viagens

52 objetos: #16

relogio-mickey-disney

O quê: Relógio do Mickey
Por quê: Me lembra um sonho realizado
Onde está: Na caixinha de relógios no meu quarto
De onde veio: Disneyland Paris

Nunca fui muuuito fã dos personagens da Disney. Eu gostava, mas não era aquela loucura, sabe? Cresci em uma época em que as Princesas não estavam na moda, então não tive minha fase de ficar saindo por aí fantasiada como elas. Gostava muito do Mickey e do Pato Donald, mas nada demais. Meu favorito sempre foi o Pateta, mas não era uma coisa que me fizesse sonhar em ir para a Disney.

Aí, quando eu tinha uns 11 anos comecei a ler Capricho. E, lendo todas, era normal ler matérias sobre os parques Disney em Orlando, já que a revista faz guias sobre eles desde sempre. E aí a vontade veio. Sempre gostei de parques de diversão (Saudades, Playcenter) e imaginar uma viagem em que eu passaria vários dias conhecendo parques fantásticos me conquistou. Mas tinha um porém: 1 – NUNCA que minha mãe me deixaria ir para lá sozinha e 2 – Quem tinha o dinheiro para isso? E, por isso, nunca cheguei nem a pedir para ela pagar por essa viagem. Hahaha.

Fui crescendo e a vontade de conhecer um parque Disney cresceu junto. Quando pensamos em viajar no ano passado, claro que Orlando foi o primeiro lugar em que pensei. Mas aí pensei melhor e resolvi que preferia conhecer um pouco do Velho Mundo antes. E lá tem parque Disney, então eu podia matar a vontade também. E matei.

Sempre vi muita gente mostrando milhares de coisas fofas que trouxeram dos parques e tinha muito medo de despirocar nas compras por lá. Haha. Por isso, saí do Brasil pensando que poderia comprar apenas uma coisa para mim enquanto estivesse lá. A grana estava meio curta, então não poderia ser nada muito caro. A Ju sabia do aperto, então resolveu me dar dinheiro como presente de aniversário e ó: só por isso comprei esse relógio.

Desde que li Código da Vinci fiquei doida por um relógio do Mickey igual ao do Langdon. Hahah. Besteira, né? Mas fiquei mesmo. Era só nele que eu pensava quando entrava nas lojinhas na Disney. E aí encontrei e ele era só um tico mais caro do que a grana que a Ju me deu, então comprei. Acabou sendo um presente de aniversário de uma pessoa super querida e que ainda me faz lembrar de quando coloquei os pés pela primeira vez em um parque que sempre achei tão distante de mim. Toda vez que coloco ele no pulso lembro daquele dia e da Ju e dou um sorriso. Tá bom assim, né? <3

O que é o projeto 52 objetos?
Em muitos anos no futuro alguém encontra uma caixa cheia de coisas que você possuiu e tenta descobrir que tipo de pessoa você era. Talvez essa caixa tenha fotografias, livros, documentos pessoais, roupas, talheres, bilhetes de shows ou até um pacote de chiclete. O que esses objetos diriam sobre você? Eles mostrariam um retrato fiel da sua vida? Qual história eles diriam?

A ideia original veio daqui e essa tradução da explicação é da Ana Paula. Você pode ver todos os outros objetos que escolhi aqui.

Clica aí, colega! #17

Que saudade de mostrar links legais por aqui! :D

links-semana17a

– Sabia que a história da Anne Frank vai virar animação? Depois que vi esse post no Update or Die fiquei doida pra assistir. Quem me mandou o link foi a Lec. :)
– A Debas deu dicas de passeio fora do roteiro turistão de Amsterdam. Deu vontade de voltar à cidade para conhecer tudo o que ela mostrou.
– A Patrícia visitou o Templo Zu Lai, um lugar de SP que quero muito conhecer. Parece ser tão gostoso passear por lá…
– Adoro The Killers, é uma das minhas bandas favoritas. Também adoro a carreira solo do vocalista, Brandon Flowers. Fiquei bem animada ao ler a Raquel falando mais sobre o novo cd do muso. <3
– Você compra um livro e usa os tickets que estão nele para fazer vários programas acompanhado pelo preço de uma pessoa só. Ideia boa? A Mel conta um pouco mais sobre a ideia.

links-semana17b– E não é que o Jardim Secreto virou febre nacional? Ontem até matéria na Ana Maria Braga teve! Se você também se rendeu aos livros de colorir para adultos, esse post do Chat Feminino está para você. A Nary separou alguns outros livros para você se divertir.
– Lembra que falei aqui sobre ter saído da agência, voltado a morar em Santo André e tudo mais? Foi meio que meu período sabático, sabe? E me identifiquei tanto com esse texto da Jana que parece que quem escreveu fui eu. É tão o que eu tô vivendo agora.
– A Isa completou 26 anos e escreveu algumas lições que aprendeu nesse tempo e ó: são dicas de ouro pra essa vida. Vale a leitura.
– Você se sente confortável em ter o corpo que tem e ser quem é? A Anna te dá um empurrão para você se aceitar um pouco melhor.
– Tá precisando de um pouco mais de positividade na sua vida? Olha esses perfis fofos no Instagram, dica da Adri.

Bom final de semana!

52 objetos: #2

52objetos-2-diarioviagem

O quê: Diário de viagens
Por quê: Para saberem por onde andei
Onde está: Na estante da sala
De onde veio: Comprei no Book Depository, na época do meu aniversário de 29 anos

Adoro um diário e pirei quando descobri esse da Moleskine. Em 2013 tudo o que eu queria era viajar mais e como estava certa de logo logo faria isso, não pensei duas vezes e me dei um de aniversário. Não podia ter acertado mais!

O diário tem várias coisas super úteis (como lista dos principais aeroportos do mundo, fusos e medidas), mapa e linha do tempo para você marcar as viagens e áreas para guardar as recordações de acordo com o tamanho do seu passeio (final de semana, período curto ou longo).

Comecei a preenchê-lo quando fui para Buenos Aires e sempre que faço alguma viagem mais marcante, registro nele. Ele já está super gordo (sou a doida dos papéis colados nele. Hehehe), mas ainda tem espaço pra caramba em branco. Não vejo a hora dele estar completinho! :)

Adoro ficar olhando ele, relembrando das viagens, vendo recortes legais…. me faz reviver tudo, até mais do que olhar fotos.

O que é o projeto 52 objetos?
Em muitos anos no futuro alguém encontra uma caixa cheia de coisas que você possuiu e tenta descobrir que tipo de pessoa você era. Talvez essa caixa tenha fotografias, livros, documentos pessoais, roupas, talheres, bilhetes de shows ou até um pacote de chiclete. O que esses objetos diriam sobre você? Eles mostrariam um retrato fiel da sua vida? Qual história eles diriam?

A ideia original veio daqui e essa tradução da explicação é da Ana Paula. Você pode ver todos os outros objetos que escolhi aqui.