saúde

18 coisas antes de 2018

Inspirada pela ideia do Marketing Creativity, resolvi listar 18 coisas que quero muito realizar esse ano. Eu sei que já tenho aquela lista enorme com 101 coisas para fazer e muito provavelmente algumas coisas se repetirão aqui nesse post, mas existe uma diferença: enquanto eu tenho até junho de 2017 para cumprir aquela, essa tenho que terminar até 31/12 de 2017. Ou seja: são 6 meses a mais para realizar tudo. Ha! Foca e vai, fia!

Foto: Colagem de números de casa, por Shutterstock.
Foto: Colagem de números de casa, por Shutterstock.

#1 – Casar! – Nem preciso explicar, né? Ansioooosa pra chegar logo! X) – 18/03/2017

#2 – Doar sangue – Quase todo ano vou doar, mas como no final do ano passado fiz tatuagem fiquei até agora sem poder doar. Quero fazer isso assim que conseguir um tempo de ir até o banco de sangue.

#3 – Fazer uma viagem só com o Henrique – Tem tempos que a gente não viaja sozinhos, acho que a última vez foi em 2014. No final do ano viajamos mas ficamos o tempo todo com minha irmã ou com amigos, então não conta. Quero ver se conseguimos ir pelo menos passar alguns dias na praia logo logo.

#4 – Ir ao dentista – Tenho sentido dores no ouvido e pescoço e o otorrino me disse que provavelmente é algum problema de mordida ou tensão no maxilar e me indicou ir em um dentista especializado. Isso foi mês passado, estou enrolando até agora. Então simbora botar na lista pra eu me sentir obrigada a riscar isso logo. – março/2017

#5 – Correr a São Silvestre – Como corro há anos e nunca participei da prova mais famosa do país? Morro de vontade, então se eu não for esse ano, do ano que vem é que não passa!

#6 – Ler 2 livros em inglês – Quero muito mais (vide a outra lista), mas tô sendo realista. Se nem livro em português tô tendo tempo de ler direito, imagina em outra língua.

#7 – Fazer uma viagem internacional – Pra país pertinho ou longe, tanto faz. Só quero ir pra algum lugar onde falem outra língua. XD

#8 – Dirigir DE VERDADE – 32 anos na cara, quase 10 anos de carteira de motorista e EU NÃO DIRIJO por medo. Já fiz aulas pra perder o medo, não peguei o carro e voltei à estaca zero. Tenho que dar um jeito nisso de uma vez por todas.

#9  – Correr 5k abaixo de 33′ – Corro, mas no meu ritmo. Agora ando gostando de acelerar um pouquinho, então quero baixar meu tempo nos 5 quilômetros.

#10 – Deixar o cabelo mais colorido – Quero aumentar a parte descolorida do meu cabelo antes do casamento. Tô planejando fazer isso lá para janeiro, veremos se será possível. – janeiro/2017

#11 – Bordar quadrinhos – Há tempos quero bordar alguns quadrinhos pequenos, mas fico com preguiça. – fevereiro e março/2017 – bordei para o casamento

#12 – Emagrecer os últimos 3kgs para chegar ao peso que quero – Sim, eu emagreci bastante mas não, ainda não cheguei ao peso que quero.

#13 – Terminar minha série de posts dos 52 objetos Lembra dela? Pois é, é uma pendência que me atazana. Faltam só 10, teoricamente é fácil de completar.

#14 – Organizar minha pasta de banco de imagem – Coisa chata pra caramba que enrolo há anoooooos. Tem coisa arquivada de jeito errado, imagens de clientes misturadas, tá uma zona. Tenho que botar ordem naquilo.

#15 – Fazer uma tatuagem – Meio que já decidi o que quero, então é só encarar as agulhas.

#16 – Transformar minha aliança de noivado em anel – Vamos usar as alianças antigas como parte de pagamento nas alianças do casamento, mas a minha tem brilhantes e como a nova não terá, “tenho” que escolher um modelo de anel para aproveita-las. Ô coisa chata. :D – Desisti, acabamos ficando com elas e usamos a de noivado e a de casamento

#17 – Ir para alguma cidade brasileira que eu ainda não conheça – Em SP mesmo ou em outro estado, de qualquer jeito fico feliz.

#18 – Terminar de assistir novamente Gilmore Girls e The OC – Minhas duas séries favoritas da vida, vou reassistindo aos poucos pra demorar mais, sabe? Agradeço todos os dias pela graça alcançada, São Netflix! <3

Ufa! Tem coisa que é vergonhoso ter que admitir que provavelmente eu só vá fazer para riscar da lista (alô, dentista!), tem coisa que quero fazer há anos, coisas bestas, coisas mais importantes… o negócio é ticar tudo, tem tempo de sobra pra isso.

Obs: A ideia era ter feito uma lista de 17 coisas antes de 2017( tanto que esse post estava nos rascunhos desde janeiro desse ano!), mas não rolou de terminar de listar tudo, então mudei o ano. Ia postar só em dezembro, mas adiantei pra realmente ter tempo de fazer tudo o que listei aqui. ;)

Clica aí, colega! #24

Mas que vergonha, né? Passei agosto inteiro postando todo dia, direitinho. Aí veio setembro e eu simplesmente não me organizei para continuar postando sempre. Ô desleixo! :/

links-semana-24a

– Ontem, assistindo ao Rock in Rio, fiquei revoltada com os manés apertando o peito das meninas que estavam sem camiseta. Caramba, que falta de respeito, que absurdo! Hoje restaurei um pouco a minha fé na humanidade ao ler esse texto no Judão, de um homem reclamando exatamente disso. Deixa a menina ser feliz e mostrar o peito, gente. Nada de achar que isso é um convite para apalpar o que quiser!
– A Franciellen não tem um plano e, como me identifiquei super com o texto dela, cheguei à conclusão de que provavelmente também não tenho um.
– A Gabius falou um pouco sobre essa chatice de todo mundo criticar todo mundo, em nome do “blog de raiz”. Gente, parem. Sim, tem coisa que incomoda ao ler um blog e sim, tem gente que perde a mão na coisa, então que tal simplesmente parar de ler e pronto? Vocês tem essa opção. ;)
– Tenho pesquisado um pouco sobre cuidados com cabelos cacheados e acabei parando nesse post da Denise, sobre a revolução que foi na vida dela ter parado de alisar o cabelo e aceitar sua real beleza. Delícia ler esse tipo de relato.
– Provavelmente você já ouviu falar da Mirian Bottan, famosa há anos e anos nessa internet. Aí que, ao ler esse texto dela sobre sua luta contra a bulimia, descobri um lado dela que não conhecia e, muito menos, suspeitava que existia. O alerta é importante e é bem legal ver como ela conseguiu encontrar um equilíbrio e se cuidar.

links-semana-24b– Eu sou muito desmemoriada e, ao ler essa lista da Zupi com as vantagens de ser desmemoriado, me identifiquei com praticamente tudo. Não que eu ache vantagem (só a parte de não guardar rancor é boa, admito), mas foi bom saber que não sou a única pessoa a ter tantos “sintomas”. Hahaha.
– Sabia que na República Dominicana existe uma aldeia onde já não é mais novidade uma criança que foi considerada do sexo feminino toda a vida passar a ter pênis e virar menino, naturalmente, quando chega à puberdade? Coisa doida, né. O Henrique que me passou esse link, achei a maior loucura da natureza! :O
– Falei pra vocês que assisti à todos os episódios de Narcos em menos de uma semana, né? Desde então tenho clicado em tudo quanto é link sobre o Pablo Escobar, de tanta curiosidade. Essas fotos na Casa Vogue mostram como está uma das mansões do traficante, abandonada há muitos anos.
– Uma ilustradora fez uma série de quadrinhos imaginando como seria o namoro dos pais de Harry Potter. Tá uma graça, morri de rir com alguns. <3
– Outro dia o Henrique estava me falando que anda com vontade de tomar um brunch bem caprichado e, magicamente, caí nessa lista do Chicken or Pasta, com 5 lugares para fazer a refeição aqui em SP. Tô salivando!

52 objetos: #35

52objetos-aparelho

O quê: Meu aparelho dentário móvel.
Por quê: É tão parte de mim que já nem percebo quando estou usando.
Onde está: Na caixinha dele, no meu criado-mudo.
De onde veio: Do consultório da dentista. Haha.

Aos 20 anos descobri que ainda tinha 4 dentes de leite e que eles, finalmente, estavam prestes a cair. Se isso já não fosse surpresa suficiente, descobri que os dentes permanentes não existiam, então eu ficaria com o espaço dos 4 dentes quando eles caíssem. Por sorte, os dentes de leite eram exatamente os mesmos em cima e embaixo, dos dois lados. Sendo assim, pelo menos ficaria com a boca simétrica. Hahaha. X)

Eu tinha duas opções: colocar próteses ou usar aparelho dentário fixo para fechar os buracos deixados quando os dentes caíssem. Como eu achava que meus dentes eram um pouquinho tortos e pra frente, topei usar aparelho por três anos para fechar direitinho os buracos e ter a boca mais ajeitada. E olha, não me arrependo nem um pouco. Depois do tratamento os dentes ficaram ótimos, a mordida é certinha… eu não sofri tanto com o aparelho, as dores eram só quando ele era ajustado. Também mudei um pouco o jeito de comer algumas coisas (até hoje não voltei a morder uma maçã, perdi totalmente o costume. Hahaha), mas não deixei de comer absolutamente nada. Antes de colocar eu tinha medo porque todo mundo me falava que era terrível e pra mim não foi. Claro que tinha dias em que a única coisa que eu conseguia comer era sopa e coxinha (pedacinho por pedacinho, cortando com a mão), mas se ao todo foram 20 dias assim, foi muito.

Uma coisa que eu não pensava era que teria que usar o aparelho móvel depois. Passei uns dois anos usando ele o tempo todo, só tirando para comer. Numa dessas, até joguei fora o coitado junto com as embalagens do Mc Donalds em uma praça de alimentação e tive que encomendar outro (depois de ouvir sermão da dentista, é claro. Hahah). Depois disso, passei a usar somente para dormir. Foram anos e anos dormindo com ele, chegou uma hora em que eu até sentia falta se esquecia de colocar e levantada da cama só para pegar. Hoje, uso só às vezes, umas duas ou três vezes por semana. É engraçado, porque acho mais confortável dormir com ele do que sem, tamanho meu costume. Hahaha. Loucura, né?

Talvez vocês achem meio nojento ter uma foto dele aqui, mas juro que ele é muito limpinho. Escovo todo dia, guardo na caixinha, só uso depois dos dentes estarem escovados… hahaha. Mas tinha que fotografar, é tão parte de mim que não podia ficar de fora da minha caixa. :p

O que é o projeto 52 objetos?
Em muitos anos no futuro alguém encontra uma caixa cheia de coisas que você possuiu e tenta descobrir que tipo de pessoa você era. Talvez essa caixa tenha fotografias, livros, documentos pessoais, roupas, talheres, bilhetes de shows ou até um pacote de chiclete. O que esses objetos diriam sobre você? Eles mostrariam um retrato fiel da sua vida? Qual história eles diriam?

A ideia original veio daqui e essa tradução da explicação é da Ana Paula. Você pode ver todos os outros objetos que escolhi aqui.