séries

Top 5 – Séries em 2008

Resolvi fazer uma série de Top 5 das melhores coisas de 2008 e o primeiro de todos tinha que ser sobre o meu maior vício: as séries.

Como vou e volto de fretado do trabalho, tenho bastante tempo livre e normalmente preencho esse tempo dormindo (de manhã) ou vendo séries (à tarde). São duas horas de viagem até em casa então consigo acompanhar muitas séries, tranquilamente. Abaixo segue o Top 5 das que eu mais gostei de acompanhar esse ano.

5 – TrueBlood

trueblood20cmcl

Comecei a assistir TrueBlood logo depois de ler Crepúsculo e não sei se foi por eu já estar numa vibe vampirística, mas achei a série ótima. Gosto de série com assassinato, mocinha que tem namoro com um possível bandido.. Fora que essa história de viver num mundo em que vampiros lutam para ter direitos iguais aos dos humanos é bem interessante.

.

4 -Pushing Daisies

pushing-daisies-cast-inside-the-pie-hole

Impossível não gostar de uma série que tem personagens, figurinos e cenários tão fofos. Tudo é hiper colorido, cheio de referências e bem pensado. A história é contada de um jeito interessante, com narrador e idas e vindas do passado para o futuro. Babei demais em todos os figurinos da Chuck (Anna Friel), achei o Ned (Lee Pace) um fofo, torci para que os dois conseguissem se tocar sem maiores problemas. É uma pena que a série tenha sido suspensa na metade da sua segunda temporada e corra sério risco de ser cancelada.

.

3 – Gossip Girl

gossip_girl400

10 entre 10 mulheres que gostam de moda, intrigas adolescentes e futilidades gostam de Gossip Girl e eu, é claro, me incluo nessa. Desde que anunciaram a produção fiquei bem curiosa porque queria ver a cara que iriam dar pros personagens que eu tinha imaginado lendo o livro. A escolha do elenco foi perfeita, a produção é ótima e os figurinos são de babar mas, pra ser sincera, a primeira temporada não me empolgou muito. Já a segunda tá bem melhor, com muitas bitches, romancezinho entre personagens do mal, gente largando a escola…quero ver logo no que tudo isso vai dar.

.

2 – GRΣΣK

greek_1

GRΣΣKfoi uma ótima surpresa pra mim. Tinha visto a propaganda na tv a cabo, mas nunca tinha pensado em assistir até que um dia fiquei sem nada novo pra ver na volta pra casa e resolvi baixar. Adorei a temática (a série é sobre universitários que fazem parte das fraternidades que existem no campus), o clima leve e os personagens engraçadinhos, tanto que acabei assistindo a primeira temporada inteira em uma semana e tive que ficar esperando os episódios da segunda temporada saírem. De tudo, o mais legal mesmo é o Cappie, personagem que o Scott Michel Foster faz: engraçado, atrapalhado, inteligente e muuuiito adorável.

.

1 – Dexter

dexter_2

Comecei a assistir a série do serial killer favorito dos americanos ano passado e pirei: fiquei hiper anciosa até descobrir quem era o Ice Truck Killer e depois pra saber como que o Dexter ia escapar de ser o suspeito pelos assassinatos do Bay Harper Butcher. Ouvi muita gente reclamando da atual temporada (a terceira), mas eu continuo gostando bastante e torcendo pra ele continuar matando sem problemas. Também acabei virando fã do Michael C. Hall por causa do Dexter: se intepretando o chatinho David em Six Feet Under ele não chamava muita atenção, como Dexter ele tá ótimo.

.

Além dessas, 2008 também foi ano de assistir: Sex and the City (chatiiinha), Six Feet Under (too much drama, mas bem legal), My Name is Earl, Secret Diary of a Call Girl, Weeds (que tinha ficado chatinha, mas melhorou na última temporada), Heroes (que perdeu bastante da graça que tinha na primeira temporada), My Boys, Samanta Who? e The Big Bang Theory.

E vocês, o que assistiram esse ano?

Pra quem é fã de Gossip Girl

Domingo agora, dia 30/11, a Editora Record (editora dos livros que deram origem  série) vai promover um encontro de fãs de Gossip Girl.

Vai ter sorteio de boxes da primeira temporada da série e de outros brindes. No telão serão mostrados alguns dos melhores momentos da primeira temporada.

Serão dois encontros, no mesmo dia, um no Rio e outro em São Paulo. Fiquei com muita vontade de ir ao de São Paulo, mas ainda não tenho certeza se vou conseguir.

Pra quem se interessou, mais informações aqui.

Gossip Guys

Sou uma entre tantas que assite Gossip Girl por algum(ns) desses motivos: As roupas da Blair e sua turma, O enredo total teenager (que eu amo!) e os atores gatcheenhos que são a mais nova sensação: Penn Badgley (o fofo Dan Humphrey), Chace Crawford (o pobre menino rico Nate Archibald) e Ed Westwick (o vilãozinho metido a besta Chuck Bass – que eu adoro!).

Há algum tempo atrás andaram dizendo que o romance Penn-Blake não era o único a se formar nos sets: Chace e Ed estariam de caso também.

É claro que nada foi confirmado, mas ontem assistindo ao “E! News Live” (a versão americana do TV Fama), vejo uma chamada falando sobre a entrevista que os três rapazes deram à revista Details. Nela, perguntaram sobre o suposto romance e Chace deu a seguinte declaração:

“No, sorry, I’ve got nothing to educate you about,” says Chace, laughing. “What does bromance even mean?” (Ed has denied rumors too, saying they’re just friends.) Chace’s mom helped him find the apartment, and he recruited Ed as a roommate. “I thought, Let’s pool our money and get something good,” Chace says. “I didn’t even know if the show was going to last.”

E o que me chamou a atenção? A apresentadora falando como se fosse super novidade o fato de dois atores “iniciantes” serem roomates. Já pensou se isso vira moda e começam a falar de tudo quanto é ator novinho da globo que saiu do interior pra tentar virar ator no Rio? O que tem de homem divindo apartamento por lá…

A entrevista inteira (muito legal, por sinal), você pode conferir aqui.