infantil

Andei lendo: Muncle Trogg: O menor gigante do mundo | Janet Foxley

muncletrogg

Ganhei esse livro da minha mãe, que comprou algumas cópias porque encontrou em uma promoção por R$3 e achou que era livro para criança pequena. Acabou que minhas sobrinhas ainda são muito pequenas para esse tipo de livro e ela me deu uma das cópias.

Muncle Trogg é um gigante de 10 anos, prestes a se formar na escola e pronto para procurar um emprego. Ele mora com os pais (Mã e Pá, achei engraçado porque chamo meus pais assim também. Hahaha), o irmão e a irmã mais novos. Seria uma gigante comum, se não fosse um detalhe: comparado a todos os outros gigantes que moram no Monte das Lamentações, ele é minúsculo. Baixinho, sofre bullying em todos os lugares, é ricularizado na escola. A vida de Muncle não é nada fácil.

Os gigantes vivem escondidos dos Pequenotes (nós, humanos) e tem uma sociedade bem organizada, sem levantar nenhuma suspeita. Tudo vai muito bem, até Gritt, o irmão de Muncle, resolver sequestrar uma humana para entrar para a maior gangue de gigantes. E aí começa a maior confusão e Muncle é o único a conseguir pensar em um jeito de resolver tudo.

O livro é rapidinho de ler, Muncle é um fofo e acho que uma criança de uns 8 ou 10 anos iria gostar bastante da história. Pelo que pesquisei, esse é o primeiro livro de uma série. Não vou atrás dos próximos volumes, mas não achei ruim não.

Preço: R$16,11 no Submarino e R$24,90 na Livraria Cultura

Este livro me ajudou a cumprir o item 7 do 2015 Reading Challenge.

Andei lendo: Departamento das criaturas | Robert Paul Weston

departamento-criaturas

Elliot é um pré-adolescente que tem pais críticos de gastronomia e um tio inventor na DENKI-3000, a grande indústria de novidades da cidadezinha onde mora. O tio, Dr. Archie von Doppler, é o grande ídolo de Elliot – que sonha em ter a mesma profissão.

Leslie tem a mesma idade que Elliot e vive se mudando, conforme a vontade da mãe. Foi parar em Bickelburgh porque é onde seu avô mora e, sem terem para onde ir, foram morar com ele. Ela é muito inteligente e inventou, coincidentemente, exatamente o mesmo foguete que Elliot para uma feira de ciências da escola. Os dois ficaram empatados em terceiro lugar e passaram a ter uma super antipatia um pelo outro.

O Dr. Archie envia um bilhete para Elliot, pedindo que ele vá até a DENKI-3000 e leve junto a Leslie. Ele acha estranho, já que o tio nem conhece a menina e ele mesmo nunca conversou com ela, mas resolve procurá-la para ver se ela quer ir junto. A menina adora a ideia, já que sempre se perguntou como a famosa indústria da cidade era por dentro.

Ao chegar lá, uma surpresa: o departamento de invenções, que Dr. Archie comanda, só tem no quadro de funcionários criaturas bem diferentes de nós. Todas são especialistas em alguma coisa e tem um jeito bem diferente de encarar o mundo. Adivinha se as duas crianças não se encantam por tudo, né?

Dr. Archie tinha pedido para os dois irem até a indústria porque precisava de ajuda para novas invenções, já que os acionistas queriam vender a empresa por não terem lançamentos à um bom tempo. E a partir daí acontece um monte de confusão, claro. Voltei a ser um pouco criança lendo e torcendo para Elliot e Leslie encontrarem uma saída para os problemas da empresa. :)

departamento-criaturas03

departamento-criaturas02

O livro é bem divertido e escrito para o público infantil. O universo das criaturas é super fantasioso, com tiradinhas muito bem pensadas. Todo o livro é ilustrado pela Framestore, uma das maiores empresas de efeitos especiais da Europa. As ilustrações são muito legais e estão muito presentes: algumas maiores, para começo de capítulo e outras menores, espalhadas pelo texto.

Eu, adulta, achei o livro super gostoso de ler. Fico imaginando o quanto a criançada se diverte com ele e essas ilustrações.

Preço: R$13,90 no Submarino

aviso-publi-gifts

Hoje acordei cantando #2

Por que a gente fica com uma música na cabeça? Por que, mesmo não a ouvindo há anos, a gente relembra dela quando menos espera? Acordei com essa música e essas perguntas na cabeça, porque olha.. dessa vez foi um mistério como isso foi parar na minha FM mental.

Eu conheço uma galinha
A galinha da vizinha
A vizinha magricela
E depenada

Quem tem pena da galinha
A vizinha depenada
A galinha magricela
Da vizinha

Bota ovos pela sala
No banheiro e na cozinha
Ela bota, bota, bota sem parar

A galinha magricela
Bota ovos sem parar
A galinha magricela
É magrela de botar

A galinha magricela
E bota um, e bota dois, e bota três
A galinha magricela
Vira cambota e bota quatro de uma vez
A galinha magricela
E bota dez, e bota cem, e bota mil
A galinha magricela
Bota ovo, bota banca de mais bela do Brasil

Eu conheço uma galinha
A galinha da vizinha
A vizinha magricela
E depenada

Quem tem pena da galinha
A vizinha depenada
A galinha magricela
Da vizinha

Bota ovos pela sala
No banheiro e na cozinha
Ela bota, bota, bota sem parar

A galinha magricela
Bota ovos sem parar
A galinha magricela
É magrela de botar

A galinha magricela
E bota um, e bota dois, e bota três
A galinha magricela
Vira cambota e bota quatro de uma vez
A galinha magricela
E bota dez, e bota cem, e bota mil
A galinha magricela
Bota ovo, bota banca de mais bela do Brasil