presentes

#casórioamaralfernandes: detalhes feitos à mão

Uma das coisas que sempre tive certeza é de que iria querer fazer coisas para decorar meu casamento, eu mesma. Não tô falando decorar tudo porque sei que não daria conta (e nem tenho talento pra isso), mas uma coisinha ou outra, sabe? E foi isso que fiz, além de pedir ajuda à minha mãe com a parte de crochê porque eu não sei fazer. Hahaha.

A primeira coisa que comecei a fazer é bem óbvia: a papelaria. Gostei tanto que virou até negócio, mas vou fazer um post só sobre ela depois. Nesse post quero falar um pouco sobre as coisas literalmente feitas e finalizadas com as mãos. ;)

Livrinho de colorir, lembrancinha para as crianças. Foto: Amanda Francelino

A gente queria uma decoração aconchegante e colorida e, pelas andanças pelo Pinterest, vi uns vasinhos feitos com pote de palmito coberto por crochê e gamei. Achei lindo, dava para brincar bastante com as cores… fui logo perguntando se Dona Bete topava fazer alguns e o resultado foi muito melhor do que a gente esperava. Os vasos fizeram MUITO sucesso no casamento e quem ficou até o final da festa acabou levando alguns de presente.

Tínhamos 4 cores de crochê: amarelo, azul, rosa e cru. Foto: Amanda Francelino

Eu sabia que não queria jogar meu buquê de verdade, mas também não queria fazer um buquê com flores naturais porque acho legal ser algo mais durável. Pra resolver isso, de novo o jeito foi recorrer à minha mãe. Ela fez um buquê de corações de crochê para eu jogar e mais quatro para minhas sobrinhas (que foram daminhas) usarem na cerimônia. Ficaram super fofinhos, as meninas adoraram e brincam com eles até hoje.

Esse era o buquê maior, que joguei. Os buquês das daminhas tinham 3 corações cada. Foto: Amanda Francelino

Sempre falei aqui que bordo ponto cruz, mas queria fazer alguns quadrinhos com frases e esse tipo de bordado não daria o resultado que eu queria. Resolvi aprender novos pontos de bordados e, assim, fiz quadrinhos para enfeitas a mesa de doces e outros para dar de presente aos pais e padrinhos. Também me empolguei e bordei os nomes das amigas que costurei na barra do meu vestido.

Esse quadro bordei para pais, padrinhos e pra gente (usei ele na decoração da festa e agora ele enfeita nossa sala). Foto: Amanda Francelino
Foto: Amanda Francelino
Tecido com nome de uma das amigas bordado. Depois do casamento, retirei da barra, lavei e dei para elas. Foto: Amanda Francelino

Já que estava com a mão na massa com os bordados, resolvi bordar lembrancinhas também. Fiz pequenos broches de mdf com um coração em ponto cruz e, para entregar, os pendurei em marca-páginas. Ficou bonitinho e já vi convidado usando em mochila por aí. :)

Foto: Amanda Francelino

Sempre quis usar os bonequinhos que fiz para pedir o Henrique em casamento como topo de bolo, então só deixei eles um pouquinho mais temáticos costurando um voilette e uma gravatinha neles. Acho que, de tudo, isso foi o mais fácil, em 10 minutinhos estava prontos. Hahah. X)

Foto: Amanda Francelino

Como vocês podem ver, não fizemos nada demais, mas fiquei super orgulhosa do resultado final. Ficou do jeitinho que eu queria. <3

52 objetos: #29

52-objetos-29

O quê: Pingente de cristal em formato coração
Por quê: Me lembra minha tia
Onde está: Na minha caixinha de jóias
De onde veio: Ganhei dessa tia, no dia da minha formatura da faculdade

Cresci tendo uma tia, irmã da minha mãe, muito próxima. Minha mãe e ela sempre se encontravam e, como eu era o chaveirinho da casa, estava sempre junto. A gente passeava, saía para comprar roupa, ir à 25 de Março, bater perna por aí. Tanto ela quanto o marido foram muito presentes na minha infância e tenho muito carinho pelos dois.

Essa tia é tão querida por mim que foi ela quem escolhi como madrinha de crisma (SIM! Eu sou crismada! Hahaha), fiz questão de que estivesse em minha formatura da faculdade e, até hoje penso sempre nela. A Tia Claudete se foi há 6 anos e faz muita falta.Todo dia 01/09, a data do aniversário dela, passo o dia pensando nela.

Já meu Tio Vieira, marido dela, se foi ainda antes. Era aquele tio que sempre aparece de surpresa em casa, que me levava para dar umas voltas de carro no meio da tarde, que fazia de tudo para ajudar os outros. Desde 1999 morro de saudade dele.

E é por isso que esse pingente, escolhido pelo meu primo a pedido da minha tia, tem que estar nessa caixa. A correntinha dele quebrou há alguns anos e nunca arrumei, em parte porque ficava meio desesperada achando que podia cair do meu pescoço e se perder sem eu perceber. Sempre que abro minha caixa e o vejo, dou um sorriso. <3 <3

O que é o projeto 52 objetos?
Em muitos anos no futuro alguém encontra uma caixa cheia de coisas que você possuiu e tenta descobrir que tipo de pessoa você era. Talvez essa caixa tenha fotografias, livros, documentos pessoais, roupas, talheres, bilhetes de shows ou até um pacote de chiclete. O que esses objetos diriam sobre você? Eles mostrariam um retrato fiel da sua vida? Qual história eles diriam?

A ideia original veio daqui e essa tradução da explicação é da Ana Paula. Você pode ver todos os outros objetos que escolhi aqui.

BEDA

52 objetos: #12

52objetos-carrossel

O quê: Carrossel musical
Por quê: Sempre que vejo, me lembra minha mãe
Onde está: No meu criado mudo
De onde veio: Minha mãe me deu

Ganhei esse carrossel em dezembro de 2011, o primeiro Natal depois que saí da casa dela. Ela tinha comprado para colocar no sorteio de Natal daquele ano, mas eu falei que tinha gostado dele e ela me deu.

Tenho muito carinho por ele, além dele ser lindo. É só dar corda que ele toca uma musiquinha suave (que o Henrique fala que é amedrontadora). Deixo no criado-mudo desde que ganhei e sempre que olho, lembro da minha mãe. :)

O que é o projeto 52 objetos?
Em muitos anos no futuro alguém encontra uma caixa cheia de coisas que você possuiu e tenta descobrir que tipo de pessoa você era. Talvez essa caixa tenha fotografias, livros, documentos pessoais, roupas, talheres, bilhetes de shows ou até um pacote de chiclete. O que esses objetos diriam sobre você? Eles mostrariam um retrato fiel da sua vida? Qual história eles diriam?

A ideia original veio daqui e essa tradução da explicação é da Ana Paula. Você pode ver todos os outros objetos que escolhi aqui.