europa

Suíça – Vevey – Alimentarium

Ao sairmos do Château Chillon pegamos um barco e fomos para Vevey, uma cidade próxima à Montreux. As cidades são bem próximas e em uns 20 minutinhos estávamos lá. De trem seria ainda mais rápido, mas o passeio de barco é uma delícia e fez valer os minutinhos a mais.

vevey-alimentarium3

Vevey é a cidade natal da Nestlé e também a cidade escolhida por Charles Chaplin para passar seus últimos anos de vida. É bem pequenininha e dizem que o mercado de natal da cidade é super famoso (isso não sei porque não fui nessa época). A casa que foi a primeira sede da Nestlé hoje é um museu sobre alimentação, chamado Alimentarium. Em em frente ao prédio há um garfo “espetado” no meio do rio e a estátua de Charles Chaplin. :)

Passeamos pouco pela cidade porque já era fim de tarde e o tempo foi esfriando muuuito. Também não queríamos voltar para casa tão tarde e tínhamos que correr para não perder o trem. Sendo assim, só visitamos o Alimentarium e andamos um pouco até o museu de fotografia (que era legal, mas basicamente só um conjunto de câmeras antigas e exposições de fotos).

O garfo gigante marca a localização do Alimentaruim para quem vem meio rio.
O garfo gigante marca a localização do Alimentaruim para quem vem meio rio.

vevey-alimentarium2

A visita ao museu é rapidinha e cheia de encontros com estudantes suíços que foram levados em excursões educativas. Praticamente em todas as salas encontramos grupos tendo explicações de professores.

Passeamos por salas onde vemos objetos antigos que serviam para fazer comida, como o consumo de certos grupos de alimentos pode ajudar ou atrapalhar nosso organismo, o processo de fabricação de alguns alimentos e caímos em uma sala interativa, onde podemos testar nossa resistência física, ter experiências sensoriais com a comida e passar um tempo interagindo e se divertindo.

Henrique testando o quanto teria que andar na rodinha de rato para queimar as calorias de um chocolate. :D
Henrique testando o quanto teria que andar na rodinha de rato para queimar as calorias de um chocolate. :D

Claro que por ser um museu criado e mantido pela Nestlé, também conhecemos um pouco mais sobre a história da empresa. Passamos por salas e corredores cheios de embalagens antigas (LINDAS!) e até entramos na sala onde era o gabinete do presidente e fundador da empresa.

O museu é bem legal, mas não é aquela coisa imperdível, sabe? Nós fomos mais porque ele estava incluso no Swiss Pass e como queríamos ir até a cidade para conhecer o museu de fotografia, aproveitamos.

vevey-alimentarium5
O quão fofo é esse kit de acampamento em uma mala? :O

vevey-alimentarium4

Mais informações: Site oficial

Suíça – Montreux – Château Chillon

Montreux é uma cidade linda à beira do Genebra, na parte francesa da Suíça, bem calma e super conhecida por causa do tradicional festival de Jazz da cidade e por ter sido a cidade onde os caras do Deep Purple escreveram a famosa Smoke on the water (tem toda a história bem contada aqui na Wikipedia).

montreux-01

Também foi lá que Freddie Mercury foi morar depois de descobrir que tinha AIDS e, por isso, à beira do rio há uma estátua dele. Lá também tem o Queen Studio Experience, um museu em homenagem ao Queen onde antigamente era um estúdio super frequentado pela banda (7 de seus álbuns foram gravados lá!), mas só descobri depois que já tinha voltado para casa. Pena, vou ter que voltar até a cidade para conhecer o museu. :p

montreux-freddimercury01 montreux-freddimercury02

Descemos do trem e fomos andando pela orla, vendo as casas e apartamentos lindos, curtindo o dia meio nublado à beira do rio… estava tudo ok até vir uma nuvem de mosquitinhos, eu me assustar e derrubar meus óculos. Hahaha. Foi uma cena bem ridícula e rendeu muitas risadas nossas e um lascado na lente (tão pequeno que hoje até esqueço que ele existe).

Nosso destino era o Castelo de Chillon e acho que demoramos pouco mais de 40 minutos andando bem devagar até lá. Por informações que eu tinha lido são 3km entre Montreux e o castelo, mas não senti que andamos tanto assim. Como fomos no verão foi bem gostoso, mas não sei se no inverno eu teria a mesma percepção, né?

Em uma escala de 0 a 10 o quão inocente eu sou por ter passado um tempão achando que esses pássaros eram de verdade? X)
Em uma escala de 0 a 10 o quão inocente eu sou por ter passado um tempão achando que esses pássaros eram de verdade? X)
opa, estamos chegando! Ó o castelo ali atrás. :D
Opa, estamos chegando! Ó o castelo ali atrás. :D

Château Chillon

chillon01

O castelo foi construído em cima de uma rocha, para maior proteção e em um local que era estratégico para observar o movimento entre França e Suíça. Ele fica bem numa “esquininha” do lago Genebra e dá para ver de longe, é bem bonito.

Esse castelo é o monumento mais visitado da Suíça. Parte de sua fama vem do ótimo estado de preservação em que está. Não sabem exatamente quando o castelo foi construído, mas sabem que em 1150 já havia registros escritos sobre a existência dele.

Lá foram mantidos alguns presos durante seus anos de atividade e, o mais famoso deles, um monge de Genebra que incitou o povo a se revoltar contra os governantes, inspirou Lord Byron a escrever o livro “O prisioneiro de Chillon”. Tem até uma plaquinha em homenagem ao autor dentro do castelo.

chillon04 chillon05 chillon06

A parte interna do castelo é bem interessante. Há salas repletas de armaduras, armas usadas em combate e canhões. Várias salas foram enfeitadas seguindo a identidade das famílias que por lá passaram, com brasões, cores e padrões. Em algumas o teto é super trabalhado, em madeira ou com pinturas. Eu amei uma sala toda em zigzag (quem disse que padrão chevron é moderno? Haha). Os vitrais são uma coisa de lindos, babei neles!

O castelo é alugado para casamentos e outras festas, tem um salão bem espaçoso reservado para isso e meio que um pacote-casamento, com opções de cerimônia e comidas já fechados. Imagina casar num castelo? Deve ser bem legal.

chillon02 chillon03

Mais informações: Site oficial

Suíça – Schaffhausen – Rheinfall e Fortaleza de Munot

E está oficialmente aberta a temporada sobre castelos e cidades lindas por aqui. Ai, a Suíça. O país tem uma natureza linda, em várias cidades as casinhas parecem de boneca, você corta o país inteiro de trem, pode ir para uma cidade que fala alemão, outra que fala francês e outra que fala italiano em um único dia… olha, não esperava tanto do país. Sério, sempre achei que fosse meio MEH, sabe? Mas não é não, ô país lindo!

Rheinfall

ch-rheinfall

Schaffhausen é o nome de um dos cantões suíços e também uma cidade da parte alemã do país (mas isso você já deve ter adivinhado só de olhar o nome, certo?). É lá que está a Rheinfall (Cataratas do Reno), o equivalente suíço às Cataratas do Iguaçu.

O Reno é o principal rio da Suíça, nasce no leste do país e de lá passa por outros 5 países. Ele se divide em dois e uma de suas partes acaba desembocando nas cataratas e, no verão, muitos suíços e alemães vão para lá passear no final de semana. Além disso, essas são as maiores cataratas de toda a Europa, então acaba atraindo gente de todo o continente. No dia em que fomos estava super cheio, um calorão, tudo super concorrido.

ch-rheinfall2 ch-rheinfall3 ch-rheinfall4

Para você ter acesso às plataformas que chegam pertinho das quedas d’água tem que pagar. Você também pode andar de barco pelo rio e chegar pertinho das Cataratas, mas nós só ficamos andando por lá mesmo. Um pouco para a frente, quando a queda d’água já sumiu de vista, o pessoal nada e fica se divertindo na água (geladinha, uma delícia!).

As cataratas são bem bonitas, mas confesso que não é lá tooooooda essa coisa para quem já viu as de Iguaçu de perto. As nossas cataratas são bem maiores e impressionantes. :p

É um ótimo passeio para o verão, mas é bom levar bastante protetor solar e ir com uma roupa bem fresca. Se quiser ir de roupa de banho por baixo, melhor ainda. Assim você vai aproveitar mais do que a gente que não foi e só passou vontade de entrar na água. :p

ch-rheinfall5 ch-rheinfall6

Mais informações: Site oficial

Fortaleza de Munot

ch_munot01

Depois de ver as cataratas fomos andando até a cidade de Schaffhausen, onde fica a Fortaleza de Munot. Essa fortaleza fica bem no centro da cidade e, no século 16, era usada para proteger a cidade. Hoje ela é uma atração turística e é usada para sediar vários eventos (entrei no site agora e vai ter noite da salsa! Hahaha).

A fortaleza é cercada por plantações de vinho e você tem que subir uma escadaria um tanto cansativa para chegar lá em cima. Mas vai na fé que vale a pena. ;)

ch_munot02

Depois de enfrentar a primeira escadaria, você sai em um salão coberto bem amplo. Aí é só subir mais alguns degraus e chegar a um terraço enorme, cheio de mesas, com palco… é de lá de cima que você pode ver toda a cidade, é bem bonito. E dá-lhe casinha de boneca, a cidade é uma graça!

É tudo super bem conservado e, quando fomos, estava bem vazio. Ficamos um bom tempo lá em cima sozinhos, olhando a cidade, brincando de dançar no palco (ideia da Becca, juro!), vendo os canhões antigos… foi bem legal.

ch_munot03 ch_munot05

Por lá também tem um jardim de rosas, com vários tipos da flor e alguns veados.

Uma das melhores coisas é que a entrada é gratuita. :D

ch_munot04 ch_munot06

Mais informações: Site oficial