blogueiras

Tag: Know your blogger

Mais tag por aqui! :)
Quem me indicou dessa vez foi a Paula e a ideia é contar 11 fatos aleatórios sobre mim, responder 11 perguntas criadas pela Paula, criar 11 novas perguntas e indicar 11 blogs. Respondi uma tag muito parecida com essa em 2012, então demorei pra pensar em 11 fatos novos. Hahaha. Parece fácil, mas não é tanto não.

caro-berlin

>> Fatos sobre mim

01 - Não posso ficar sem pintar as unhas que volto a roê-las. Feio, infantil e impulsivo, eu sei. Mas não consigo parar. :p
02 - Amo um doce beeeeem doce, mas desde que fiz vigilantes do peso e diminuí a quantidade de doces que como, chocolate meio amargo virou meu queridinho.
03 – Adoro meu cabelo enrolado e me acho muito estranha quando faço escova ou chapinha.
04 - Também não me sinto eu sem meus óculos. Gosto muito de todos, gosto de ter mais de um para variar e acho estranho quando me arrumo e não coloco algum deles.
05 - Quando era pequena queria muito usar aparelho nos dentes, óculos e quebrar perna ou braço pra usar gesso. Doida? Criança maluca? Pois é. Dois desses desejos eu realizei, depois de adulta. Hahaha.
06 – Sou tímida com quem não conheço ou em lugares mais sérios. Fico vermelha se falam comigo quando eu não esperava, fico sem saber o que responder e acabo falando muito pouco e sendo até meio grossa. Demoro para me soltar, mas também depois que relaxo não calo a boca. Hehehe.
07 - Pequenos prazeres que quase ninguém gosta, mas eu acho uma delícia: tirar casquinha de machucado, lavar o cabelo e sair no frio e tomar Novalgina pura e um gole de água depois (a boca fica tão docinha!).
08 - Gosto de experimentar comidas diferentes, dentro do meu pequeno mundinho enjoado de comilona, e geralmente gosto delas. Pizza de pêra com gorgonzola? Pode mandar. Pão com margarina e Nescau? Nham!
09 – Sou MUITO chata para comer. Frutos do mar, a maioria dos peixes (só como salmão cru, atum enlatado e bacalhau – se esses não estiverem com o sabor muito forte e em pequenas quantidades), frango ensopado, carne gordurosa, salsão, curry, miúdos de qualquer animal e mais um monte de coisas entram na lista do que eu não boto na boca de jeito nenhum. E não insista, porque se eu colocar isso na boca fico enjoada e me dá ânsia de vômito. Simples assim. Me viro bem com ovo frito ou só arroz e feijão, sem mistura nenhuma. Não ligo, minha mãe me ensinou desde cedo a me virar com o que tem na mesa e não ficar exigindo outras opções.
10 – Só comi peru no Natal quando já era adolescente. Explico: meu pai não come nenhuma ave e não gosta nem do cheiro, então em casa minha mãe nunca fazia nada disso. Meu pai sente até se fizeram frango na mesma churrasqueira que a carne vermelha dele, sem nem olhar a churrasqueira. Sente o drama. Acho que por isso eu mesma não sou muito fã de frango e não suporto comer a carne perto do osso, cheia de veias e nervos. EWWWWWWWW.
11 – Converso com objetivos inanimados e imagino toda uma personalidade para eles. Desde pequena tenho isso de não ficar usando uma só caneta porque as outras poderiam ficar com ciúme. MALUCAAAAAAA DOIDA VARRIDA, EU SEI. Me deixa.

>> Perguntas da Paula

01. Qual é sua estação favorita no ano?
Inverno! Não sei se tem alguma coisa a ver com o fato de que eu nasci nessa estação, mas me sinto tão bem no frio e não perco a vontade de fazer nadinha, amo. Fora que minha pressão baixa loucamente no verão e não tenho pique para fazer nada, então criei um amor ainda maior pelo frio.

02. Se sua vida fosse um seriado, qual seria e por que?
Acho que uma mistura de Friends e How I Met Your Mother. Tenho poucos e muito bons amigos, gente com quem posso ficar sentada toda descabelada e desarrumada, jogando conversa fora e rindo a noite toda, sem grilo nenhum. Também não tenho grandes dramas na minha vida, como os personagens dessas séries nunca tem. ;)

03. Qual é sua frase favorita?
Continuo com “Ich danke dir für all das Gute und Liebe und Schöne” (Obrigada por tudo que é bom, amado e belo), da Anne Frank.

04. Você ganhou passagem e hospedagem grátis: para qual lugar do mundo você viajaria?
Para a Nova Zelândia, porque é um lugar que tenho vontade de conhecer (oi Dani!) e para onde a hospedagem é mais cara! Hahaha. Ou então faria um safari na África, me hospedando naqueles resorts liiiiindos e ricos que tem por lá.

05. O que você faz pra matar o tédio?
Leio livros e blogs, bordo e vou andar pelo bairro. Sou inquieta, então tudo o que posso sair de casa para resolver, faço. Hahaha. Como diz minha mãe, sou “rueira”.

06. Qual foi o melhor conselho que já te deram?
O de que parar para repensar a vida e ver se ela está do jeito que a gente quer nunca é jogar tempo fora. Foi o Henrique quem deu e foi o que me fez perceber que eu queria uma vida diferente da que levava até ano passado. :)

07.  Último filme e/ou seriado que você viu. Gostou?
Foi algum episódio da primeira temporada de Arrested Development, na tarde de sábado. Há uns 7 anos a série passava na Globo, às 4 da manhã durante os dias úteis e eu assistia enquanto me arrumava para pegar o fretado (saudade zero desse tempo!). Quando descobri que tem a série no Netflix comecei a reassistir, só que na ordem certinha. Assisto bem devagar, só quando estou esperando para fazer alguma outra coisa, já que os episódios são curtinhos. Sábado assisti dois episódios enquanto fazia as unhas. ;)

08. O que te inspira?
Um dia claro (vontade de pular da cama e sair de casa pra aproveitar o dia!), fotos bonitas, uma música, uma história real de gente que se superou.

09. Mostre sua foto favorita (tirada por você).

amsterdam

Não tenho exatamente uma foto preferida, então resolvi escolher alguma de Amsterdam pra homenagear a Paula. Haha. ;)

10. Um sonho realizado.
Conhecer a Europa. Queria há tanto tempo ir visitar minha irmã, passear por lá, conhecer aqueles lugares super antigos e cheios de história.. foi uma delícia poder fazer isso.

11. De que você sente falta?
De ver gente. Agora que trabalho em casa passo muito tempo no escritório, sozinha. Claro que o Henrique está no escritório ao lado e posso dar uma passeada pela rua para ver gente, mas trabalhar completamente sozinha depois de anos e anos dividindo a sala da criação de alguma agência com uma turma grande é meio solitário.

>> Perguntas feitas por mim

01 - Qual a banda ou cantor(a) que você adora e ninguém imagina? | 02 - Você sabe quando, como e onde vai morrer. Qual vai ser a última coisa que você vai assistir na tv (programa, filme ou seriado)? | 03 - O que você queria ser quando era criança? | 04 - Qual a sua especialidade na cozinha? | 05 - Você ganha 10 mil reais, para gastar no que quiser. Para onde vai esse dinheiro? | 06 - Qual o brinquedo de infância que você guardou e não dá para ninguém? | 07 - Qual seu livro favorito? | 08 - Qual será sua próxima tatuagem (real ou apenas na imaginação)? | 09 - Coleciona alguma coisa? O quê? | 10 - Caneta ou lápis? Por quê? | 11 – Finalmente inventaram o teletransporte e ele funciona lindamente, para todos os lugares do mundo (e do sistema solar). Onde você iria morar?

>> Quem eu indico
As 11 primeiras pessoas que lerem esse post. Respondam nos comentários, por favor! Hahaha. Não vale ler o post e não responder, hein? Pode só falar 11 coisas aleatórias sobre você ou responder minhas perguntas, você que escolher. Quero conhecer mais sobre vocês. <3

Clica aí, colega! #6

Nunca tinha ouvido falar de Meghan Trainor, nem da música hit da moça e aí vi essa apresentação no X-Factor e resolvi procurar quem era a cantora original. Achei e viciei, então toma musiquinha chiclete e divertida pra você:

links-semana-5a

– Já aproveito o tema da música para falar que adorei esse post no Beleza Sem Tamanho, com dicas para evitar o atrito entre as coxas. Só quem é coxuda sabe o drama que é fica de coxa assada. :(
– Se tem um reality show que é o mais puro creme do amor é RuPaul’s Drag Race. Se você nunca assistiu, corre e se vicia porque é muito legal. E nesse post da Polly tem um catado de ensinamentos importantes de Mamma Ru e suas drags.
– Não conheço o Nordeste, mas tenho vontade de ir. O que atrapalha? Os preços, que geralmente são muito altos. Depois desse post da Nary com 5 razões para conhecer o Nordeste, fiquei querendo ir ainda mais.
– Ainda não falei por aqui sobre meus dias em Berlim, mas desde que li essa notícia sobre o muro ser “reerguido” com balões a cidade não me sai da cabeça. Já até sonhei que estava lá de novo. Êta cidade maravilhosa! <3
– O Drungli é um site para você escolher sua próxima aventura. Você pode procurar vôos e hospedagem à partir de uma data (sem escolher para onde) ou de um lugar (sem especificar a data). Ele te mostra os melhores valores de passagens, dá dicas das cidades… pena que não funciona para vôos saindo do Brasil. :/

links-semana-5b

– Hoje é Halloween, a juventude toda vai sair fantasiada… e eu achei que esse post da Bruna tem algumas ideias legais para fantasias em grupo. Super Mario, Teletubbies, M&M’s, princesas Disney e até redes sociais! Êta povo criativo!
– Saiu em tudo quanto é blog sobre o lançamento dos Keds em parceria com a Quem Disse Berenice e eu tô aqui desejando fortemente um verde ou um roxo com glitter. Nesse post da Luli dá para ver todas as cores.
Bonecas com corpo humano e cabeça de animais, que não ficam parecendo saídas de um filme de terror. Esse post da Renata tá pura fofura!
– Acho acampamento de férias uma coisa muito divertida para crianças e adolescentes. Se for para meninas que querem (e vão) aprender a tocar instrumentos para ter sua banda de rock’n’roll, acho mais divertido ainda. Essa é a ideia do Girls Rock Camp BrasilAqui no Lugar de Mulher dá para saber um pouco mais sobre o projeto de trazer esse acampamento para o Brasil.
– Saber que existe um hotel em Londres com decoração inspirada em Harry Potter foi um pouco demais para o meu coração de trouxa.

Award One Lovely Blog

Descobri o mundo dos blogs em 2002, quando trabalhava na vidraçaria dos meus pais durante o dia e ia para a faculdade à noite. Foi rápida a paixão e logo criei o meu. Naquela época praticamente ninguém tinha câmera digital (e quando tinha, era daquelas Sony de disquete! Êta velharia!) e a gente lia o blog sem nem ter ideia de como a pessoa que escrevia ali se parecia. Depois vieram as webcams e uma mania que eu amava, o fansigns! Os leitores basicamente escreviam bilhetinhos tipo “Eu <3 o Ana Carô”, tiravam foto na webcam (com aquela qualidade desgracenta!) e mandavam pros donos dos blogs. Eu sonhava em um dia receber um (e recebi! Pena que perdi os arquivos daquela época). E era nessa época em que rolavam os memes, tipo de questionário que um blogueiro indicava para o outro responder. A mania durou anos, no começo desse blog respondi vários e depois a coisa sumiu (e meme virou nome de outra coisa). Por isso quando vi a Raquel respondendo esse award lá no blog dela, fiquei cruzando os dedos pra ela me indicar pra responder, assim como as queridas Leticia e a Bia também fizeram. Sempre adorei esse tipo de post. Valeu, gente!

one-lovely

O “One lovely blog award” é um questionário com 11 perguntas que, após responder, você deve indicar para outros 11 blogs e avisá-los da indicação. Bem simples. :)

#1 Por que decidiu criar um blog e quando começou?
Como contei lá em cima, fiquei sabendo o que era blog em 2002. Antes, em 1998, eu já tinha uma página sobre minhas amigas de escola, falando um pouco sobre cada uma e tal, mas era feito manualmente, no Frontpage. Aí em 2002 eu tinha bastante tempo livre na vidraçaria e criei meu primeiro blog, no webbloger. Chamava Vida de Jô’Aninha e eu adorei escrever meu diarinho e ter respostas de gente que eu nunca tinha vido na vida, mas que se identificava com o que eu falava. De lá, fui convidada para ser host de uma menina que tinha um domínio próprio (coisa que era MEGA chique na época) e acabei mudando o nome do blog para Made of Stars. Acho que esse blog durou até 2003 ou 2004. Em 2005 eu tinha um livejournal, que era praticamente igual ao blog, mas tinha a vantagem de ser trancado – e assim só quem eu deixava podia ler.
Quando acabei a faculdade comecei a trabalhar mais e não ter mais tanto tempo para escrever, mas continuava lendo blogs alheios. Alguns anos depois o Twitter apareceu na minha vida e lá reencontrei um monte de gente que escrevia blogs que eu gostava, acompanhando mais de perto o “diarinho em 140 caracteres” deles e me empolguei a voltar a postar. Foi assim que, em um dia de tédio na agência, pedi ajuda à um colega para criar um nome e nasceu o Futricô. E depois de 6 anos, resolvi mudar o nome dele. ;)

#2 Quais benefícios o blog te traz?
O principal é matar a minha vontade de escrever, essa coisa meio jornalista wannabe que eu sempre tive. Adoro escrever e, não à toa, sou a doida dos blogs (desde que criei esse já participei de outros 4 ou 5).

#3 Qual é o post mais acessado?
Até agora nunca tinha ido procurar isso! E me surpreendi com o resultado: o mais visitado é um post de fevereiro de 2009 sobre roupas e objetos retrô. Gosto muito dele e foi uma delícia de fazer, mas não imaginava que seria ele.

#4 Você usa as redes sociais?
Bastante. Não sou muito fã do Facebook, desacostumei a falar tanto no Twitter… mas me dá o celular na mão que eu já fico vidrada no Instagram. Essa é minha rede social favorita ultimamente.

#5 Como o blog tem evoluído?
Nos primeiros dois anos do Futricô o blog cresceu muito mais do que eu imaginava, mas com a falta de tempo fui deixando ele um pouquinho abandonado (até que ano passado cheguei a passar mais de mês sem conseguir postar por aqui nenhuma vez). Agora, depois da mudança de nome e endereço, ando mega empolgada com ele. Voltei a fazer posts, a cuidar com carinho desse meu espaço e a retomar algumas parcerias que eu tinha deixado esquecidas por um tempo. A vontade é que eu consiga trazer coisas legais pra cá e mais conteúdo interessante, sem perder esse tom diarinho que ele tem e eu tanto gosto.

#6 Já viveu algum fato importante por causa do blog?
Foi por causa do meu primeiro blog que resolvi que queria trabalhar com criação para web, já que gostava da parte de arte e de programar em html. Aí fui, estagiei e vi que não poderia estar mais enganada e que gostava mesmo era de criar peças impressas. Também conheci grandes amigas por causa dele, pessoas que antes eram “fulana, leitora do blog” e hoje fazem parte do meu dia a dia e eu não trocaria isso por nada.

#7 De onde nasce a inspiração para escrever e continuar com o blog?
Da minha vida, das coisas que vejo por aí e acho legais demais para não contar pra alguém, de blogs legais que leio e me dão vontade de tentar fazer o meu ser tão legal quanto. Adoro perder tempo navegando pelos arquivos do blog, relembrando fases da minha vida, coisas que eu “descobri” e já até esqueci, querências que ficaram pra trás… continuo porque quero ter um arquivo de muitas coisas que vivi para reler daqui 10, 20 anos.

#8 O que você tem aprendido a nível pessoal e profissional esse ano?
Esse foi o ano mais louco da minha vida, com certeza. Desde os 17 anos eu não ficava sem um emprego fixo, sem procurar por um. Tirei o primeiro semestre para organizar a mudança, a viagem, descansar, tentar arrumar tudo o que achava que precisava de arrumação. Desde que voltei de viagem tenho trabalhado como freela, de casa, e tive que aprender a ser dona do meu tempo, a ter disciplina para não trabalhar demais – nem de menos. Tem sido muito bom, aprendi muito sobre mim, sobre o que quero, sobre conviver 24h por dia com a pessoa que amo. 2014 está sendo um ano muito bom e muito diferente do que eu imaginava que seria.

#9 Qual é sua frase favorita?
Desde que reli o Diário de Anne Frank estou com esta frase na cabeça: “Ich danke dir für all das Gute und Liebe und Schöne” – “Obrigada por tudo que é bom, amado e belo”. Bem o que penso no momento.

#10 Qual conselho você daria para quem está começando agora no mundo do blogs?
Escreva para você, sobre algo que você gosta, do jeito que você gostaria de ler em algum lugar. Gosta de ver mais fotos do que texto? Então faça isso. Você é fã de textos longos e reflexivos? Então se joga.
Uma coisa que aprendi em todos esses anos escrevendo é que não importa o seu estilo, você sempre vai encontrar alguém que goste do que você escreve, desde que seja o mais verdadeiro possível.

#11 O que os blogs que você vai indicar tem em comum?
São blogs que leio sempre, que não saem do meu feedly e com os quais me identifico de alguma maneira. Todos são escritos por gente interessante e que fala da própria vida de uma forma gostosa de ler.

Os indicados: 

lovely-blog-indicados

Ba Moretti • Bramare • Chocottone •  Diário de uma vida a 3E agora, Isadora? • Hype3 • In the Yellow BoxPaula Abrahao • Samba da Criola DoidaThe SupernovaVerossimil

PS: O Bramare já estava aqui indicado quando vi que a Bia também tinha respondido e me indicado. Postamos quase juntas. Heheh. :)