conquistas

52 objetos: #41

52-objetos-medalha-corrida

O quê: Medalha da W21k
Por quê: Foi minha maior distância, a primeira corrida para a qual me preparei por meses
Onde está: No porta-medalhas atrás do meu computador
De onde veio: Da tenda logo depois da chegada da W21k :p

Tinha que ter alguma medalha de corrida nessa caixa. Primeiro porque se tornou um passatempo muito gostoso nos últimos anos, algo que realmente mudou muita coisa na minha vida. Segundo porque são pequenas conquistas para quem sempre foi a menina que fugia das aulas de educação física na escola.

Escolhi logo a medalha da minha primeira (e única, até agora) meia maratona porque ela foi a mais suada de todas. Pra conseguir terminar a prova tive que me dedicar como nunca aos treinos, mudar a alimentação, organizar meu dia-a-dia em torno dos treinos que tinha que completar… foi um processo de pouco mais de 3 meses com muita vontade de terminar bem os 21 quilômetros. Por tudo isso ela tem um gostinho especial, um lugar de destaque na minha coleção aqui na parede. <3

O que é o projeto 52 objetos?
Em muitos anos no futuro alguém encontra uma caixa cheia de coisas que você possuiu e tenta descobrir que tipo de pessoa você era. Talvez essa caixa tenha fotografias, livros, documentos pessoais, roupas, talheres, bilhetes de shows ou até um pacote de chiclete. O que esses objetos diriam sobre você? Eles mostrariam um retrato fiel da sua vida? Qual história eles diriam?

A ideia original veio daqui e essa tradução da explicação é da Ana Paula. Você pode ver todos os outros objetos que escolhi aqui.

As 12×10 coisas mais legais de 2013

Posso afirmar com toda a certeza que 2013 foi o ano mais intenso da minha vida. Tomei decisões importantíssimas, tive experiências únicas, convive com muita gente que amo, aproveitei muito o tempo com a minha família, viajei muito mais do que jamais havia feito e estou começando 2014 com o gás todo para fazer desse ano tão bom quanto o que passou.

retro20131

Janeiro: Comecei o ano na praia, corri (sozinha e com as amigas), me organizei melhor, economizei, viajei com os amigos, peguei autógrafo do meu autor nacional favorito e aproveitei meu tempo com a família. Engraçado, mas na minha memória a maior parte do que aconteceu nesse mês tinha acontecido muito antes disso.

Fevereiro: Encontros com amigos, presente especial para o namorado, comemoração de aniversário de sobrinho-torto e assisti aos meus primeiros jogos de tênis (e um era do Nadal, muito chique!). Lembro que no meio do mês eu tava desesperada para que ele acabasse logo e ele demoraaaaaaava a passar. Êta fevereiro longo!

Março: Mais corridas, piquenique com as amigas, troca de nome da agência onde eu trabalhava, abertura da nova empresa do Henrique, aniversário de namoro, jantares com amigos e Páscoa com a família. O mês foi ótimo.

Abril: Amigo-secreto de Páscoa com as amigas, comecei a reler Harry Potter, assisti Cavaleiros do Zodíaco, corri, lançamos o Corre Mulherada!, o Lindezas ganhou casa própria, recebi visita de amiga querida… foi o mês de botar a mão na massa.

Maio: Amigos em casa, amigos correndo comigo, rever a Apocs depois de um tempão, churrasquinho em casa e conhecer cachorrinha nova de amigos. Maio passou voando por mim.

Junho: Mês de aniversário, ô delícia! Assisti Clarice Falcão, ganhei presentes, vi manifestações, presenteei a sobrinha, fui pra praia, comemorei 1 ano da Mari e revi a Suicinha e minha irmã. Junho não podia ter sido melhor. <3

retro20132

Julho: Ter irmã e sobrinha por perto, ajudar na organização da festinha dela, passear com as duas, ver os amigos, ir à shows, finalmente tirar meu passaporte, ter o namorado em casa inventando coisas de decoração e experimentar a sopa tradicional do bairro. Tudo isso temperado com o frio do mês. Maravilha!

Agosto: Passar a tarde revendo fotos de família com minha avó e minha mãe, correr na praia, assistir um musical, amigos, festinha de criança, mais amigos e presente inesperado em uma festinha com gente nova e muito legal. De desgosto esse agosto não teve nada.

Setembro: Minha primeira “corrida” de 10k (que eu fiz toda andando, shame on me), conhecer Buenos Aires, rever as amigas de infância, ter óculos novos, assistir mais um musical, ver o final de Dexter, encontrar com os amigos, ver amiga casar… Setembro foi lindo, um mês para se ter saudade.

Outubro: Batizado da sobrinha, muitos presentes das amigas viajantes, noite de bagunça com a turma que não se via há um tempo, corrida no Centro de SP (meu percurso favorito!), passei na Benedito Calixto, churrasco em casa… o mês foi tranquilo, mas bem bom.

Novembro: Mais corrida com as amigas, outros óculos novos, praia, bagunça com a sobrinha, amigos, Formula 1, cinema sozinha, amigos em casa e o #treinoCM. Só tenho uma palavra para definir esse mês: orgulho!

Dezembro: MUITOS encontros com amigos, muitos presentes, aniversário da sobrinha mais velha, ver a sobrinha mais nova começar a andar, Natal e a mudança profissional que eu estava planejando há tempos. Com certeza, foi o mês mais corrido do ano (isso que só trabalhei até a primeira semana dele, hein?), mas também um dos melhores.