televisão

Andei lendo: Querido e Devotado Dexter | Jeff Lindsay

Como achei o primeiro livro da série fraco, não tinha muita esperança para esse. Me enganei um pouco.

Somente o primeiro livro corresponde à série de TV. A partir desse segundo, as histórias são totalmente diferentes (embora algumas coisas lembrem outras que aconteceram na TV). Aqui, Dexter está sob vigilância do Sargento Doakes (não disse que tem coisa que se parece?) e não consegue ter tempo livre para matar. Isso o deixa maluco e o faz fingir uma vida pacata enquanto não consegue pensar em um jeito melhor de se livrar do chato do Doakes.

Nesse meio tempo, um médito louco começa a amputar até quase a morte alguns caras que eram do exército e fizeram alguns trabalhos em El Salvador. A sorte de Dexter: Doakes era um desses caras. O azar: ele não faz a mínima ideia de como fazer o cara pegar Doakes.

Achei a história interessante, essa coisa de médico louco me deixou curiosa para saber quem e o que ele iria amputar em seguida. A parte chata é que o Dexter fica mais burro ainda nesse livro, cansa um pouco. O final também é chatinho, um tanto quanto simples demais. Mesmo assim, achei melhor que o primeiro livro.

Andei lendo: Dexter – a mão esquerda de Deus | Jeff Lindsay

Sou fã da série desse serial killer ruivo e gato, mas tinha parado de assistir na época em que a quarta temporada iria começar a passar por pura falta de tempo. Sempre pensava em ler a série de livros que deu origem à ela, mas achava o preço salgado. Até que uma promoção em um site fez com que eu tivesse quase todos os livros por um preço super bacanada.

Já tinha ouvido dizer que o livro era mais fraco que a série de TV, então comecei a ler com expectativa baixa. O Dexter do livro é mais brincalhão, mais espalhafatoso (ele usa camisa florida! Hahaha) e um pouquinho mais burro que o da TV.

A trama desse primeiro livro é, basicamente, a primeira temporada da série. Temos o assassino em série que usa um caminhão frigorífico, mas não temos o nome  legal que foi lhe dado na série (senti saudade do apelido Ice Truck Killer). Senti falta disso e de alguns detalhes que a série da televisão adicionou à história.

No livro é tudo bem mais resumido (claro, afinal na TV a história precisava render 12 episódios de quase 1h cada) e achei bem mais sem graça. Me deu tanta saudade que resolvi assistir de novo tudo, desde a primeira temporada. O Henrique começou a assistir junto e viciou também. Relembrando bem como a história foi contada na TV, achei ainda mais fraco este primeiro livro. Vale a pena ler, mas não vale a pena comparar com o Dexter interpretado pelo Michael C. Hall. Fica a dica. ;)

366 Nuncas: #267 a #273

#267 – 23/09/2012

Minha mãe comprou esse vaso aí, todo espelhado. Corri para brincar de fotografar com ele. Nunca tinha usado um vaso pra dar efeito numa foto, ficou uma coisa meio fisheye.

.

#268 – 24/09/2012

Junto com a reeducação alimentar veio a vontade de voltar a me exercitar. Uma bicicleta está nos planos, mas comecei por uma corridinha básica. O último tênis de academia que comprei foi há 8 anos (!) e ele estava mais pra lá do que pra cá. Já que gostei de correr/andar resolvi investir num tênis novo. Pesquisei pela internet, mas resolvi ir até uma loja experimentar os modelos. Ainda bem. A vendedora me indicou esse aí, o In Season TR2 e eu me apaixonei. A palmilha dele é de gel, parece aqueles travesseiros “da NASA”, sabe? A sensação é de que piso em nuvens particulares toda vez que coloco meu primeiro Nike de academia. <3

.

#269 – 25/09/2012

Os primeiros sinais da melhoria da minha alimentação estão aparecendo. Tinha comprado esse vestido há meses e só agora ele me cai bem. Foi a primeira vez que usei ele, tão bonitinho com esses lobos. :D

.

#270 – 26/09/2012

Não me exercitava há anos, meu pé não está 100% até agora e nunca tinha gostado de correr. Logo, resolvi começar com um treino super leve que vi aqui no blog da Camila. Na primeira semana são só 14 minutos de treino, que extendi para 20. Minha média foi de 2.5km nesse tempo, o que é bem pouco mas que já me deixou super feliz. Meu dedo ainda dói um tanto, então não posso forçar muito. Também ainda não passei no médico para ver se estou ok para correr mesmo, então vou fazer por mais uma semana a primeira semana desse treino, já que passo no médico essa semana. Mas estou gostando, quero até me inscrever em alguma corrida para ver se me empolgo nos treinos para não fazer feio.

.

#271 – 27/09/2012

Foi aniversário da chefe e fomos comemorar na hora do almoço. Me joguei com força no bolo de chocolate do Piola. Nunca tinha comido e adorei. Ver a foto me deixou com saudades até. Hahaha. #vaigordinha

.

#272 – 28/09/2012

Novela das 19h sempre me agradou. As histórias são sempre divertidas, mais leves e engraçadas. Quando Cheias de Charme começou eu estava de molho em casa por conta da minha operação e acompanhei desde o início. Quando voltei a trabalhar passei a ouvir os capítulos enquanto trabalhava, já que saio às 20h do trabalho e era o único jeito de acompanhar a novela. Ficava alguns dias sem assistir (ai, esse trabalho atrapalha minha vida! hahaha), mas sempre voltava a ver. Até que minha novelinha querida acabou. Nunca tinha acompanhado uma novela só ouvindo os capítulos enquanto trabalhava e até que foi legal. Mas não, não farei isso com mais nenhuma novela. Hahaha.

.

#273 – 29/09/2012

O Imperatriz é um restaurante/bar super simpático e que sempre me despertou curiosidade. Até que no sábado fomos almoçar com amigos e resolvemos ir até lá. Eu era a única que ainda não conhecia o lugar e adorei. Decoração bonitinha, almoço ao som de chorinho ao vivo e O MELHOR BOLINHO DE ARROZ DOS ÚLTIMOS TEMPOS. <3