas vezes quando encontrei um exemplar de Fazendo Meu Filme para troca no Skoob. Tô cheia de livros para trocar por lá (você pode dar uma olhada aqui) e tinha alguns créditos, então não passei vontade. :)

Fani e uma menina de 16 anos um pouco tímida, caseira e apaixonada por filmes. Os favoritos são filminhos “de amor”, como ela diz. Hahaha. O bom e velho água com açúcar, né? Tem uma paixonite pelo professor de Biologia, duas amigas do peito, um melhor amigo e uma turminha de amigos com quem sempre senta na hora do recreio. Ela vai para o colégio, estuda inglês e faz academia. Preenche as horas vagas assistindo filmes em casa, indo ao cinema com as amigas ou para algumas baladinhas. Uma adolescente totalmente normal.

Leo, seu melhor amigo, é um menino super querido por todos, amigos de todo mundo, popular e vive agradando a Fani. Faz tudo pela amiga, é super companheiro e, claaaaaro, totalmente apaixonado pela Fani. Hahaha. E mais óbvio ainda: ela nem percebe. É livro de adolescente, né? Tem que ter algum caso de amor bem clássico pra gente se identificar. ;)

Os pais de Fani resolvem que seria ótimo para ela fazer intercâmbio por um ano e passar seu último ano do colégio em algum outro país. A menina nem tem certeza se quer mesmo ir, mas vai no embalo e acaba passando em primeiro lugar em um concurso de intercambistas. Escolhe no susto ir para a Inglaterra e toda a história do livro tem data limite para se desenrolar: o dia 06 de janeiro, dia em que Fani embarcará para Brighton.

Apesar de Fani ser uma adolescente meio tapada para algumas coisas, ela é bem legal. A gente se apega à ela, sabe como? Leo também é um fofo, passei o livro todo torcendo por ele. O livro é bem legalzinho, li em um único dia enquanto tentava pegar uma cor na praia. Fiquei curiosa para ler os outros dois volumes da série, já tô indo lá procurar no Skoob. :D

Preço: R$21,90 no Submarino

Este livro me ajudou a cumprir o item 27 do 2015 Reading Challenge.