publicidade

Andei lendo: A playlist da minha vida | Leila Sales

playlist-vida-livro

Elise é uma menina de 16 anos que não tem nenhum amigo, se sente totalmente solitária e é super excluída na escola. Só lembram dela quando é para apontar o dedo ou tirar sarro com a sua cara. Ela é inteligente e interessante, mas ninguém parece notar isso. E é esse o motivo dela passar todo o verão estudando como ser uma pessoa “normal” e mudando tudo a seu respeito, para ver se as pessoas começam a notá-la.

Elise chega ao seu primeiro dia de aula após as férias achando que roupas novas, muitas e muitas revistas de moda como referência e uma mudança de atitude vão ser suficientes para que alguém queira ser seu amigo. E aí, claro, o plano dá errado e ela é até notada, mas somente porque as pessoas queriam tirar algum proveito dela. Percebendo que os dois meses que passou sem fazer nada além tentar se transformar em outra pessoa não serviram para nada, ela resolve se suicidar. Chega em casa, prepara tudo… e não tem coragem. Aí resolve se cortar só para ver qual seria a sensação, liga para uma das meninas que ela queria que fosse sua amiga para contar isso, é levada para o hospital e fica internada. Após um tempo, ela volta para a escola e tudo volta a ser como era antes: ela é só a menina esquisita com quem ninguém quer conversar.

Depois desse tempo que passou afastada de tudo, Elise começa a sair escondida para andar pela cidade sozinha. Ouvindo música, a menina anda muito tempo e, em um desses passeios, é abordada por duas meninas que indicam onde é a balada (para a qual elas achavam que Elise estava indo). Elise fica amiga de Vicky e Pipa, se encanta pelo DJ Char e acaba levando duas vidas paralelas, sem que ninguém saiba. Durante os dias ela é a esquisita Elise na escola e às quintas à noite ela dança, tem amigos e aprende a ser DJ também.

Elisa é perseguida pelos adolescentes mais populares na escola, arranja briga com a família, é super confusa. O livro é super gostoso de ler, do tipo que você não larga enquanto não termina, sabe? A menina faz muitas burradas, mas são todas tão com cara de adolescente que dá para entender totalmente e nem ficar com raiva dela. Hahaha. Fora que os outros personagens também são legais e o final do livro, apesar de ser um tanto previsível, mostra o quanto ela aprendeu sobre si mesma durante toda a história. Gostei muito, apesar do tema parecer um pouco pesado, o livro é bem divertido e fiquei torcendo para ter mais algum outro volume sobre a personagem, mas não tem. :(

Preço: R$29,90 na Livraria Cultura

aviso-publi-gifts

Cinco minutos, cinco querências: Kate Spade na Acquarelashop

Esse mês a Acquarelashop me convidou para conhecer outra sessão desejo da loja: a da Kate Spade! Adoro as coisas da marca, principalmente as bolsas, e fiquei lá babando em várias. É uma mais linda que a outra, uma coisa super elegante, coisa de menina phyna, sabe? Há alguns anos venho querendo comprar uma pretinha básica da marca, já ouvi falar que dura pra caramba e o acabamento é maravilhoso. Quem sabe agora não me empolgo de vez, né? :D

acquarelashopo-katespade-bolsas

01 – Bolsa média Cobble Hill – Por anos e anos usei bolsas grandes e desde que comecei a trabalhar em casa tenho preferido as médias e pequenas. Não tenho nenhuma bege e esse modelo parece caber bastante coisa, é super básico e dá pra usar muito.
02 – Bolsa grande Penélope Pink – O nome diz que ela é grande, mas não é tão grande. É uma bolsa menor, para carregar só o necessário e poder andar por aí o dia todo sem cansar. Achei a cor linda, o formato quadradinho bem moderninho e o fecho em metal dá um charme a mais. Não tenho bolsa pink, acho que daria um quê a mais em looks mais básicos.
03 – Bolsa Darling Yellow – Outra bolsa pequena, para carregar só o necessário e em um tom de amarelo super marcante. Sou apaixonada por amarelo, acho que é uma cor super alegre e versátil e uma bolsa pequena nessa cor seria meio que coringa comigo.
04 – Bolsa grande Charles Street Black – Eu sei que falei que ando cansada de bolsas grandes, mas uma preta nesse tamanho nunca é demais. Essa ainda está em promoção, pra ficar melhor ainda. Hahaha. Preta, de couro, básica e com um tamanho para caber a vida dentro. Ótima para quando passo o dia fora em reunião.
05 – Bolsa 2 Park Avenue – Olha que coisa mais fofa! Creme e branco e um desenho de laço grandão ocupando toda a frente. Bolsa de princesa, né? Tô bem precisada de acessórios mais delicados e fofos. <3

Se você fosse escolher entre uma dessas cinco, qual seria? Sinceramente, acho que eu iria na preta, mas a creme e branco tá tããããooooooo linda que me dá vontade de chorar só de não compra-la. HAHAHAHA. :)

Dez minutos, dez querências: Kipling na Acquarelashop

Eu sei que eram para ser só 5 querências em 5 minutos, mas dessa vez não deu. Hahaha. A Acquarelashop me convidou para conhecer os produtos da Kipling que eles vendem e eu não consegui ficar só 5 minutos navegando por ela, muito menos querer só 5 coisas.

O motivo: a Kipling é uma das minhas marcas favoritas na vida. Tudo começou quando minha irmã trouxe para casa uma bolsa da marca quando eu tinha uns 12 anos e eu usava escondida sempre que podia. Hahaha. Aos 13 ganhei da minha irmã uma necessaire deles para carregar na mochila da escola. Aos 15 passei no vestibulinho para o colégio e ganhei de presente da minha irmã (sempre ela!) uma mochila que me acompanhou pelo colégio, pela faculdade e só foi doada ano passado, quando me mudei. Resumindo: não consegui escolher só cinco peças e passei um bom tempo na loja porque tenho todo um apego afetivo pela marca. <3

Olha só o que fez meus olhos brilharem:

querencdfias-kipling-acquarela1a01 – Mala Pequena Youri Spin 55 – Eu PIRO nas malas da Kipling. Primeiro porque acho lindas, segundo porque gosto das cores e estampas (tão mais fácil para achar na esteira do aeroporto!) e terceiro porque por ser de tecido fica mais leve e sobra mais peso para encher de coisas. Não tenho mala de bordo, só uma grandona para despachar e achei essa de animal print beeeem lindona.
02 – Mochila Class Seoul – Já falei por aqui que estou querendo uma mochila nova, né? Tenho usado bastante no dia-a-dia, mas sempre viajo com a minha (na falta de mala de bordo, é nela que carrego o que preciso durante o vôo) e essa tem um tamanho bom e gamei no tom do amarelo.
03 – Bolsa Média Eldorado – Uma das coisas que sempre vão na minha mala é uma bolsa pequena, leve, transpassada no corpo, bem fechadinha e que dê para carregar numa boa, com tudo o que você precisa e sem espaço para você enchê-la de coisas. Usei por anos e anos uma que herdei/roubei da minha irmã (aquela que ela comprou quando eu tinha uns 12 anos!) e a outra que uso agora voltou com o fecho quase rasgando da última viagem de tanto que judiei da coitada. Gostei do tamanho dessa, da cor e principalmente porque ela é bem fechadinha, assim não tem como alguém enfiar a mão e roubar o que você tem ali – falei que gosto de bolsa assim pra ir pro Centro de SP também? Pois é. :D
04 – Necessaire Creativity S – Essa é a versão mais atual da necessaire que ganhei da minha irmã aos 13 anos e que uso até hoje. A minha já está bem velhinha (são 17 anos de uso, né!) e gostei da vermelha. É boa para carregar absorventes e/ou remédios.
05 – Estojo Cute – Sou doida por papelaria e a primeira coisa que comprei quando entrei na faculdade foi um estojo desse modelo para levar cheio de canetas pras aulas. Lindo, coube um monte de coisa… e eu perdi na primeira semana de aula. Preciso dizer que quem encontrou não devolveu? Pois é. Agora não estudo mais, mas ele é bom para carregar escovas de dente, pentes ou até pincéis de maquiagem.

querencdfias-kipling-acquarela201 – Carteira Brownie – Já tive uma carteira desse modelo (dessa cor, inclusive) e adorava ela, cabia tudo e mais um pouco. Usei por anos e anos e aí troquei por uma que em menos de um ano já estava feiosa. Tá na hora de trocar, né? E peguei mania de que carteira tem que ser vermelha.
02 – Bolsa Média Beonica – Tenho várias bolsas, mas um preta de tamanho médio é coringa demais. Tenho uma de couro nesse mesmo tamanho e ela já tá pedindo arrego e é super pesada. Essa tem textura de cobra e é muuuito mais leve que a minha. Tem em branco e preto também e é ainda mais linda! Gostei do macaquinho que vem nela também, muito mais adulto do que os tradicionais, né? Desse não tenho nenhum! Hehehe.
03 – Bolsa grande Yestin – Gosto de bolsa pequena e média, mas as grandonas são minhas favoritas. Amei a combinação de cor (quase a do blog, né?) e a estampa dessa. Ótima pra combinar fácil, mas com um charme a mais.
04 – Bolsa Grande Halia – Esse tom de azul tá ótimo para combinar com qualquer coisa e o tamanho é do jeitinho que eu gosto!
05 – Carteira New Money – Sou adepta das carteiras grandes, mas essa estampa Chevron tá uma graça, né? É pequena, mas tem compartimentos separados e zíper, bem segura e prática. Achei tão fofa que até finjo que o coral dela é vermelho. Hehehe.