música

52 objetos: #36

52objetos-fone-skullcandy-tokidoki

O quê: Fone de ouvido Skullcandy Agent Tokidoki
Por quê: Enquanto estou no computador, estou usando ele. Como passo o dia todo trabalhando, fico o dia todo com ele. :p
Onde está: Nos meus ouvidos
De onde veio: Do Mercado Livre

Passo o dia todinho de fone de ouvido, mesmo que sem escutar nada. Acho que o fone me isola um pouco do mundo, aí me concentro mais, acostumei tanto que sinto uma falta absurda quando estou sem. Claro que a maior parte do tempo estou escutando música, mas às vezes passo a manhã toda com ele no ouvido, só aproveitando o silêncio.

No mês passado todos os meus fones resolveram pifar. Primeiro foi o do celular, que eu usava para ir à academia, aí passei a usar o que usava no computador para ir à academia também e ele não aguentou nem duas semanas de suor. Encomendei com uma amiga que viajou um fone próprio para corrida e passei a usar um fone ruizinho que eu tinha de reserva aqui para correr e trabalhar. Ele aguentou duas semanas e também pifou, aí fiquei totalmente sem fone para a academia (fiquei usando o do celular, que está só com um lado funcionando) e corri para procurar um fone legal para o trabalho.

Há anos estava querendo um over-ear, acho que isola mais o som e é mais confortável, mas ficava enrolando. A verdade é que queria um fone bom, bonito e barato. Aí claro que nunca encontrava e deixava para depois. Eu nem tinha pensado em olhar no Mercado Livre, mas o Henrique andou comprando algumas peças de guitarra lá e resolvi dar uma pesquisada. E foi aí que achei esse fone lindo da Skullcandy com a Tokidoki, por um preço bem abaixo do que eu havia visto em outras lojas. Pesquisei o vendedor, vi que todo mundo elogiava e que ele tem uma loja de música e resolvi arriscar. Menos de 24h depois eu já estava com o fone em mãos, com a embalagem lacrada, tudo perfeito.

Tô há uma semana usando o fone e estou adorando. O som é bom, ele é confortável… não poderia estar mais feliz.

O que é o projeto 52 objetos?
Em muitos anos no futuro alguém encontra uma caixa cheia de coisas que você possuiu e tenta descobrir que tipo de pessoa você era. Talvez essa caixa tenha fotografias, livros, documentos pessoais, roupas, talheres, bilhetes de shows ou até um pacote de chiclete. O que esses objetos diriam sobre você? Eles mostrariam um retrato fiel da sua vida? Qual história eles diriam?

A ideia original veio daqui e essa tradução da explicação é da Ana Paula. Você pode ver todos os outros objetos que escolhi aqui.

Top 5: Álbuns favoritos do tempo de escola

Isso não é uma tag, mas achei tão genial a ideia da Lec que resolvi adaptar pros meus Top 5, já que fazia um século que não rolava um por aqui. Como já falei, sou péssima para escolher músicas, então resolvi focar em álbuns. Não sou muito de gostar de um álbum inteiro, mas quando gosto encasqueto e ouço sem parar. Assim ficou mais fácil de escolher. Hahaha. ;)

Eu ouvi muito samba e pagode na adolescência, mas nunca tive os cds. Era mais aquela coisa de gostar, ouvir no só no rádio e quando saía com as amigas. Também tem a coisa de no fim dos anos 90/começos dos 2000, a gente baixava música por música e demorava hoooooras. Então eu só baixava as músicas que gostava e pronto, nada de disco inteiro. Hahaha.

CD naquela época não era uma coisa barata, então eu quase nunca comprava. A grande maioria desses que estão na lista comprei de uma vez só, quando minha avó me deu dinheiro para comprar um anel de ouro pelo meu aniversário de 15 anos e eu resolvi torrar todo o dinheiro em uma loja de discos que estava em liquidação. Desculpa, vó!

5 – Os cães ladram mas a caravana não para – Planet Hemp

Eu adoraaaaaava Planet Hemp. ADORAVA! Era uma das minhas bandas favoritas, viviam fazendo show por aqui e nunca assisti porque minhas amigas não curtiam e não tinha com quem ir. :/
Minhas favoritas: Zerovinteum, Adoled e Nega do cabelo duro

4 – Acústico MTV – Titãs

Minha irmã sempre gostou muito de Titãs e eu conhecia as músicas de tanto ouvir quando eu era criança, mas foi com esse Acústico que passei a realmente gostar da banda. Aí estava chegando meu aniversário, eles iam começar a turnê e minha irmã resolveu me levar pra assistir ao show de abertura, como presente de aniversário de 13 anos. Foi meu primeiro show, me senti muito adulta. Haha.
Eu já gostava do disco (tenho uma queda por acústicos, sempre gosto deles), mas passei a ouvir sem parar para decorar as letras pro show. Decorei certinho, até as falas! Hahaha. X)
Minhas favoritas: Pra dizer adeus, Go Back e Os Cegos do Castelo

3 – The Score – Fugees

Os amantes de Lauryn Hill que me perdoem, mas Fugees era muito mais legal do que a carreira solo dela. Não que seja ruim, eu até gosto, mas Fugees era melhor. ;)
Adoro a batida das músicas e a voz deles misturadas, é um disco que não me cansa nunca.
Minhas favoritas: Ready or not, Zealots e Killing me softly (foi mal, mas sou clichê)

2 – Sobrevivendo no Inferno – Racionais Mc’s


Todo mundo na escola sempre ouviu muito Racionais, mas eu só passei a gostar mesmo deles com esse disco. Lembro que quando lançaram todo mundo pediu no amigo-secreto da sala, depois que virou mania na MTV então, todo mundo ouvia esse disco o tempo inteiro. INTEIRO. Teve até uma festa na escola em que deixaram o CD rolando no alto-falante, com todo mundo cantando as músicas no pátio.
Esse disco todo me lembra muito, mas MUUUUIIIITOOO mesmo 1998. Toda vez que ouço e canto, lembro desse dia no pátio da escola.
Além disso, ele é minha trilha sonora oficial de quando estou ferrada de trabalho e preciso me concentrar. Coloco ele, vou trabalhando e cantando e quando vejo, adiantei muita coisa que precisava fazer.
Minhas favoritas: Capítulo 4, Versículo 3, Qual mentira vou acreditar e Tô ouvindo alguém me chamar

1 – Number’s 1 – Mariah Carey


Devo ter passado um ano inteiro da minha vida ouvindo esse disco todos os dias. Eu tinha uns 15 ou 16 anos e estava viciada no combo música da Mariah + Crash Bandicoot todo dia no começo da noite. TODO. DIA. O videogame ficava no quarto dos meus irmãos, então aproveitava que durante a semana os dois estudavam e passava a noite lá, jogando e cantando enquanto ouvia esse disco no repeat. Sério, era só isso que eu escutava.
Escolhi esse disco como primeiro lugar porque provavelmente foi o disco que mais ouvi na vida e até hoje gosto dele, mas não escuto inteiro há anos. Meio que ficou naquela época, sabe? Acho que escutei tanto que pra mim é a trilha sonora de um tempo que já passou há muito, ficou meio pra trás. 
Minhas favoritas:
 Fantasy (a melhor pra cantar/dançar sentanda enquanto eu jogava), Hero e My all (eu disse que sou clichê! Hahaha)

BEDA-2015

 

Clica aí, colega! #23

Não falei por aqui, mas avisei lá no Snapchat (me segue: @anacaroamaral): resolvi correr minha primeira meia maratona agora em outubro. E aí, eu que sou uma pessoa com o joelho meio zoado, percebi que teria que emagrecer um pouco para não sobrecarregar muito o coitado e dar conta do recado. Desde o começo de agosto estou firme e forte, cortei várias tranqueiras que consumia no dia a dia sem nem gostar muito e tô levando a vida mais saudavelmente, sem deixar de comer o que eu gosto. Só que a TPM é uma merda e eu só penso em comida nesse período. Por mim passaria o dia me entupindo de chocolate, comida gordurosa e tudo o que visse pela frente. Por isso abro os links dessa semana com três links que me fizeram babar MUITO:

links-semana-23-a

– Preguiça de sujar panela? Não tem problema, o Buzzfeed mostra 15 coisas que você pode fazer dentro de uma caneca, no microondas. Tem até rabanada! :O
– Esse friozinho pede uma sopa e se for de cebola, com queijo gratinado, melhor ainda. Receita do Gui Poulain.
Miche deu a receita das fátias húngaras que a avó dela faz e eu tô aqui lambendo a tela. :O
– Tem coisa que a gente só aprende ou entende quando vira dona de casa, seja morando sozinha ou acompanhada. A Amanda demorou só um mês para compreender algumas coisas que eu levei bem mais tempo. Haha.
Camies é a pessoa que encontra os documentários mais legais para assistir. Essa lista com 4 documentários sobre mulheres inspiradoras me deu vontade de largar o trabalho e passar o dia no sofá.

links-semana-23-b

– Você já se pegou pensando “Quando eu emagrecer 5kg, uso a saia mais curta” ou “Quando eu emagrecer um pouquinho volto a usar camiseta regata”. Pois é, eu já. E olha, não tem que ficar pensando nada disso não. Simbora usar a saia curta, a regata mostrando os braços, ser feliz. Esse post da Polly é exatamente sobre isso.
Lec fez uma ótima reflexão sobre nos colocarmos no lugar dos outros e o quanto julgamos e tomamos as dores de forma errada quando fazemos isso.
– O fotógrafo Marcos Hermes contou um pouco para o Uol sobre famosos que já fotografou. Sempre achei que os caras do Coldplay tivesse cara de nojentos. Haha.
– A Amanda deu a dica de 8 apps ótimos para quem vai viajar. Alguns eu já usei, mas outros fiquei bem curiosa pra testar.
– A lista é velha, mas sempre vale a pena ver 22 lugares inacreditáveis pelo mundo. Quem sabe não te inspira a testar os aplicativos do link acima? ;)