fotos

Clica aí, colega! #12

O primeiro post de links do amor do ano e já vai começar logo com clipe fofinho e música gostosinha! :D

Você tá na sua festa de casamento, entra uma galera e monta uma estrutura de palco, com uma cortina cobrindo tudo. A cortina cai e é o Maroon 5 tocando na sua festa. Maluco, né? Esse clipe tá fofo, tem toda a cara de não ser muita surpresa o lance deles aparecerem no meio da festa e mesmo assim a gente não liga porque a reação dos noivos é ótima. Não sou fã de Maroon 5 e basicamente só conhecia as músicas mais famosas deles, mas desde que assisti esse clipe viciei no último álbum deles. Já do Adam Levine eu gosto, assisto The Voice por causa dele e do Blake. Hahaha. Fora que o homem é lindo, né?

links-semana12a- A Lec me mostrou imagens divulgadas da edição totalmente ilustrada do primeiro livro de Harry Potter. Desculpa, tô meio morta até agora com a beleza e riqueza de detalhes. Já estou ansiosa pra ver isso com as mãos! Hahah. :D
– A postou ilustrações que misturam personagens Disney e o mundo de Harry Potter. Achei engraçadinho esse mix (apesar de achar a Branca de Neve um tanto bizarra).
– Você viu que o Zuckerberg resolveu fazer um “clube do livro”? Ele vai ler um livro por mês durante 2015 e abriu um grupo no Facebook para compartilhar o que está lendo e saber o que as outras pessoas que estão lendo a mesma coisa estão achando. O primeiro livro escolhido por ele esgotou na Amazon em pouquíssimo tempo, se essa ideia é uma ação de marketing foi muito certeira.
– Tem que fazer avatar, topo de página ou imagem para postar nas redes sociais e tá perdido sem saber em qual tamanho fazer? Esse infográfico é bem útil para você.
– Nunca entendo quando algum amigo diz que ainda não assina o Netflix. Aqui em casa usamos tanto o serviço que já cogitamos cancelar a TV a cabo. Aqui você pode pegar 5 dicas para aproveitar mais ainda esse serviço tão amado. <3

links-semana12b- Muitas vezes fico totalmente sem tempo pra nada e é totalmente por culpa minha. Sofro porque resolvo me dedicar à 80 coisas ao mesmo tempo, me comprometo com milhares de pessoas… e no final do dia tô morta, de saco cheio e com a sensação de que não fiz nada direito. Adorei esse texto da Bia com ótimos motivos pra gente desencanar dessa neura de ser multitasking e aproveitar mais para nos dedicarmos ao que realmente vale a pena.
– No mesmo pique do post de cima, a Debbie falou sobre o ritmo de trabalho dos berlinenses e o que aprendeu com isso. Lendo o texto me vi falando do porque estava saindo da agência em 2013 para levar um ritmo de vida em que o trabalho não dominasse minha vida 100% do tempo. Vale muito a leitura!
– Não canso de falar das sobrinhas aqui no blog e nem de quanto sempre quis ser tia, né? Esse texto resume bem o porque gosto de ser tia e a importância dessas quatro maluquinhas na minha vida.
– Adoro comprar sapato, odeio comprar roupa. Se for calça jeans então, esquece. Uso as minhas até elas rasgarem para só aí me render à tortura que é encontrar um jeans que fique pelo menos ok no meu corpo. Me identifiquei muito com essa modelo que foi a 10 lojas diferentes experimentar calças da mesma numeração. Meu maior sonho de consumidora é que um dia padronizem os tamanhos.
– Adoro ballet, acho a coisa mais linda. A Melissa é bailarina e indicou um perfil no Instagram cheio de fotos de tirar o fôlego.

links-semana12c- A Letz ensinou a enfeitar potinhos de um jeito super simples e fofo. Quero fazer isso em alguns que tenho aqui em casa.
– Não sou uma dona de casa muito boa, odeio fazer faxina e adorei essas dicas de como limpar bem certas coisas de um jeito prático.
– Dias antes do casamento o noivo desistiu. O que a noiva fez? Vestiu seu vestido branco, foi pra festa e se divertiu com os amigos e a família enquanto destruia o vestido com tinta. É isso aí, volta por cima! A festa já estava toda paga mesmo. Hehehe.
– Uma rede social focada em estimular as pessoas a ajudarem as outras. É bem legal, mas será que dá certo?
– Tá em São Paulo, quer hambúrguer e não sabe para onde ir? Essa lista com os melhores da cidade tá boa, embora eu não concorde com algumas posições. ;p

Lisboa – ai que saudade!

Esse calor todo que anda fazendo me fez ter saudade do calorão que pegamos em Lisboa. Que saudade!

lisboa-aviao

lisboa-beijo

lisboa-espelho

lisboa-janelas

lisboa-milagre

lisboa-monumento

lisboa-paredes

lisboa-rua

Saudades, sotaque lindo. Saudades, amigos! <3

Made by… Feito por Brasileiros

Não sei se já falei por aqui, mas sou doida por prédios antigos. Meio abandonados então, eu piro. E tenho que confessar que era por esse motivo que eu queria tanto visitar a Made by… Feito por Brasileiros, realizada no prédio do antigo Hospital Matarazzo, fechado há mais 20 anos.

hospital-matarazzo01

A exposição iria até o dia 12/10 e, como não consegui ir até o dia, já tinha dado como perdida a vontade de conhecer o hospital por dentro antes que ele seja demolido/restaurado/sabe-se lá o que vão fazer com o coitado. Aí ontem fui com uma amiga à exposição do Castelo Rá-Tim-Bum e, com uma espera de quase 7h para poder entrar, desistimos. Resolvi procurar pela Made By… no Google, vai que tinham prorrogado, né? E tinham! A exposição vai até hoje, das 10h às 12h e das 14h às 16h. Então se você tá à toa hoje, recomendo que vá!

Pelo nome, eu achava que só veria trabalhos de artistas plásticos brasileiros, mas não. Tem muitos nomes internacionais e, sendo bem sincera, pouquíssimos eu conhecia. Dos mais famosos, tem o brasileiro Vik Muniz e o uruguaio Álvaro de García Zuñiga. Muita arte conceitual, muita instalação com vídeo.. eu não sou muito chegada, não entendo muita coisa, mas gostei muito de algumas.

hospital-matarazzo02 hospital-matarazzo03 hospital-matarazzo04 hospital-matarazzo07

É de Vik uma das áreas mais interessantes: uma sala que conta a história de um hipocondríaco que, de tanto acreditar que estava doente, teria somatizado cálculos renais. Os médicos o operaram às pressas, mas ele não resistiu. Depois da operação, a surpresa: os cálculos não eram visíveis à olho nu. Ao olharem o recipiente onde colocaram eles, ninguém via nada. Ao balançar o mesmo recipiente, ouviam o barulho dos cálculos batendo. Colocaram líquido no recipiente e ta-da: os cálculos transparentes apareceram! Muito doida essa história! Encontraram os cálculos e todos os documentos que contam a história em um dos cofres que ficavam na sala da diretoria do Hospital. Nesse vídeo dá pra ver um pouco:

Os cálculos "invisíveis".
Os cálculos “invisíveis”.

Gostei tanto dessa parte que acho que todo o Hospital merecia ter ganho uma exposição só com histórias que aconteceram por lá. Seria super interessante. Fiquei pensando nisso ao ler essa matéria com antigos funcionários que voltaram ao prédio durante a exposição.

A exposição tem áreas fechadas, inclusive aquela em que alagaram tudo e onde, acho, era o necrotério do Hospital. Também li que algumas outras áreas foram fechadas por conta de uma outra obra que fazia “chover” dentro das salas e que estaria prejudicando ainda mais o prédio já arruinado, mas não sei se isso é verdade. A foto abaixo é dessa área.

hospital-matarazzo06 hospital-matarazzo08 hospital-matarazzo09 hospital-matarazzo10 hospital-matarazzo11 hospital-matarazzo12

Uma instalação muito interessante e linda de morrer é a realizada na Capela da instituição. Toda feita com tecido, tricô e crochê, ocupa todo o teto e algumas partes do chão. É cheia de luzes que vão acendendo e apagando, fazendo um efeito lindo. É lindo demais ao vivo, não acho que as fotos tenham feito justiça à beleza da instalação.

hospital-matarazzo13 hospital-matarazzo14

Os prédios do Hospital Matarazzo são enormes. E lindos. E detonados. E eu não acredito que provavelmente boa parte deles será demolida. O complexo foi comprado por um grupo francês que, até agora, não anunciou oficialmente no que transformará o local. Há boatos de que vire um complexo de lojas, estúdios e cinemas, somente com a fachada preservada. Será? Espero que algo além do que a fachada seja restaurada.