O que aprendi com a minha primeira casa

Deixar pra trás meu querido apartamento de frente pra pracinha não foi muito fácil. O espaço era bom, a gente tinha decorado cada cantinho do jeitinho que a gente queria (faltava muito ainda para terminar, mas tudo bem) e o bairro era uma delícia. Mas olha, agora que já se passou quase um mês desde que me mudei, a dó de deixá-lo já praticamente sumiu. O apartamento novo é maior, pertinho da família, em um bairro tão gostoso quanto e tá ficando ainda mais com a nossa cara.

Fiz essa lista enquanto estava me despedindo da casa antiga, morreeeendo de dó e pensando em tudo o que passamos por lá. Delícia de momento. <3

Coisas que eu adorava e ficara pra trás: estante da sala e o papel de parede, a parede azul do quarto, o varal de fotos da porta de entrada, o aparador com os únicos quadros da casa, a vista linda pro nascer do sol e o tampo da cozinha feito pelo namorado. <3
Coisas que eu adorava e ficaram pra trás: estante da sala e o papel de parede, a parede azul do quarto, o varal de fotos da porta de entrada, o aparador com os únicos quadros da casa, a vista linda pro nascer do sol e o tampo da cozinha feito pelo namorado. <3

1 – Armários são muito bem-vindos, mas eles te ajudam a ter tranqueiras. Sim, meus amigos. Quanto mais lugar para guardar de tudo e manter longe dos olhos, mais tranqueiras que você não usa e não precisa você vai ter.

2 – Dá para viver com pouquíssimos móveis. Claro que é muito mais confortável ter pelo menos os móveis básicos, mas dá pra viver sem alguns deles numa boa. Nos primeiros meses eu não tinha absolutamente nenhum móvel além da minha cama e olha: sobrevivi. Depois vieram basicamente todos quase de uma vez só, menos a mesa de jantar. Essa a gente nunca comprou e só sentíamos falta dela quando os amigos vinham jantar.

3 – Investir em uma boa cama nunca é demais. Experimente quantos colchões forem necessários, pague mico deitando no meio de várias lojas… não se acanhe. Uma boa cama vai fazer você sonhar em voltar para casa sempre que estiver cansado e olha, isso não tem preço.

4 – Você vai sentir falta dos seus pais. Tenho uma relação ótima com os meus e realmente gostava de morar com eles e da nossa rotina diária. Senti muita muita muita falta deles no começo e descobri que todo mundo que sai de casa sente, é normal. Sorte que o colo deles vai estar sempre pronto pra você, sempre que você quiser.

5 – Há limites para panos de pratos. Eu bordo e sempre fiz meus paninhos de cozinha. Também ganhei alguns de amigas e, como eles são baratinhos, no começo comprava sempre que via algum bonitinho pela frente. Resultado: tenho uma gaveta cheia deles, uso praticamente só os mesmos sempre e estou levando vários novinhos para a casa nova. Repito: não precisa sair estocando pano de prato como louco.

6 – Cada pequena conquista é uma grande conquista. Quando o sofá chega? Ô DELÍCIA! Tv na sala? AFE MARIA, VEM CÁ GLOBO SUA LINDA! Panela nova para repor aquela que você usou tanto que ficou toda estragada? NUNCA COMI COMIDA TÃO BOA! Vaso de flor que você ganhou de uma amiga? AI QUE LINDO AMO FLORES! Sério, é assim. E é gostoso pra caramba.

7 – Você vai fazer muita cagada. Vai botar fogo em pano de prato sem querer. Vai Lavar uma única peça vermelha junto com um monte branca sem querer e vai deixar tudo rosa.  Vai gastar muito mais produto de limpeza do que deveria. Mas tudo é, realmente, um aprendizado. Relaxa que tudo passa e pra tudo dá-se um jeito.

8 – Sua casa é o seu templo. Sabe quando você mora com seus pais e não deixa ninguém entrar no seu quarto, dar pitaco na decoração ou peidar lá dentro? Pois é, agora você tem uma casa inteira para se sentir assim. Hahaha. Você não vê a hora de voltar pra casa só pelo prazer de ficar em casa e nunca, nunquinha, vai convidar alguém que você não gosta para te visitar.

9 – Quanto mais parecida com você, mais acolhedora sua casa será. Coleciona action figures? Não se reprima, espalhe-os pela sala. Lê muito? Vale muito a pena escolher uma estante bem bonita para ostentar suas centenas de livros. Espalhe sua personalidade pela casa, sem ter vergonha. Eu enfeitava minha estante da sala com brinquedos e era bem feliz.

10 – Quadros e cortinas fazem falta. Tive poucos quadros pela casa (e muitos gravuras guardadas no armário esperando por molduras) e nenhuma cortina, em nenhum cômodo. Depois de um tempo, a falta de quadros nas paredes grita e você vê a necessidade de ter cortinas para poder andar tranquilamente de calcinha pela casa.

11 – Papel de parede não é brega. Aposto que você, algum dia da sua vida, achou que papel de parede é algo brega. Eu pensava assim, até me encantar com papéis lindos que vi na internet. E aí coloquei alguns em casa e me apaixonei. Eles deram vida aos cômodos. Enfeitaram as paredes de um jeito simples e nada cansativo. Virei fã de carteirinha do treco.

12 – Nada é para sempre e um lar pode ser feito em qualquer lugar. Antes do apartamento anterior, eu só tinha tido uma outra casa: a dos meus pais. NUNCA tinha me mudado, então não tenho prática nenhuma nisso. E o nosso antigo apartamento me mostrou isso: não importa onde esteja sua casa, ela vira um lar quando você leva tudo o que e quem gosta. Lá já foi meu lar, hoje é aqui. :)

Comentários via Facebook

22 comentários

  1. Ariane em | Sempre vem aqui e já comentou 17 vezes. ;) Responder

    Eu tô doida pra ter essa experiência que você teve!
    Moro com meus pais, e nunca me mudei também…
    E o pior é que nem na história de não deixar niguém dar pitaco no quarto eu me enquadro!
    Sempre dividi o quarto!! haha

    Então, o que me reta é esperar meu momento..
    E curtir (se é que tenho esse direito) o seu!
    Posta mais coisas sobre seu novo lar!
    Acho que vc e seu noivo tem um ótimo gosto pra decoração, e sem duvidas, pelo que eu via de fotos do primeiro apartamento, dava pra ver seu dedo em cada cantinho, em cada detalhe…

    Beeeijo!

    1. Luane em | Comentou pela primeira vez, boas vindas! Responder

      Duas! ;)

      Muitas conquistas nessa nova fase, Ana!

  2. Lilik em | Sempre vem aqui e já comentou 113 vezes. ;) Responder

    É bem aquela coisa de que “lar é onde seu coração está”, né? heh
    adorei o post, Ana! Me deu mais vontade ainda de economizar e comprar meu apê (quem disse que preciso de um hómi pra realizar isso? rs).
    Beijo!

    1. Ana Carolina em | Administrador/a do blog. Responder

      Vai nessa, Li!
      Acho que a conquista de ter uma casa que só dependeu de você mesma para ser conquistada deve ser ainda maior do que quando isso é feito a dois. Tô aqui torcendo muito pra vc realizar isso logo logo! :D

  3. Chell em | Sempre vem aqui e já comentou 309 vezes. ;) Responder

    É isso tudo hehehe o que foi diferente aqui é que eu e o namorado morávqmos em república de estudante, cada um na sua, por pelo menos 5 anos. Ai sair foi alívio. Rs

  4. Julay Ferrer em | Sempre vem aqui e já comentou 142 vezes. ;) Responder

    Adorei esse post!

    Super me identifiquei com o lance da peça vermelha no meio das roupas brancas e no lance de colocar fogo no pano de prato. Hahahahah

    Quando vai rolar post com detalhes da casa nova? Porrã tô doida pra ver tudo ;)

    Beijocas

    1. Ana Carolina em | Administrador/a do blog. Responder

      Tchô te dizer que você vai ver pessoalmente muito antes de eu postar qualquer foto, viu? Ando com uma preguiiiiça de fotografar aqui. hahaha

  5. Dani Guirado em | Sempre vem aqui e já comentou 16 vezes. ;) Responder

    O meu lar está construindo ainda e esse post me encheu de sorrisos e carinho!

    =]

  6. ana em | Sempre vem aqui e já comentou 108 vezes. ;) Responder

    aprendizados valiosos! um viva aos panos de prato e aos tupperware também! :P

  7. Gisele em | Sempre vem aqui e já comentou 12 vezes. ;) Responder

    Ai que delícia esse post. Montar uma casa é uma das coisas mais gostosas da vida, pq vc vai fazendo tudo do jeitinho que quer. Também quero ver o apê novo :) :)

  8. Cris Marques em | Sempre vem aqui e já comentou 66 vezes. ;) Responder

    Adorei o post; No começo do pêzinho do Jabaquara foi bem assim mesmo, os móveis chegavam aos poucos. Cada coisinha era uma grande vitória. Já em Guarulhos passou um pouco essa coisa de ser “de primeira viagem”, mesmo assim, cada dia é um novo aprendizado.

    Gostoso ler isso do lugar virar um lar quando a gente leva tudo o que gosta e quem gosta, pois estou vivendo essa mesma fase.

    Bjos, Carô!

    1. Ana Carolina em | Administrador/a do blog. Responder

      Gostoso né Cris?
      Acho que a experiência de montar a primeira casa é única, mas a de montar a segunda é melhor porque a gente já se conhece muito mais, sabe mais nossas necessidades…
      super boa sorte nessa sua nova fase!
      bjo

  9. Isa em | Sempre vem aqui e já comentou 26 vezes. ;) Responder

    Acabei de mudar e acho que esse foi o post mais inspirador (e olha que eu perco NOITES no pinterest!) que eu li até agora. Posso te dizer: antes mesmo de ter móveis, eu mandei fazer molduras pros quadrinhos. Agora só faltam as cortinas. E claro: os armários, a TV, a mesa, as cadeiras…
    Hey, boa sorte na nova-nova fase :)

    1. Ana Carolina em | Administrador/a do blog. Responder

      Ai que delícia, Isa!
      Gostoso demais pensar no nosso cantinho, né? Eu continuo em busca das cortinas… agora tenho quadros mas nada para tapar as janelas. hahahah

  10. letícia em | Já comentou 8 vezes. Eba! Responder

    Eu adoro seu blog. Venho aqui sempre, mas sabe como é, preguicinha de comentar :p
    Sai da casa dos meus pais em novembro, fui morar com meu namorado e nossa, que correria que é, que mudança que é…mas é muito gostoso, mesmo com toda loucura de achar algo bom, com preço bom.
    Não sabia que vc tinha se mudado, estava uns tempos longe de blogs e vi agora tudo que aconteceu. Que susto com seu pai, imaginei a preocupação (meu pai é parecido, teimooooso, hehe) e achei o máximo vc e seu noivo terem tomado a decisão de sair dos respectivos trabalhos a procura de qualidade de vida. Meu namorado trabalha em uma agência tb, é pequena, então a pressão é menor, mas imagino como seja.
    Enfimmmm!
    Desejo que seja uma fase maravilhosa para vcs e que dê tudo certo!

    :)

    1. Ana Carolina em | Administrador/a do blog. Responder

      Poxa, que legal saber que você adora o blog! :D

      Espero que vocês estejam curtindo muito essa nova fase, ela é muuuuito gostosa! :D

  11. Dani em | Já comentou 3 vezes. Eba! Responder

    Ana! Adorei ter você mais pertinho. Poder te encontrar no ônibus, não tem preço! hahaha. Toda felicidade para vcs no novo lar! Ah, como tbm tô de casa nova, aceito doação dos panos de prato, tá? kkkkkkkkkkkkk Bjo

    1. Ana Carolina em | Administrador/a do blog. Responder

      Tb adorei, Dani! :D

      Ahhhhhh, dei tudo embora já! :(

  12. Lec em | Sempre vem aqui e já comentou 506 vezes. ;) Responder

    Eu ainda não mudei do primeiro apto, que eu nem consigo pensar nele como MINHA CASA, já que meu pai arrumou todos os móveis / eletrodomésticos. Acho que só vou sentir isso qdo mudar de novo e começar a escolher tudo do meu jeito…

  13. Janaina em | Comentou pela primeira vez, boas vindas! Responder

    Estou tão perto de mudar para a minha primeira casa de verdade que nem consigo dormir direito de ansiedade ^^
    Morei muitos anos sozinha e foi ótimo. Mas ter o meu canto, poder deixar tudo do meu jeito…acho que vai ser maravilhoso ^_^
    Gostei disso de tirar as fotos de despedida. Passei muta coisa boa no meu apto atual. Com certeza quero me lembrar também *_*
    Bjo e adorei o post pessoal!

  14. - Sexta Básica - Bramare

Deixe o seu comentário