quadros

#casórioamaralfernandes: detalhes feitos à mão

Uma das coisas que sempre tive certeza é de que iria querer fazer coisas para decorar meu casamento, eu mesma. Não tô falando decorar tudo porque sei que não daria conta (e nem tenho talento pra isso), mas uma coisinha ou outra, sabe? E foi isso que fiz, além de pedir ajuda à minha mãe com a parte de crochê porque eu não sei fazer. Hahaha.

A primeira coisa que comecei a fazer é bem óbvia: a papelaria. Gostei tanto que virou até negócio, mas vou fazer um post só sobre ela depois. Nesse post quero falar um pouco sobre as coisas literalmente feitas e finalizadas com as mãos. ;)

Livrinho de colorir, lembrancinha para as crianças. Foto: Amanda Francelino

A gente queria uma decoração aconchegante e colorida e, pelas andanças pelo Pinterest, vi uns vasinhos feitos com pote de palmito coberto por crochê e gamei. Achei lindo, dava para brincar bastante com as cores… fui logo perguntando se Dona Bete topava fazer alguns e o resultado foi muito melhor do que a gente esperava. Os vasos fizeram MUITO sucesso no casamento e quem ficou até o final da festa acabou levando alguns de presente.

Tínhamos 4 cores de crochê: amarelo, azul, rosa e cru. Foto: Amanda Francelino

Eu sabia que não queria jogar meu buquê de verdade, mas também não queria fazer um buquê com flores naturais porque acho legal ser algo mais durável. Pra resolver isso, de novo o jeito foi recorrer à minha mãe. Ela fez um buquê de corações de crochê para eu jogar e mais quatro para minhas sobrinhas (que foram daminhas) usarem na cerimônia. Ficaram super fofinhos, as meninas adoraram e brincam com eles até hoje.

Esse era o buquê maior, que joguei. Os buquês das daminhas tinham 3 corações cada. Foto: Amanda Francelino

Sempre falei aqui que bordo ponto cruz, mas queria fazer alguns quadrinhos com frases e esse tipo de bordado não daria o resultado que eu queria. Resolvi aprender novos pontos de bordados e, assim, fiz quadrinhos para enfeitas a mesa de doces e outros para dar de presente aos pais e padrinhos. Também me empolguei e bordei os nomes das amigas que costurei na barra do meu vestido.

Esse quadro bordei para pais, padrinhos e pra gente (usei ele na decoração da festa e agora ele enfeita nossa sala). Foto: Amanda Francelino
Foto: Amanda Francelino
Tecido com nome de uma das amigas bordado. Depois do casamento, retirei da barra, lavei e dei para elas. Foto: Amanda Francelino

Já que estava com a mão na massa com os bordados, resolvi bordar lembrancinhas também. Fiz pequenos broches de mdf com um coração em ponto cruz e, para entregar, os pendurei em marca-páginas. Ficou bonitinho e já vi convidado usando em mochila por aí. :)

Foto: Amanda Francelino

Sempre quis usar os bonequinhos que fiz para pedir o Henrique em casamento como topo de bolo, então só deixei eles um pouquinho mais temáticos costurando um voilette e uma gravatinha neles. Acho que, de tudo, isso foi o mais fácil, em 10 minutinhos estava prontos. Hahah. X)

Foto: Amanda Francelino

Como vocês podem ver, não fizemos nada demais, mas fiquei super orgulhosa do resultado final. Ficou do jeitinho que eu queria. <3

Obrigada + Beatriz Milhazes

Gente, não tenho palavras pra agradecer todo o carinho que recebi de vocês. Foram e-mails, comentários, twits… muito obrigada MESMO. A energia positiva de vocês fez efeito e tudo acabou passando mais calmamente.

Agora chega de tristeza por aqui e simbora falar de outra coisa, né? Tristeza é pra se curtir por pouco tempo, o negócio é sempre ficar com as boas lembranças. ;)

.

Mudando completamente de assunto, já falei muito por aqui do meu gosto por muitas cores e foi assim que me interessei pelo trabalho da Beatriz Milhazes, uma carioca que faz o maior sucesso com suas obras.

Beatriz já fez muitas exposições, é super respeitada internacionalmente e um quadro dela chega a custar até 1 milhão de dólares.

Jornalista, a moça se bandiou pro lado das artes plástica quando começou a estudar artes visuais. Atualmente dá aulas e continua pintando e expondo por aí.

12916w_bmavenidabrasilhr

 

artwork_images_117082_301249_beatriz-milhazes

beatriz_milhazes_f_004

beatriz-milhazes-succulent-eggplants

 

Se vocês quiserem fazer uma vaquinha pra me dar um desses quadros.. tô aceitando! ;)

A loucura de Escher

Não sei se já falei por aqui que meu namorado trabalha com cinema/publicidade. Enfim.. ultimamente ele tem pesquisado algumas referências para um filme publicitário que ele está finalizando e acabou me falando sobre o Escher.

Maurits Cornelis Escher nasceu em 1898 na Holanda e estudou arquitetura. Antes de terminar o curso, se apaixonou pelas artes gráficas e mudou de curso.

Escher é muito conhecido pelos planos diferentes que ele apresentava em suas peças: tudo se refletia e se transfigurava. Muitas das obras tinham diferentes pavimentações que só são percepitíveis à um olhar atento.

p9l

 

p5l

p13l

p39l

p43l

p45l

 

Gostei bastante dessa brincadeira com dimensões, pavimentos e reflexos.. doideira total!

Para saber mais: página oficial