acessórios

52 objetos: #5

52objetos-anelpandora

O quê: Anel de pedra do nascimento da Pandora
Por quê: Está sempre comigo
Onde está: No meu dedo anelar direito
De onde veio: Ganhei de presente do Henrique em 2013

Minha aliança está um pouco larga há alguns anos e eu queria um anel que ajudasse a segurá-la no lugar. Quando vi esses anéis da Pandora fiquei doida por um para usar desse jeito e o Henrique acabou me dando esse. Eu ia escolher a pedra turquesa porque amo a cor e não por ser a do meu mês de aniversário nem nada, mas não tinha me tamanho. Acabei gostando da cor da granada e só depois descobri que era a pedra de fevereiro, mês de aniversário do Henrique. Achei a coincidência bonitinha. :)

Acostumei tanto a usar esse anel que parece que está faltando alguma coisa quando saio sem ele. Só fico sem quando vou para a academia, para alguma corrida ou quando estou dentro de casa (porque aí, na maioria das vezes, também fico sem a aliança).

O que é o projeto 52 objetos?
Em muitos anos no futuro alguém encontra uma caixa cheia de coisas que você possuiu e tenta descobrir que tipo de pessoa você era. Talvez essa caixa tenha fotografias, livros, documentos pessoais, roupas, talheres, bilhetes de shows ou até um pacote de chiclete. O que esses objetos diriam sobre você? Eles mostrariam um retrato fiel da sua vida? Qual história eles diriam?

A ideia original veio daqui e essa tradução da explicação é da Ana Paula. Você pode ver todos os outros objetos que escolhi aqui.

52 objetos: #3

523objetosolhogrego

O quê: Pingente de olho grego
Por quê: É meu amuleto da sorte
Onde está: No porta-jóias em cima da estante do meu quarto
De onde veio: Ganhei de uma tia que viajou para Istambul

Sempre gostei de objetos que trazem sorte e, entre eles, o olho grego é meu favorito. Usado como talismã para afastar o olho gordo e atrair a sorte, é tradicionalíssimo no mundo todo.

Tenho esse pingente de vidro e prata há alguns anos, talvez uns 7 ou 8. Uma tia foi para Istambul (ou para a Grécia? Não lembro mais!) e trouxe um para mim e outro para minha irmã. Desde que ganhei o uso sempre que preciso de sorte. Lembro que ao começar a trabalhar na última agência, depois de ter ficado alguns meses desempregada, o usava todos os dias. Coloco sempre que vou para alguma região mais perigosa de São Paulo, quando ando de avião (mesmo não tendo medo é bom se prevenir, né?), em alguma reunião ou apresentação importante… é meu pingente da sorte, o mais queridinho de todos.

Já achei que tinha perdido e fiquei muito mais chateada do que tinha imaginado que ficaria. A correntinha estourou, quando percebi não achei o pingente por perto mesmo tendo revirado tudo atrás dele. Alguns dias depois achei ele no meio de alguma coisa na minha mesa, fiquei super feliz.

Sempre falo aqui que não sou religiosa, mas supersticiosa eu sou. Adoro um patuá, um banho de sal grosso, calcinha colorida no Réveillon… me divirto fazendo essas coisas e acho que podem até não funcionar, mas pensar no bem sempre o atrai pra gente e esse é só um jeito de fazer com que eu foque totalmente nele às vezes.

O que é o projeto 52 objetos?
Em muitos anos no futuro alguém encontra uma caixa cheia de coisas que você possuiu e tenta descobrir que tipo de pessoa você era. Talvez essa caixa tenha fotografias, livros, documentos pessoais, roupas, talheres, bilhetes de shows ou até um pacote de chiclete. O que esses objetos diriam sobre você? Eles mostrariam um retrato fiel da sua vida? Qual história eles diriam?

A ideia original veio daqui e essa tradução da explicação é da Ana Paula. Você pode ver todos os outros objetos que escolhi aqui.