livros

Andei lendo: O dia em que b apareceu | Milu Leite

dia-b-apareceu01

Eu nunca tinha participado de um Book Tour e, sinceramente, nem sabia que isso existia. Aí recebi o convite da Juh Claro para participar de um e quando soube que era simplesmente ler um livro escolhido por ela, em um tempo determinado e envia-lo para a próxima pessoa da lista, animei. Achei uma dinâmica legal e como o livro era infanto-juvenil, topei na hora. Esse ano estou bem focada em terminar o desafio literário, mas achei que não faria mal ler um livro só fora dele, já que esse título não se encaixou em nenhum tópico que eu tenho que cumprir.

Bernardo é um menino super inteligente e precoce. Escreveu um livro ganhador de concurso, teve todos os holofotes voltados para ele e, com isso, chamou a atenção de uma universidade que o convidou a ser seu aluno. O trato com a faculdade é bem simples: que ele estude lá mas entregue um outro livro escrito em pouco tempo. Só esse fato já poderia ser considerado um pouco de pressão demais, não fosse dois detalhes: Bernardo é muito mais novo do que seus colegas de classe (no livro não falam exatamente a idade dele, mas chuto algo entre 13 e 15 anos) e não tem muito traquejo social, o que o faz sofrer bastante por não saber lidar direito com outras pessoas.

Como todo gênio, Bernardo é excêntrico. Escolheu seu chamado apenas de “b” (com letra minúscula e fonte Verdana, por favor), acha que todos os outros são idiotas e/ou burros demais para ele e não consegue estabelecer nenhum relacionamento de verdade além do que tem com sua avó e seu cachorro. Sinceramente? Ele me lembrou um Sheldon Cooper novinho, extremamente confiante de sua inteligência e ao mesmo tempo extremamente inseguro de si. Não consegui pegar muito carinho pelo personagem, na maior parte do tempo eu só o achei um adolescente metido.

Os personagens dos livros de b são inspirados em um grupo de 4 amigos que sempre se encontram em frente ao seu prédio, que ele nem conhece e adora observar. Aliás, a paixonite dele é a menina do grupo, de quem ele nem sabe o nome. Nos livros, Dora, Farelo, Hipotenusa e Felipe são amigos desde sempre e vivem grudados. Curiosos, eles desvendam mistérios, descobrem histórias e enchem o saco um do outro o tempo todo. Adorei o grupo, achei divertido.

dia-b-apareceu02

O livro é um misto entre a história de b e de seus personagens, podemos ir lendo a história do grupo de amigos enquanto b a escreve. Achei essa dinâmica bem legal, imagino que seja uma novidade para uma criança que esteja lendo o livro. A diagramação e as ilustrações estão ótimas, dão todo um charme. <3

No geral, achei a leitura interessante. Claro que não sou o público do livro, mas mesmo assim me diverti. Como o livro é bem curtinho, fiquei com a sensação de que o final da história poderia ser melhor explicado e explorado, mas de novo: isso porque sou adulta, provavelmente para uma criança prolongar o final não fosse necessário mesmo.

Preço: R$ 34,20 na Cia. dos Livros.

booktourjuhclaro

Andei lendo: Garota Exemplar | Gillian Flynn

garota-exemplar

Sempre tive curiosidade de ler Garota Exemplar, só pelo nome. Nunca tinha lido resenha dele ou procurado saber mais e jurava que era um livro água com açúcar, bem tipo Nicolas Sparks. Hahaha. Só quando saiu o trailer do filme, lançado no ano passado, que descobri que era uma história de mistério. Fiquei com mais vontade ainda de ler, adoro livros de crimes. :)

Nick e Amy Dunne se conheceram em Nova Iorque, casaram e tinham uma vida fabulosa por lá. Isso até ambos perderem o emprego, a mãe de Nick ficar doente e eles resolverem se mudar para a cidade natal de Nick, no interior do Mississippi. A ideia da mudança veio em uma época em que a relação dos dois já não estava tão bem e só ajudou a piorar tudo.

No aniversário de cinco anos de casamento, Amy desaparece. Os móveis da sala indicam que houve uma briga, o ferro de passar roupa ligado na tomada indica que Amy não tinha intenção de sair de casa e a presença de marcas de sangue no local mostram que ela foi ferida antes de ser tirada de casa. Ao longo da investigação, a falta de álibi e a relativa calma de Nick faz com que ele se torne o suspeito número um de ter assassinado a esposa.

Os pais de Amy são autores de uma série de livros infantis muito famosa, escrita desde a infância da filha. No livro, Amy Exemplar é sempre a aluna, amiga e filha perfeita, fazendo escolhas certas, levando uma vida correta e sendo querida e amada por todos. É com essa pressão que a Amy verdadeira cresce, é a esse padrão que ela sente que tem que corresponder. Por causa disso, o sumiço de Amy se torna uma febre nacional, com programas e programas dedicados ao assunto.

O livro todo é narrado por Nick e Amy e, mais para o final, acabamos descobrindo que uma das narrativas estava nos enganando o tempo todo. Achei muito interessante toda essa construção, realmente me surpreendeu. Também fez com que eu fosse alternando minha torcida, hora desejando que Amy ainda estivesse viva e hora achando que ela era uma chata, tinha que estar morta mesmo. Hahaha.

Quero muito assistir ao filme, mas ainda não deu tempo. Achei ótima a escolha de Ben Affleck e Rosamund Pike para os papéis principais, mas confesso que já imaginava os personagens com a cara deles enquanto lia, por causa do trailer. :X

Preço: R$ 22,41 no Submarino.

Este livro me ajudou a cumprir o item 04 do 2015 Reading Challenge.

BEDA-2015

Andei lendo: Asterios Polyp | David Mazzucchelli

asterios-polyp

Quando li Azul é a cor mais quente, comentei com um amigo que estava querendo ler mais quadrinhos legais e ele, na hora, me disse que eu tinha que ler Asterios Polyp. Não quis me contar muito da história, mas falou que eu realmente precisava ler o livro e que ele tinha certeza de que eu ia amar. Como esse amigo sempre acerta (o gosto musical dele é fantástico, nunca me indicou uma banda da qual eu não gostasse), na mesma hora fui pesquisar o livro. Achei o preço meio salgado (estava quase R$70!), então esperei a Black Friday e comprei. Só que aí eu já estava lendo outras coisas e fui deixando o livro parado na estante…

Asterios Polyp é um arquiteto cinquentão, cheio de si. Ele dá aulas em uma faculdade, é um arquiteto famoso entre seus colegas e, ainda assim, nunca viu algum de seus projetos sair do papel. Asterios é arrogante pra caramba, mulherengo e realmente bem escroto em vários momentos. Ainda assim, consegue conhecer uma mulher gente fina que se apaixona por ele e com quem se casa.

O livro começa com o incêndio do apartamento de Asterios, de onde ele foge apenas com a roupa do corpo e alguns pertences. Isso dá um estalo na cabeça dele e o faz pegar o primeiro ônibus na rodoviária, sem destino. Ele chega à uma cidadezinha do interior, arranja um emprego em uma oficina mecânica e passa a morar com a família de seu patrão. Toda a história é contada por Ignácio, o irmão gêmeo de Asterios que morreu ao nascer.

asterios-polyp2

A cada pedaço da história atual, temos um vislumbre do que aconteceu com Asterios no passado. Isso é muito legal no livro, as partes são visualmente bem diferentes (o passado é todo em tons de rosa, roxo e azul e a atualidade é toda em roso, azul e amarelo). Como Asterios é arquiteto, o livro todo tem ilustrações muito bonitas, algumas partes bem geométricas e até abstratas. É realmente um livro bem bonito de se ver.

Já a história não me cativou, até quase o final do livro. Não consegui gostar nem um pouco de Asterios, então não me apeguei a ele. Foi até um pouco difícil terminar a leitura, para falar a verdade. Deixei parado mais de semana na mesa da sala até ter coragem de continuar. E aí, bem no finalzinho, estava bem curiosa para saber o que aconteceria e não larguei mais.

A história é cheia de mensagens mais profundas, algumas que levam à reflexões. O que nossas ações e palavras podem fazer com a vida de outras pessoas? O que a gente realmente é, debaixo do que achamos que somos? Qual a importância do que os outros pensam sobre nós e o quanto deixamos que isso comande nossa vida?

Não é um livro que eu leria de novo, mas até que gostei da leitura. Não daria uma nota 7, mas também não ficaria abaixo de 5.

asterios-polyp3

David Mazzucchelli, o autor do livro, foi um dos artistas por trás da grande revolução dos quadrinhos no final da década de 80, trabalhando em séries do Demolidor e do Batman. Vendo esse livro, eu nunca imaginaria isso. É uma história e ilustração muito distante do universo dos heróis, achei sensacional a versatilidade do artista.

Preço: R$42,90 no Submarino

Este livro me ajudou a cumprir os itens 17 e 40 do 2015 Reading Challenge.