ilustrações

Andei lendo: Departamento das criaturas | Robert Paul Weston

departamento-criaturas

Elliot é um pré-adolescente que tem pais críticos de gastronomia e um tio inventor na DENKI-3000, a grande indústria de novidades da cidadezinha onde mora. O tio, Dr. Archie von Doppler, é o grande ídolo de Elliot – que sonha em ter a mesma profissão.

Leslie tem a mesma idade que Elliot e vive se mudando, conforme a vontade da mãe. Foi parar em Bickelburgh porque é onde seu avô mora e, sem terem para onde ir, foram morar com ele. Ela é muito inteligente e inventou, coincidentemente, exatamente o mesmo foguete que Elliot para uma feira de ciências da escola. Os dois ficaram empatados em terceiro lugar e passaram a ter uma super antipatia um pelo outro.

O Dr. Archie envia um bilhete para Elliot, pedindo que ele vá até a DENKI-3000 e leve junto a Leslie. Ele acha estranho, já que o tio nem conhece a menina e ele mesmo nunca conversou com ela, mas resolve procurá-la para ver se ela quer ir junto. A menina adora a ideia, já que sempre se perguntou como a famosa indústria da cidade era por dentro.

Ao chegar lá, uma surpresa: o departamento de invenções, que Dr. Archie comanda, só tem no quadro de funcionários criaturas bem diferentes de nós. Todas são especialistas em alguma coisa e tem um jeito bem diferente de encarar o mundo. Adivinha se as duas crianças não se encantam por tudo, né?

Dr. Archie tinha pedido para os dois irem até a indústria porque precisava de ajuda para novas invenções, já que os acionistas queriam vender a empresa por não terem lançamentos à um bom tempo. E a partir daí acontece um monte de confusão, claro. Voltei a ser um pouco criança lendo e torcendo para Elliot e Leslie encontrarem uma saída para os problemas da empresa. :)

departamento-criaturas03

departamento-criaturas02

O livro é bem divertido e escrito para o público infantil. O universo das criaturas é super fantasioso, com tiradinhas muito bem pensadas. Todo o livro é ilustrado pela Framestore, uma das maiores empresas de efeitos especiais da Europa. As ilustrações são muito legais e estão muito presentes: algumas maiores, para começo de capítulo e outras menores, espalhadas pelo texto.

Eu, adulta, achei o livro super gostoso de ler. Fico imaginando o quanto a criançada se diverte com ele e essas ilustrações.

Preço: R$29,90 na Livraria Cultura | R$13,90 no Submarino

aviso-publi-gifts

Muito cuti cuti

O #manifestocuticuti é uma das coisas mais cuti cuti que vi nos últimos tempo. Melissa Westphal cria ilustrações com bonecos fofos e frases inspiradoras e cola pela cidade. Tudo para trazer um pouco de doçura para quem anda tão apressado pelas ruas.

DCIM116GOPRO

DCIM116GOPRO

cuticuti03

cuticuti04

É muita fofura em forma de street art.

O que tem no seu desktop?

Todo mundo já postou sobre isso mas não resisti. Adoro ver o que tem no desktop dos outros e por isso resolvi mostrar o meu também.

desk_inicio

Vou mostrar pra vocês o desktop do meu computador daqui do trabalho porque em casa não tenho um computador pra chamar de meu… uso o do meu pai ou da minha mãe e por isso mesmo não modifico nada por lá.

 

Como uso Mac aqui na agência aproveito pra utilizar o recurso de modificar a imagem do desktop de tempos em tempos… a cada meia hora o computador muda sozinho o meu fundo de tela, variando sempre entre esses cinco:

desk_01

desk_03

desk_04

desk_02

desk_05

São todos do Pixelgirl Presents, mas fiz algumas modificações pra inserir o ícone da agência neles (é uma tradição aqui na agência sempre colocá-lo nos papéis de parede dos computadores)… é uma apóstrofe que aparece em detalhes dos desenhos (acho que em alguns vocês nem vão conseguir ver).

desk_icones

Os ícones também são do Pixelgirl Presents e essas são as três únicas pastas que deixo no desktop. Os quatro primeiros ícones que aparecem nas imagens dos papéis de parede são os drivers a que estava conectada quando fiz o printscreen, então eles não contam. Na pasta !Desktop guardo papéis de parede e ícones de pastas, na !Músicas são (dã) músicas e na Ana ficam meus arquivos pessoais.

dock_inteiro

No dock deixo só o que realmente uso: programas gráficos, web, aplicativos… e separo a ordem deles por uso também. Os que estão com uma setinha embaixo eram os programas abertos quando fiz o printscreen.

dock_01Na primeira parte de atalhos tem o finder, adressbook, entourage (programa de e-mail), firefox, photoshop, illustrator, indesign e bridge. Esses eu uso todo dia, então ficam juntos pra eu ter mais rapidez quando tenho que abrir algum.

dock_02Na segunda parte ficam os atalhos pros programas de diverção: itunes, last.fm, flickr (pra mandar fotos pro meu flickr), senut (pra passar os arquivos do ipod pro computador), yousendit (pra mandar arquivos pesados através de link), msn e destroy twitter (pra twittar o dia todo sem precisar entrar no site).

dock_03E na última parte ficam os programas que quase nunca uso: textedit, cyberduck e toaster + atalho pras configurações de sistema e lixeira

E é isso. :)

.

 

PS: esse post já estava pronto desde segunda-feira e logo logo esse já nem vai ser “meu” computador, mas depois volto pra falar disso.