leituras

Top 5: o que valeu a pena ler em 2014

A última vez que fiz um top 5 de livros legais que li foi em 2011(!!). Caramba, né? Santo relaxo, Dona Ana! :p

Comecei janeiro lendo feito uma doida. Li uns 6 ou 7 livros só no primeiro mês do ano. Depois fui parando e só voltei a ler mais em novembro. Então a lista de lidos desse ano não foi muito grande, mas teve coisa boa. Olha só:

melhores-leituras2014

5 - O Diário de Anne Frank | Otto Frank
Foi uma releitura, mas foi tão diferente da primeira vez que li e me marcou tanto, que tinha que estar na lista. A resenha saiu faz pouco tempo, então nem tenho muita coisa de diferente para falar do livro. ;)

4 – Doze Anos de Escravidão | Solomon Northup
Não tinha assistido ao filme ainda, mas tinha muito curiosidade e por isso resolvi ler o livro. Solomon era um homem livre que foi enganado, sequestrado e vendido como escravo. É muito aflitivo ler toda a história, ver pelos olhos de Solomon todo o absurdo da situação e os abusos que eles sofreu. É uma aula de história, já que a escravidão aconteceu de forma muito parecida em todo o mundo. Uma das biografias mais interessantes que já li.

3 – A playlist da minha vida | Leila Salles
Aquele livro leve e gostoso de ler, que você tem dó de ter que parar a leitura para fazer outra coisa. Adoro quando me envolvo assim com um livro e me empolgo. A história é totalmente adolescente, mas eu adoro livro desse tipo. Logo logo resenho ele por aqui.

2 - Coleção O Diário da Princesa | Meg Cabot
Adoro a Mia, mas como toda adolescente chega uma hora que ela enche o saco. Hahaha. Demorei anos para terminar toda a coleção por causa disso, geralmente lia dois livros numa tacada só e enjoava um pouco da personagem. Finalmente cheguei ao fim da série e descobri como Mia se sai sendo quase uma adulta. Gostei de algumas coisas, odiei outras tantas.. mas no geral continuo achando a coleção bem divertida. Não teve resenha dos últimos volumes porque li naquela época em que meu pai estava no hospital e eu não tinha tempo para nada.

1 – The Story of Anne Frank | Anne Frank House
Quando visitei a casa da Anne Frank em Amsterdã, eu só poderia comprar um livro porque mais do que isso não caberia na minha mochila. Como na época eu ainda não tinha uma edição do Diário original, queria ele. Aí cheguei lá e dei de cara com esse livro, com muitas fotos e detalhes sobre a vida no esconderijo e o tempo que Anne passou no Campo de Concentração. Como o Diário original eu poderia comprar aqui no Brasil, escolhi levar esse livro – que, pelo que percebi, só é vendido na Anne Frank House ou pelo site deles. Não poderia ter escolhido melhor! O livro é ótimo, cheio de detalhes e curiosidades. Eu que adoro uma biografia, devorei o livro em uma noite.
Há meses fotografei ele para resenhar aqui no blog, mas sempre vou deixando para depois porque deu vontade de ler tudo de novo. Hahaha. Um dia essa resenha sai, prometo!

E você, o que leu de mais legal esse ano? Me conta, adoro indicação de bons livros!

Wishlist: Natal 2014

Fazia tempo que eu não ficava querendo (e DOIDA pra comprar) tanta coisa. Nos últimos tempos anda me batendo a vontade de ter coisas novas, me mimar. Seguro a vontade porque, né? Não rola sair gastando tudo de uma vez só. Sendo assim, nada melhor do que aproveitar a época natalina pra montar minha lista de desejos e contar pro mundo o que quero.

wishlist-natal2014b
01 - Moletom Farm + Adidas – adoro toda a coleção, mas esse moletom tá gritando meu nome desde a primeira vez que o vi. Lindo demais! :O
02 – Livros! – fiz a doida na Black Friday e comprei 8 livros, mas esses quatro parecem tão legais, não ligo de aumentar a fila de leitura com eles. Hehehe. Adoro histórias de serial killers e o Anatomia do Mal parece super interessante. Seguindo a mesma linha, a biografia do Charles Manson vai matar a minha curiosidade sobre a vida do criminoso. A dança do viúvo é o segundo volume com um personagem que adoro, nem sabia que tinham lançado em português. E só falta Bidu – Caminhos para minha coleção de Graphic MSP ficar completa.
03 - Óculos escuro Erika, da Rayban – adoro o modelo e tenho um azul que uso como óculos de grau normal. Quero um tartaruga para colocar lentes escuras de grau e acabar de vez com o problema de não enxergar nada no sol, seja porque meus óculos escuros não tem grau ou porque não coloquei eles e fico serrando os olhos por conta da luz. Também aceito outras cores do modelo pra transformar em grau normal. Sim, esse é o nível do meu amoro pelo Erika. <3
04 – Mochila da Marge Simpson, da Riachuelo – nem sabia que tinham feito mochila para essa coleção dos personagens na Riachuelo, vi ontem na loja e adorei. Tô bem precisada de uma mochila “mais básica” e jeans vai com tudo, né? ;p
05 – Anéis Pandora – estavam na minha wishlist de aniversário e não comprei nenhum até agora. Vi esse de lacinho e adorei, mas continuo querendo o de pedra turquesa e o de lápis azúli.
06 – Funkos Pop! – acho que sou uma das poucas pessoas que conheço que não se rendeu ao charme desses bonequinhos cabeçudos, mas nenhum tinha ganho meu coração. AINDA. O que é esse Stitch Elvis, hein? E o Geléia também me ganhou, é meu personagem favorito de Caça Fantasmas.
07 - Almofada Amor, do Coisas Boas Acontecem – fala se não é linda? E combina direitinho com minha sala.
08 - Kindle Paperwhite – desde que testei o Lev estou mais doida ainda por um leitor digital. Só ouço elogios ao Kindle e o Paperwhite parece ser demais, quero um!
09 – Charms Pandora – outra coisa que já estava na minha lista de desejos de aniversário e eu não comprei. A ideia era comprar alguns durante a viagem, mas vi que por lá não era vantagem comprar e o preço era praticamente o mesmo daqui. O que eu não sabia é que o pingente do Portão de Brandenburgo não era vendido por aqui (e ele é o que eu mais quero!). Mas me contento com os que são vendidos no Brasil: Torre Eiffel, bondinho lisboeta e moinho holandês. Queria algum para simbolizar a Suíça, mas ainda não achei algum que me agrade.

Tem presente caro, barato… alô namorado, família e amigos que me tiraram em amigo-secreto! Hahahaha. ;D

Além disso, lá no Corre Mulherada! fiz minha lista de desejos de coisas relacionadas à corrida. <3

 

Testando o Lev da Saraiva

Sempre tive muita curiosidade em testar um leitor digital de livros. Pensava muito em comprar um, mas minha grande dúvida sempre foi se eu me adaptaria à leitura fora do papel. Já havia tentado ler no celular e no computador, mas minha vista sempre ficava cansada muito rápido e tirava o prazer de ler. Mesmo sabendo que leitores digitais têm luminosidade pensada para se parecer com o papel, ficava ressabiada.

review-lev-saraiva

Achei o máximo quando o pessoal da Saraiva me enviou o Lev para testar porque finalmente eu iria poder ver se me adaptava ou não à esse jeito moderno de ler. O modelo que recebi é o top de linha, com iluminação de LED.

Informações ténicas

review-lev-saraiva3

O Lev tem 12×16,6cm e 0,9 cm de largura. É bem fininho e leve, pesando 190gr. Tem tela de 758x1024px, wi-fi, tela antirreflexo, entrada para cartão MicroSD e é touch-screen. A capacidade e de até 4.000 títulos e a bateria dura semanas. Funciona como leitor de PDF. A bateria é recarregada através de uma porta USB. A extensão usada para os arquivos de livros é .epub.

Variedade de livros e capas

review-lev-saraiva4

Toda a compra de livros só pode ser feita pela loja da saraiva, o que já era de se esperar. A seleção de livros é bem extensa e tinha tudo o que procurei. Há a sessão de livros em oferta, com alguns achados mais antigos a partir de R$6. Todos os dias um livro mais atual entra em oferta, por 24h, geralmente por R$9,90.

A lista de livros atuais, fora de promoção, tem um preço um pouco acima do que eu esperava. Os livros do John Green, por exemplo, começam em R$16,90. Achei um pouco caro, considerando que encontramos facilmente uma cópia impressa do mesmo livro pelo menos valor (considerando que na cópia digital a editora não tem todo o gasto com papel, impressão, estoque e transporte que tem na cópia impressa).

A sessão de livros gratuitos tem livros antigos e/ou clássicos, como A Metamorfose e a Pátria de chuteiras. Também tem bastante títulos de auto-ajuda e alguns livros mais atuais e de autores menos famosos.

Além disso, quando você entra pela primeira vez na loja Saraiva pelo Lev, recebe alguns livros grátis. Você não consegue escolher os livros, é um pacote fechado e surpresa. Por sorte, um dos que vieram no pacote que recebi estava na minha lista de desejos há tempos.

As capas oficiais também são vendidas pelo site da Saraiva, em três opções de cor (preto, rosa e azul) e custam R$79,90. Pesquisei no Mercado Livre e por lá o preço é mais amigo: R$39,90.

O que achei

review-lev-saraiva2

Li apenas um livro inteiro com o Lev, mas o levei para tudo quanto é canto. No começo fiquei com medo de tirá-lo da bolsa no trem e metrô, mas o medo passou quando vi que agora é comum ver pessoas com seus leitores digitais no transporte coletivo. Ninguém me olhou estranhando ou me deu impressão de que queria roubá-lo. Ponto pra sociedade! Hahaha.

O fato dele ser leve é muito bom. Colocava na bolsa e ele não pesava quase nada, uma benção depois de uma vida toda com dor no ombro no final do dia por carregar livros pesados.

O reflexo na tela realmente não existe e a luz é super útil para ler deitada na cama, de noite. É forte o suficiente para você ver bem a tela, mas não para acordar quem está dormindo do teu lado. Testei isso, li um tempão enquanto o Henrique dormia e ele nem notou a luz. Fora que é muito mais confortável ler na cama segurando o “livro” com uma só mão.

A navegação toda é feita através do único botão do aparelho. Super simples pra quem tá acostumado com o iPhone e o iPad que também seguem o mesmo sistema.

No começo não me dei muito bem com o touch-screen, não conseguia passar as páginas direito. Foi só acostumar, depois que peguei o jeito não tive mais problemas. Enquanto procurava livros na loja, também tive alguns problemas de clicar e a tela não mudar, talvez porque estava dando um toque muito sutil na tela.

A bateria não durou tanto tempo. Depois dos dois primeiros dias de uso, tive que recarregá-lo, o que achei normal já que todo aparelho eletrônico vem com pouca bateria de fábrica. Também recebi a dica de desligar o wi-fi, que consome mais bateria. Também peguei o costume de desligar a luz quando estava lendo em ambiente claro e não precisava dela. Depois de uma semana e meia de uso, lendo por uma hora quase todos os dias, precisei recarregar novamente. Conclusão: a bateria não dura tanto assim, quando li que durava semanas imaginei que durasse pelo menos por duas semanas inteiras.

Passar arquivos em PDF para o aparelho é super simples. Basta conectá-lo ao computador e permitir que o computador tenha acesso aos arquivos que estão nele. A leitura de PDF também é super tranquila, igual à dos arquivos de livros .epub.

Terminei o teste querendo um leitor digital o quanto antes, me apeguei ao bichinho e foi duro devolvê-lo. </3

Preço: R$299 (sem luz) ou R$479 (com luz)
Mais informações: Site oficial