séries

Andei lendo: Dexter – a mão esquerda de Deus | Jeff Lindsay

Sou fã da série desse serial killer ruivo e gato, mas tinha parado de assistir na época em que a quarta temporada iria começar a passar por pura falta de tempo. Sempre pensava em ler a série de livros que deu origem à ela, mas achava o preço salgado. Até que uma promoção em um site fez com que eu tivesse quase todos os livros por um preço super bacanada.

Já tinha ouvido dizer que o livro era mais fraco que a série de TV, então comecei a ler com expectativa baixa. O Dexter do livro é mais brincalhão, mais espalhafatoso (ele usa camisa florida! Hahaha) e um pouquinho mais burro que o da TV.

A trama desse primeiro livro é, basicamente, a primeira temporada da série. Temos o assassino em série que usa um caminhão frigorífico, mas não temos o nome  legal que foi lhe dado na série (senti saudade do apelido Ice Truck Killer). Senti falta disso e de alguns detalhes que a série da televisão adicionou à história.

No livro é tudo bem mais resumido (claro, afinal na TV a história precisava render 12 episódios de quase 1h cada) e achei bem mais sem graça. Me deu tanta saudade que resolvi assistir de novo tudo, desde a primeira temporada. O Henrique começou a assistir junto e viciou também. Relembrando bem como a história foi contada na TV, achei ainda mais fraco este primeiro livro. Vale a pena ler, mas não vale a pena comparar com o Dexter interpretado pelo Michael C. Hall. Fica a dica. ;)

Preço: R$33,90 no Submarino

As querências mais queridas das últimas semanas

Melhor fazer esse tipo de post a cada duas semanas, né? Assim tem mais coisas.!

Anéis de casinha, orelha de coelho e circo, na OLDgOLD BOUTIQUE – tem coisa mais fofa? Tem? Então me mostra, porque eu duvido.
E aí? Não comprei. Fiquei com dó de gastar dinheiro em anel.

Anel Rex is Gone, na Awesomme – todo um lance meio pedrita, né? Adoro anel enorme assim.
E aí? Achei muito pedrita pra mim, mas é lindo. Não comprei.

Camiseta Passarinho, na Farm – adorei o corte dela e a estampa. Gosto de camiseta com decote diferente nas costas.
E aí? Comprei. A Farm estava com uma promoção ótima: a partir de 3 peças, você tinha 50% de desconto na compra toda. Aproveitei e me joguei. Hehehe. Já chegou e adivinha? Me arrependi um pouco, ao vivo ela não é tão bonita.

Saia de malha listrada, na Farm – depois que comprei minha primeira saia longa, só quero dessas. É confortável, é bonito… só minha mãe e meu namorado que falam que fico parecendo crente. Hahah. Mas eu adoro.
E aí? Com 50% off, o preço ficou bem justo. Comprei, achando que não usaria ela agora porque ficaria apertada. Mas que nada, ficou ótima e a idiota aqui já usou e derrubou óleo bifásico nela. Tô confiando no poder do rosa pra tirar as manchas.

Camiseta Boyfriend Smiley, na Farm – camiseta nunca é demais. Grande e bonitinha então, nem se fala.
E aí? Já tá lá em casa, morando no meu baú da cama (cadê meu closet? ai ai). Usei junto com a saia e ela também foi atingida pelo óleo. :(

 Artic MestiçoLizard Patent, na Studio TMLS – sapato preto bonitão, com correntes e na promoção.
E aí? Não comprei porque pensei “onde vou usar isso?”. Aí lembrei que tenho a formatura do cunhado, entrei de novo e não tinha mais meu número. Tudo bem, acabei comprando um outro que eu tava sonhando, na Santa Lolla.

Naipe High Boot Black, na Studio TMLS – bota travesti coisa mais linda do mundo.
E aí? Viu o preço, meu amigo? Pra quê vou pagar tudo isso numa bota que eu nem ia ter lugar pra usar? Mas desejei, então entrou pra lista.

Jaqueta infantil Tattoo, na Tool Box – imagina a Pequena Buda nisso? E a Suicinha? Owwwwwwwn.
E aí? A tia tá pobre, não comprei. Mas fica a dica pra minha irmã e pras cunhadas, se elas quiserem comprar. Muito lindo!

Bota Almirante, na City Shoes – coturno digno, básico e bonito. E por um preço até que justo.
E aí? Não comprei. Já tenho um coturno preto, pra que outro agora?

Relógio de parede Vaca, na Housegift – Não tem timer no meu fogão e também não comprei nenhum avulso. Também não tenho relógio na cozinha ainda (mentira, tenho um imã de geladeira que é relógio, mas isso a gente ignora). E ainda é de vaca. VACA. Apaixonei.
E aí? Ainda não comprei, quero primeiro ter a cozinha montada, com tudo em seu lugar, pra ver se sobra um espacinho pra ele.

Box Gilmore Girls, no Submarino – Tenho as primeiras 5 temporadas, mas não resisto à um box.
E aí? Não comprei, né? O que eu ia fazer com as 5 primeiras temporadas repetidas?

Box de aniversário dos Friends, no Submarino – Esse box é lindo demais e eu não tenho nada de Friends, série que adoro.
E aí? No natal do ano passado fizeram a mesma promoção, então posso esperar pro natal desse ano, né? Aliás, esse box é uma das coisas que mais muda de preço. Ano passado, a cada dia tinha um desconto diferente.

Balança digital de vidro, no Walmart – Não tenho balança no apartamento e vai ser bem útil pro meu projeto novo.
E aí? Comprei, achei o preço justo. Só espero que seja boa (acho que ela chega hoje ainda).

Ralador de queijo em forma de guitarra, na Ideal Shop – Ô coisa bonita pra se ter na cozinha!
E aí? Não comprei. achei meio carinho.

Estojo para óculos, na Designn Maniaa – Útil pra quando você quer tirar os óculos e não tem onde guardar.
E aí? Uso os óculos o tempo todo, só tiro quando estou no computador (e deixo ele perto do teclado). Então pra mim não tem muita utilidade.

Xícaras de café Pássaros, na Designn Maniaa – Não tenho xícaras de café e essas são muito bonitinhas.
E aí? Não comprei, nem tenho cafeteira. Hahaha

Conjunto de café da manhã, na Coquelux – Caramba, que coisa linda esse pattern dele.
E aí? Já tenho canecas demais e também tenho onde comer sucrilhos. Não precisava, mas queria… dessa vez não comprei.

Peso de porta Matrioska, na Laris – Uma matrioskinha pra manter a porta aberta. Quem não quer?
E aí? Não comprei, mas quero muito. Ia ficar linda segurando minha porta do quarto, mas não tô podendo gastar tudo isso num peso de porta. Fala se ele não tá meio caro?

Pinguim cromado, na Laris – Já falei que tô começando uma coleção de pinguins de geladeira? Tenho dois por enquanto e esse aí é lindo!
E aí? Ficou pra depois, mas já consigo imaginar o maledeto bonitinho no meu escritório.

 

Andei lendo: Meu Pai Fala Cada M*rda (Justin Halpern)

A primeira vez que ouvi falar sobre o Justin Halpern, o twitter que ele havia criado para citar as merdas que o pai fala e o livro, foi quando a Melissa leu e me falou que era legalzinho. A segunda vez foi quando vi a propaganda da série na televisão.

Como falei aqui, esse ano não comprarei nenhum livro. Foi só publicar o post onde eu dizia isso e ta-da: ganhei vale na Livraria Cultura, onde eu tinha ficado namorando os outros livros da série Blue Bloods. Fui, peguei os dois livros da série que estavam à venda por um precinho camarada e ainda sobrou um dinheirinho do vale. Acabei pegando esse livro porque estava baratinho e estava curiosa para saber do que se tratava. Tive que dar R$5 para completar o valor, mas isso não conta como compra, certo?

Justin voltou a morar com os pais aos 28 anos, quando levou um pé na bunda da namorada e ficou sem lugar para morar. Como ele trabalhava de casa escrevendo para um site, conviveu em tempo integral com o pai, médico já aposentado. O pai sempre falou muita coisa engraçada e ele resolveu criar um twitter só para divulgar algumas frases. como todo mundo sabe twitter engraçado faz sucesso e, em pouco tempo, ele já tinha milhares de seguidores. A coisa foi criando fama e ele foi convidado a transformar o conteúdo em livro e roteiro para uma série de TV. Como não é bobo nem nada, ele topou.

O livro é rapidinho de ler e engraçadinho. O mais legal é ver o quanto o pai dele é sincero e ácido, com opinião pra tudo. Cada capítulo conta um episódio engraçado da vida da família e, ao final, frases soltas sobre os mais variados assuntos. Minha favorita:

A pior coisa que você pode ser é mentiroso. Tá, tudo bem, a pior coisa que você pode ser é nazista, mas a segunda pior é mentiroso. Nazista, um; mentiroso, dois.

Agora fiquei curiosa para assistir a série. Alguém já assistiu?