BEDA

Hoje é Blog Day!

Último dia de agosto, último dia de BEDA e eu conseguiiii! Postei todos os dias, diminuí a lista de rascunhos que estavam aqui guardados e tô orgulhosa. Agora que acostumei a postar todos os dias quero ver se consigo manter o ritmo! Hahaha.

Todo 31/08 é o Blog Day, aquele dia em que tradicionalmente todo mundo indica blogs queridos. Resolvi seguir em parte a sugestão das meninas do Rotaroots e dividr meus indicados em categorias. Mais fácil, né? Tem tanto blog bom por aí, fica difícil de escolher se não separar. ;)

Só deixei de fora uma das categorias delas porque minha memória é terrível e, sinceramente, não consigo lembrar o que conheci pelo grupo ou não. Então deixei isso de fora.

– 5 blogs que não saem do meu feed

Vocês sabem que sou fã de blog diarinho, né? Adoro um blog com tema específico (o Corre Mulherada! não me deixa mentir), mas os donos do meu coração são aqueles em que o blogueiro fala da própria vida com sinceridade, conta alguns detalhes, se abre. Esses são os primeiros que leio quando abro meu Feedly, os que mais sinto saudade de ler. Escolher só cinco foi difícil, viu? Então resolvi escolher os que adoro e quase nunca comento ou indico por aqui.

blog-day-2015-a

HRMNK – Comecei a seguir a Hariana há um tempo pelo Instagram, não lembro porque ou como. Aí ela falou do blog, fui ler e gostei. Virou leitura obrigatória sempre que o Feedly avisa que tem post novo. Lá ela fala sobre a vida, sentimentos, música, cinema… um pouco de tudo.
E agora, Isadora? – Essa menina aí na foto não é a Lena Dunham, hein. Haha. A Isa também fala um pouco de tudo e adoro a escrita dela. Sempre tão fácil, tão aberta… parece que ela tá falando com você e não que escreveu um texto sem nem saber quem ia ler. Ah! As seleção de links que ela faz são sempre ótimas!
Quando receber, me avisa – Um blog todo escrito em forma de cartas, para tudo quanto é pessoa, coisa ou sentimento. As meninas escrevem as cartas, desabafam e a gente fica sabendo um pouquinho da vida delas. Adoro o formato do blog, sempre tão interessante de ler.
Tinha que ser a Chell – Miche, a rainha dos cabelos coloridos e uma das criadoras da Alpaka fala sobre tudo. Livros, cinema, desenho, viagens… sempre com muito carinho. Dá para ver nas ilustrações que ela cria para os posts que ela fez tudo com a maior atenção, só pensando em deixar o dia de quem ler o post um pouco mais bonito.
thesupernova.co – Alguém não conhece a Lya? Se não conhecer, vai lá AGORA! Linda, talentosa e com um humor maravilhoso, ela nunca decepciona. Leio há muitos anos e tenho um carinho enorme por ela, aquela coisa que a gente sente quando lê o blog de alguém por muito tempo, por mais que nunca tenha visto a pessoa.

– 5 blogs para sair da rotina

Viagem, fofoca, beleza, decoração, artesanato, música, design… tem blog especializado em tudo quanto é tipo de coisa e eu leio vários deles. Para as indicações desse ano resolvi escolher temas que adoro e acho que vocês também devem gostar.

blog-day-2015-c

Follow the Colours – A Carol edita esse blog incrível, que eu adoro. Lá tem dicas de design, arte e basicamente qualquer coisa que possa embelezar a vida. Vale muito a pena ler, sempre tem alguma novidade ou post muito interessantes.
This is not porn – Blog que reúne fotos antigas de famosos. Geralmente as fotos são de bastidores ou festas, então rolam uns encontros meio inusitados. Me divirto vendo essas velharias.
Estéfi Machado – Gosta de trabalhos manuais e tem criança por perto para brincar? A Estéfi faz umas coisas lindas e vira e mexe inventa brincadeiras gostosas com os filhos. Vivo guardando link de algumas ideias dela para fazer com as sobrinhas, mas nunca boto em prática. :/
Chicken or pasta? – Não sei vocês, mas eu amo me perder por horas em blogs de viagem. Adoro ver os lugares diferentes, imaginar o que farei quando for visitar algum lugar ou só conhecer por fotos e relatos lugares aos quais não acho que eu vá tão cedo. O que gosto do Chicken or Pasta? é que vira e mexe eles dão dicas de coisas legais em SP, como essa lista de brunches que me fez sonhar com um brunch beeeeeeeem recheado. Ai ai.
Te do um um dado? – Acho que foi o primeiro blog de fofocas que conheci, provavelmente há uns 7 ou 8 anos. Morro de rir com os posts, são sempre muito bem humorados.

Também fui indicada por aí! Super obrigada, Miche, Livs, Gabi, Raquel, Melissa e Lec (que só não indiquei aqui porque semana passada teve link pro blog dela quase todo dia e espero que vocês tenham clicado em algum!). <3
PS: Se você me indicou, me avisa? O Google Analytics tem me deixado na mão ultimamente. :(

BEDA-2015

Top 5: Álbuns favoritos do tempo de escola

Isso não é uma tag, mas achei tão genial a ideia da Lec que resolvi adaptar pros meus Top 5, já que fazia um século que não rolava um por aqui. Como já falei, sou péssima para escolher músicas, então resolvi focar em álbuns. Não sou muito de gostar de um álbum inteiro, mas quando gosto encasqueto e ouço sem parar. Assim ficou mais fácil de escolher. Hahaha. ;)

Eu ouvi muito samba e pagode na adolescência, mas nunca tive os cds. Era mais aquela coisa de gostar, ouvir no só no rádio e quando saía com as amigas. Também tem a coisa de no fim dos anos 90/começos dos 2000, a gente baixava música por música e demorava hoooooras. Então eu só baixava as músicas que gostava e pronto, nada de disco inteiro. Hahaha.

CD naquela época não era uma coisa barata, então eu quase nunca comprava. A grande maioria desses que estão na lista comprei de uma vez só, quando minha avó me deu dinheiro para comprar um anel de ouro pelo meu aniversário de 15 anos e eu resolvi torrar todo o dinheiro em uma loja de discos que estava em liquidação. Desculpa, vó!

5 – Os cães ladram mas a caravana não para – Planet Hemp

Eu adoraaaaaava Planet Hemp. ADORAVA! Era uma das minhas bandas favoritas, viviam fazendo show por aqui e nunca assisti porque minhas amigas não curtiam e não tinha com quem ir. :/
Minhas favoritas: Zerovinteum, Adoled e Nega do cabelo duro

4 – Acústico MTV – Titãs

Minha irmã sempre gostou muito de Titãs e eu conhecia as músicas de tanto ouvir quando eu era criança, mas foi com esse Acústico que passei a realmente gostar da banda. Aí estava chegando meu aniversário, eles iam começar a turnê e minha irmã resolveu me levar pra assistir ao show de abertura, como presente de aniversário de 13 anos. Foi meu primeiro show, me senti muito adulta. Haha.
Eu já gostava do disco (tenho uma queda por acústicos, sempre gosto deles), mas passei a ouvir sem parar para decorar as letras pro show. Decorei certinho, até as falas! Hahaha. X)
Minhas favoritas: Pra dizer adeus, Go Back e Os Cegos do Castelo

3 – The Score – Fugees

Os amantes de Lauryn Hill que me perdoem, mas Fugees era muito mais legal do que a carreira solo dela. Não que seja ruim, eu até gosto, mas Fugees era melhor. ;)
Adoro a batida das músicas e a voz deles misturadas, é um disco que não me cansa nunca.
Minhas favoritas: Ready or not, Zealots e Killing me softly (foi mal, mas sou clichê)

2 – Sobrevivendo no Inferno – Racionais Mc’s


Todo mundo na escola sempre ouviu muito Racionais, mas eu só passei a gostar mesmo deles com esse disco. Lembro que quando lançaram todo mundo pediu no amigo-secreto da sala, depois que virou mania na MTV então, todo mundo ouvia esse disco o tempo inteiro. INTEIRO. Teve até uma festa na escola em que deixaram o CD rolando no alto-falante, com todo mundo cantando as músicas no pátio.
Esse disco todo me lembra muito, mas MUUUUIIIITOOO mesmo 1998. Toda vez que ouço e canto, lembro desse dia no pátio da escola.
Além disso, ele é minha trilha sonora oficial de quando estou ferrada de trabalho e preciso me concentrar. Coloco ele, vou trabalhando e cantando e quando vejo, adiantei muita coisa que precisava fazer.
Minhas favoritas: Capítulo 4, Versículo 3, Qual mentira vou acreditar e Tô ouvindo alguém me chamar

1 – Number’s 1 – Mariah Carey


Devo ter passado um ano inteiro da minha vida ouvindo esse disco todos os dias. Eu tinha uns 15 ou 16 anos e estava viciada no combo música da Mariah + Crash Bandicoot todo dia no começo da noite. TODO. DIA. O videogame ficava no quarto dos meus irmãos, então aproveitava que durante a semana os dois estudavam e passava a noite lá, jogando e cantando enquanto ouvia esse disco no repeat. Sério, era só isso que eu escutava.
Escolhi esse disco como primeiro lugar porque provavelmente foi o disco que mais ouvi na vida e até hoje gosto dele, mas não escuto inteiro há anos. Meio que ficou naquela época, sabe? Acho que escutei tanto que pra mim é a trilha sonora de um tempo que já passou há muito, ficou meio pra trás. 
Minhas favoritas:
 Fantasy (a melhor pra cantar/dançar sentanda enquanto eu jogava), Hero e My all (eu disse que sou clichê! Hahaha)

BEDA-2015

 

52 objetos: #34

52-objetos-cachecol

O quê: Cachecol
Por quê: Só uso na minha estação favorita e ainda me lembra minha mãe
Onde está: Na caixa onde guardo todos os cachecóis
De onde veio: Dona Bete que fez

O objeto dessa semana não estava na lista (logo no começo do ano listei vários objetos que lembrei e ao longo do ano fui preenchendo a lista. Falta pouco para decidir todos os objetos que ainda vou mostrar aqui), mas depois do frio que voltou – EBAAAAAA! – tive que pegar um cachecol para usar e achei justo ter um nessa minha caixa.

O cachecol de ontem me fez querer colocar um na caixa por dois motivos: 1 – Foi com o sorriso de orelha a orelha que fui buscar ele na caixa, já que finalmente meu frio amado voltou e 2 – Ele foi feito pela minha avó, Véia Nilze, no meu aniversário desse ano. Aí pensei que todo cachecol que tenho me lembra alguém. Na verdade. todos me lembram minha mãe porque ela que fez tudo, menos esse da minha avó. E foi assim que um cachecol bem quentinho veio parar aqui nesse projeto. ;)

Esse da foto foi feito pela minha mãe e é meu favorito de todos. Acho as cores lindas, essa lã de bolinhas é uma graça, esquenta bastante e é super macio. Há alguns anos minha mãe se empolgou com essa lã e fez de tudo quanto é cor, eu tinha vários. Conforme fui usando e ela fazendo novos, acabei doando todos e só ficou esse (que não vai para doação tão cedo, de tanto que gosto).

Cachecolzinhos da Dona Bete, me esquentando desde 1984. <3

O que é o projeto 52 objetos?
Em muitos anos no futuro alguém encontra uma caixa cheia de coisas que você possuiu e tenta descobrir que tipo de pessoa você era. Talvez essa caixa tenha fotografias, livros, documentos pessoais, roupas, talheres, bilhetes de shows ou até um pacote de chiclete. O que esses objetos diriam sobre você? Eles mostrariam um retrato fiel da sua vida? Qual história eles diriam?

A ideia original veio daqui e essa tradução da explicação é da Ana Paula. Você pode ver todos os outros objetos que escolhi aqui.

BEDA