moda

Dez minutos, dez querências: Kipling na Acquarelashop

Eu sei que eram para ser só 5 querências em 5 minutos, mas dessa vez não deu. Hahaha. A Acquarelashop me convidou para conhecer os produtos da Kipling que eles vendem e eu não consegui ficar só 5 minutos navegando por ela, muito menos querer só 5 coisas.

O motivo: a Kipling é uma das minhas marcas favoritas na vida. Tudo começou quando minha irmã trouxe para casa uma bolsa da marca quando eu tinha uns 12 anos e eu usava escondida sempre que podia. Hahaha. Aos 13 ganhei da minha irmã uma necessaire deles para carregar na mochila da escola. Aos 15 passei no vestibulinho para o colégio e ganhei de presente da minha irmã (sempre ela!) uma mochila que me acompanhou pelo colégio, pela faculdade e só foi doada ano passado, quando me mudei. Resumindo: não consegui escolher só cinco peças e passei um bom tempo na loja porque tenho todo um apego afetivo pela marca. <3

Olha só o que fez meus olhos brilharem:

querencdfias-kipling-acquarela1a01 – Mala Pequena Youri Spin 55 – Eu PIRO nas malas da Kipling. Primeiro porque acho lindas, segundo porque gosto das cores e estampas (tão mais fácil para achar na esteira do aeroporto!) e terceiro porque por ser de tecido fica mais leve e sobra mais peso para encher de coisas. Não tenho mala de bordo, só uma grandona para despachar e achei essa de animal print beeeem lindona.
02 – Mochila Class Seoul – Já falei por aqui que estou querendo uma mochila nova, né? Tenho usado bastante no dia-a-dia, mas sempre viajo com a minha (na falta de mala de bordo, é nela que carrego o que preciso durante o vôo) e essa tem um tamanho bom e gamei no tom do amarelo.
03 – Bolsa Média Eldorado – Uma das coisas que sempre vão na minha mala é uma bolsa pequena, leve, transpassada no corpo, bem fechadinha e que dê para carregar numa boa, com tudo o que você precisa e sem espaço para você enchê-la de coisas. Usei por anos e anos uma que herdei/roubei da minha irmã (aquela que ela comprou quando eu tinha uns 12 anos!) e a outra que uso agora voltou com o fecho quase rasgando da última viagem de tanto que judiei da coitada. Gostei do tamanho dessa, da cor e principalmente porque ela é bem fechadinha, assim não tem como alguém enfiar a mão e roubar o que você tem ali – falei que gosto de bolsa assim pra ir pro Centro de SP também? Pois é. :D
04 – Necessaire Creativity S – Essa é a versão mais atual da necessaire que ganhei da minha irmã aos 13 anos e que uso até hoje. A minha já está bem velhinha (são 17 anos de uso, né!) e gostei da vermelha. É boa para carregar absorventes e/ou remédios.
05 – Estojo Cute – Sou doida por papelaria e a primeira coisa que comprei quando entrei na faculdade foi um estojo desse modelo para levar cheio de canetas pras aulas. Lindo, coube um monte de coisa… e eu perdi na primeira semana de aula. Preciso dizer que quem encontrou não devolveu? Pois é. Agora não estudo mais, mas ele é bom para carregar escovas de dente, pentes ou até pincéis de maquiagem.

querencdfias-kipling-acquarela201 – Carteira Brownie – Já tive uma carteira desse modelo (dessa cor, inclusive) e adorava ela, cabia tudo e mais um pouco. Usei por anos e anos e aí troquei por uma que em menos de um ano já estava feiosa. Tá na hora de trocar, né? E peguei mania de que carteira tem que ser vermelha.
02 – Bolsa Média Beonica – Tenho várias bolsas, mas um preta de tamanho médio é coringa demais. Tenho uma de couro nesse mesmo tamanho e ela já tá pedindo arrego e é super pesada. Essa tem textura de cobra e é muuuito mais leve que a minha. Tem em branco e preto também e é ainda mais linda! Gostei do macaquinho que vem nela também, muito mais adulto do que os tradicionais, né? Desse não tenho nenhum! Hehehe.
03 – Bolsa grande Yestin – Gosto de bolsa pequena e média, mas as grandonas são minhas favoritas. Amei a combinação de cor (quase a do blog, né?) e a estampa dessa. Ótima pra combinar fácil, mas com um charme a mais.
04 – Bolsa Grande Halia – Esse tom de azul tá ótimo para combinar com qualquer coisa e o tamanho é do jeitinho que eu gosto!
05 – Carteira New Money – Sou adepta das carteiras grandes, mas essa estampa Chevron tá uma graça, né? É pequena, mas tem compartimentos separados e zíper, bem segura e prática. Achei tão fofa que até finjo que o coral dela é vermelho. Hehehe.

Vestidos nacionais com cara de anos 50

Esse é um dos posts mais acessados do blog, mas como só tem indicação de lojas internacionais que vendem vestidos com modelagem retrô, achei justo procurar por lojas que fizessem modelos parecidos aqui no Brasil. Nada melhor do que comprar, pagar em real, não ter que se preocupar em ser taxada, receber logo e ainda poder trocar caso não fique bom, né?

Tem duas lojas que sempre são paqueradas por mim e que acho que suprem bem esse desejo por vestidinhos com cara de vó. Nunca comprei em nenhuma das duas, mas as peças são tão lindas que sempre volto pra namorar alguma que eu tenha gostado mais. :)

Atelier Luiza Pannunzio

vestidos-vintage-luiza-pannuzio

Vivo enrolando para ir conhecer a loja da marca na R. Augusta, aqui em São Paulo. Na verdade, sempre que entro na loja virtual penso em ir até lá, mas quando estou pelas redondezas, esqueço. A loja tem saias, blusas, casacos e vários outros produtos, mas o que mais gosto são os vestidos. Modelagem linda e cores neutras, parecem ser vestidos que duram anos no armário. Só acho o preço um pouquinho salgado, mas como nunca fui à loja para conferir de perto, não sei dizer se o preço um pouco mais alto tem motivo por ser um tecido de alta qualidade ou não. Acredito que por ser uma ateliê e fazer peças em menor quantidade também influencie no preço final.

Chica Bolacha

vestidos-chica-bolacha

Conheci a Chica Bolacha na época do Plastic Fantastic porque sempre tinha leitora que mandava look usando alguma peça da marca. A marca, de Porto Alegre, é especializada em roupas plus size, mas também faz tamanhos menores. As roupas são super divertidas, com tecidos estampados e modelagem que favorece o corpo. Os vestidos são lindos (o que é esse com as guitarras, pelamor? LINDO!), mas gosto muito também dos moletons que eles lançam todo inverno.

Ah, essas Folk Boots…

Há um tempo a Raquel falou de amigos dela que começaram a produzir botas e mostrou o link. E gente! Cada bota linda!

Na Folk Boots, todos os modelos são feitos de tecido, artesanalmente. O legal são as estampas dos tecidos, super bonitas. Fora que, por serem feitas a partir de sobras, o número de peças é limitado e você não corre tanto risco de encontrar alguém com uma igual por aí.

bota-foolk-dylan bota-foolk-johnny

Eu me apaixonei pelo modelo estilo Chico Bento, o Dylan. Mas o coturninho Johnny também não sairia do meu pé. Percebeu, pelo nome, o porquê do nome da marca? ;)