Resultado da busca para: buenos aires

Buenos Aires – dicas gerais

Sempre tive muita simpatia pela Argentina e voltei apaixonada por Buenos Aires. APAIXONADA. Do tipo se me convidassem para morar por lá eu não pensaria duas vezes. O povo é muito simpático, a comida é deliciosa, o metrô é todo antigo e grafitado, a cada esquina que você vira dá de cara com um monumento, os prédios antigos são lindos…

Faltou ver muita coisa, por isso tenho certeza de que volto para um segundo round na cidade. Dessa vez a gente não quis assistir à um show de Tango e, sinceramente, não fez falta alguma. Também não visitamos o Zoo de Luján para tirar fotos ao lado de leões e tigres e isso tem um motivo: eu me sentiria muito mal indo até lá e achando que os animais estavam dopados (como muita gente que conheço achou quando os viu de perto). Esse passeio não entra na minha lista nem em uma próxima viagem, por mais que neguem que os dopam.

E sim, vou continuar torcendo por eles na Copa. ;p

Mapa no Google Maps Engine

buenos-mapsengine

Fiz um mapa bem detalhado com tudo o que vi de legal em blogs ou que amigos me indicaram. Separei por dias (cada cor era um) e “temas” (comida, lojas, etc) e assim conseguia ter uma boa visão de tudo. Um dia antes de viajar exportei o arquivo .kml do mapa e assim conseguia acessar no celular, quando encontrava algum lugar com wi-fi free. Bem prático.

Não conhecia esse serviço do Google ainda, adorei. Tem bastante coisa para melhorar (bem que podia dar para arrastar os lugares de uma camada para outra), mas é bem útil.

Para quem quiser ver o mapa que fiz, é só clicar no botão abaixo:

Ande o máximo que puder

buenos-pes

Nos 4 dias que fiquei por lá não peguei táxi nenhuma vez. Fazendo as contas bem por cima, no São Google, andamos cerca de 50km no total. Andamos pra caramba, suamos horrores (fui nos dias mais quentes em setembro desde 1944!) e vimos muitas coisas do dia-a-dia dos argetinos que perderíamos se estivéssemos fechados em um carro. Andando você conhece bem os lugares, vai parando para conhecer lojas e cafés, tem maior contato com o povo do lugar. É cansativo (a gente chegava acabado no hotel e dormia feito pedra), mas é uma delícia.

Além disso, comi tudo o que deu vontade e engordei só 400gr. Hahahaha. Viu como andar é bom? Se joga na comida, seja feliz e ainda volte quase nada mais gorda. ;)

Compre um mapa

Por mais que você tenha organizado tudo em mapas e deixado no celular, nada ajuda mais do que um mapa de papel. A bateria do seu celular pode acabar ou você não encontrar wi-fi quando você precisa, é sempre bom estar prevenido.

Eu comprei o Guia Passo a Passo da Publifolha, que tem mapas divididos por regiões. Foi muito útil. Li tudo antes de ir, marquei o que queria ver, anotei no mapa do livro as lojas e restaurantes interessantes e só precisava olhar quando tinha dúvidas.

Também fiz a doida e imprimi meu mapa por áreas e dias. Acabei usando muito, porque deixava dobrado no bolso e era mais prático de consultar.

Ande de metrô

buenos-metro

Olhando o mapa achei a rede metroviária da cidade pequena, mas ela é bem útil. De qualquer modo, vale como passeio: a maioria dos trens é grafitada e bem antiga. Peguei um que tinha até banco de veludo. Chique, né? X)

Pague em real

Pelo centro, a maioria dos cafés e restaurantes aceita real e com uma cotação bem boa. Pergunte sempre, porque nem sempre eles tem a plaquinha avisando que aceitam real. Cheguei a pegar 4 pesos por real em um restaurante na Calle Florida. Vale muito a pena.

Não deixe de comer

buenos-fanta

Tomo muito pouco refrigerante, é o tipo de coisa que fico meses sem numa boa. Aí conheci a Fanta Pomelo por lá e fiquei a louca do refrigerante, só tomava isso. Sério, prove a Fanta Pomelo. E depois chore comigo de saudade dela.

Causei espanto em todo mundo quando falei que não tomei sorvete Freddo por lá. O motivo é bem simples: toda vez que passava por um não estava a fim de tomar sorvete e já tinha provado aqui no Brasil. Quis experimentar outra marca conhecida, então me joguei na Abuela Goye. Bem bom, mas não provei o de doce de leite. :p

buenos-sucesso

Não se prenda à Havanna. Os alfajores são uma delícia, super conhecidos, mais baratos do que aqui no Brasil… mas existem outras marcas tão boas quanto, mais baratas e que não são vendidas por aqui. Pra que se prender ao que você pode comer sempre que tiver vontade, né? Já conhecia os da Cachafaz e da Milka (que são vendidos em mercados e kioskos) e conheci por lá os da Sucesso que são – olha só – um sucesso. Hahaha.

Passe em um kiosko e compre Banana Dolca. É tipo um “Moranguete” de banana. Me arrependi de não trazer um estoque disso.

Guarde recordações

buenos-diario

No meu aniversário me dei o Travel Journal da Moleskine e montei nele um pequeno diário de viagem. Colei alguns ingressos, passagens, postais… tipo agenda de adolescente, mas ficou legal e com certeza vai me fazer lembrar de ótimos momentos da viagem.

Acho que é isso. Cabô tanto post sobre Buenos Aires por aqui. Espero ter sido útil. :)

Buenos Aires – Puerto Madero, Calle Florida e Teatro Colón

No post sobre o Centro acabei esquecendo de falar sobre a Calle Florida e o Teatro Colón, porque eles foram meu programa no último dia de cidade. Foi meu dia mais curto por lá, então deixei para conhecer o teatro e fazer algumas compras na Calle Florida.

buenos-florida1

Calle Florida

Pra quem é de Santo André, vou resumir em poucas palavras: é a Oliveira Lima dos Hermanos, maior do que a nossa. Hahaha.

Um calçadão para pedestres com muuuuitas lojas e mais gente ainda andando para cima e para baixo. Tem as Galerias Pacífico logo no começo, que nada mais é do que um shopping com várias marcas mais caras.

Pela rua você encontra três lojas da Falabella (duas com cosméticos, eletrônicos e roupas e uma com coisas para casa, crianças e comidinhas) e mais um monte de marcas conhecidas (Adidas, Puma, Havanna, etc). Tem também uma loja de instrumentos musicais bem grande.

Aproveite para tomar sorvete da Abuela Goye e comprar alfajores de marcas mais desconhecidinhas, como a Cachafaz ou a Sucesso (comprei as duas na Falabella). São super gostosas e mais baratas do que a tradicional Havanna. Você também encontra outras marcas bem gostosas no mercado ou nos kioskos.

Ou a gente não tava no pique de fazer compras ou realmente somos chatos, porque saímos dali somente com alfajores para a família. Queria óculos novos, não achei. Henrique queria algumas coisas de música e tênis novos e também não achou que o preço compensava. Procurei roupa para as sobrinhas e achei tudo caro… difícil querer gastar dinheiro e não conseguir, viu? Hahahaha.

Almocei no Il Gran Caffe e achei justíssimo. O bife de chorizo e as batatas fritas estavam deliciosos e consegui a melhor cotação para pagar em real que vi: $4 por real. A conta, com bebidas e gorjeta, para mim e para o Henrique deu R$77.

buenos-florida2

buenos-florida3

Teatro Colón

Desde que resolvi ir para Buenos Aires minha irmã me falou sobre a visita guiada pelo teatro. No Instagram mais um monte de gente me indicou ela e isso fez com que eu ficasse maluca para fazê-la. Tentamos ir um dia antes, mas chegamos pouco depois da última visita ter saído. Voltamos no outro dia pela manhã e, quando fui comprar o ingresso, o moço me perguntou se eu queria a visita em inglês ou espanhol. Falei que preferia em português, ele disse que tudo bem e abriu uma visita em português ali, na hora. Uma sorte, porque lli em vários lugares que eles só fazem visita no nosso idioma às segundas e era terça-feira. Então a dica: se você não entende tão bem o espanhol (assim como eu) e está com preguiça de pensar em inglês, dê uma choradinha. Se o moço estiver no pique, você consegue a visita em português. ;)

Como compramos os tickets 1h30 antes do horário e o Henrique tinha visto que havia uma rua cheia de lojas de instrumentos musicais por ali, fomos andar. Chegamos à Rua Sarmiento e ela realmente tem um monte de lojas de instrumentos, mas também algumas de móveis e peças de computador. Para quem é daqui de SP, pense em uma mistura de Teodoro Sampaio com Santa Ifigênia. Nas ruas por perto também rola um mercado forte de ouro e prata. Vi pingentes para as pulseiras da Pandora e Vivara por uns R$60. Mas achei mal acabados, então não quis. Tinha muito anel e corrente bonita, assim como alianças.

Bom, voltamos ao teatro, tomamos Fanta Pomelo no café de lá e saímos com o nosso pequeno grupo. A visita guiada realmente é o máximo, o teatro é a coisa mais linda e ainda demos sorte de estar acontecendo um ensaio de ballet enquanto estávamos sentados no camarote VIP (onde o Papa e a Madonna já assistiram peças e óperas). Saí de lá apaixonada e doida para assistir a um concerto ou apresentação de ballet na próxima visita à cidade. Deve ser a coisa mais linda do mundo.

buenos-colon1

buenos-colon2

buenos-colon3

buenos-colon4

buenos-colon5

Puerto Madero

Foi onde acabei ficando e olha: AMEI o lugar. O hotel ficava a uma quadra de distância do porto, então sempre que dava a gente ia passear por lá à noite. Teve dia que jantamos e dia em que só tomamos sorvete e ficamos andando pelas ruas perto dali. Que lugar lindo! Queria ter ido algum dia pela manhã, mas não deu tempo. Em volta tem um monte de prédios residenciais, super me imaginei morando por ali. Hehehe.

Jantei um dia por lá, no Cabaña Villegas, restaurante que me indicaram e adorei. Comida e atendimentos ótimos, o preço não é muito alto também.

buenos-puerto0

buenos-puerto1

buenos-puerto2

buenos-puerto3

buenos-puerto4